10 dicas fundamentais para você fazer seu marketing pessoal 10 dicas fundamentais para você fazer seu marketing pessoal

10 dicas fundamentais para você fazer seu marketing pessoal

Quando se fala em marketing, lembramos imediatamente de comerciais e propaganda de produtos. Mas há uma modalidade que também é utilizada para ajudar na carreira profissional: o marketing pessoal. Saiba mais sobre como ele pode ajudar na sua jornada de crescimento no mercado de trabalho!

Crédito Estudantil com até o triplo do tempo para pagar

O que é marketing pessoal?

É um conjunto de estratégias e ações que visam melhorar a nossa imagem no ambiente de trabalho. Aqui, não é considerado apenas a aparência, mas também comportamentos, atitudes, networking e preparação. Marketing pessoal é quando o profissional consegue utilizar suas habilidades e qualificações para se diferenciar, alavancar sua carreira e desenvolver uma marca pessoal.

Para que serve o marketing pessoal?

O marketing pessoal e profissional são fundamentais para se destacar no mercado de trabalho em muitos aspectos. Confira!

Atrair atenção para seu trabalho

Entre tantos profissionais, é muito importante que você saiba destacar as suas habilidades em seu currículo e nas plataformas digitais. Por isso, é fundamental disponibilizar de forma clara as suas informações profissionais para que os recrutadores possam te encontrar e se interessem pela sua trajetória. As redes sociais podem ser um bom veículo para esse objetivo – e por isso é fundamental que você tenha cuidado com as suas postagens.

Mostrar suas competências e como você as aplica

Uma boa forma de apresentar os projetos que participou é por meio de portfólios, que mostram as suas habilidades técnicas e/ou criativas que desenvolveu ao longo da sua carreira. Assim, os recrutadores conseguem ter uma ideia de como funciona o seu trabalho e te conhecem melhor antes de uma entrevista – o que pode aumentar bastante a chance de ser selecionado.

Conquistar a confiança dos clientes e empresas

Fazer um bom marketing pessoal não tem apenas a intenção de “vender uma boa imagem” para o mercado, mas passar credibilidade em relação às habilidades e competências que você realmente possui. Isso aumenta a confiabilidade em relação aos bons resultados do seu trabalho e abre muitas portas para futuras oportunidades.

Por que o marketing pessoal é importante?

Ter sucesso na carreira não depende somente da competência do profissional em relação às atividades que exerce. Para ter visibilidade entre tantos outros profissionais que dividem um lugar ao sol no mercado de trabalho, é fundamental encontrar uma forma eficiente de divulgar as próprias qualidades e o valor pessoal, estimando as experiências e os resultados obtidos ao longo da sua jornada.

Na prática, o marketing pessoal tem o objetivo de distinguir profissionais que exercem funções parecidas, com o mesmo grau de competência – nesse caso, leva vantagem aquele que sabe como se mostrar para o mercado e como distinguir suas habilidades em relação aos seus pares.

10 dicas para fazer marketing pessoal

Defina seu objetivo

O primeiro passo é definir qual será o seu objetivo imediato (por exemplo, ser promovido). A partir disso, traçar os passos necessários para atingi-lo. Pesquise junto a outras pessoas que já atingiram meta semelhante se é preciso uma qualificação ou experiência mais específica, por exemplo.

Melhore suas habilidades de comunicação

A habilidade de comunicação será necessária para qualquer objetivo traçado. Monitore-se para se expressar corretamente no ambiente de trabalho e, principalmente, de forma clara, evitando gírias. Se há jargão específico na sua área de atuação, busque dominá-lo e utilizá-lo corretamente. Na modalidade escrita, utilize corretores de texto ou ferramentas online para ajudá-lo a não enviar e-mails ou redigir documentos com problemas de ortografia.

Qualifique-se

Seja para conquistar um emprego ou uma nova posição, é preciso sempre se qualificar. Na internet, há excelentes materiais para ajudá-lo. Se necessário, invista também em cursos específicos da sua área de atuação. O mercado está cada vez mais competitivo e você precisará ter, além das qualificações comportamentais, qualificações técnicas sólidas para se destacar e atingir seus objetivos profissionais.

Além da qualificação que é exigida normalmente em sua área de formação, existem diversos cursos de marketing pessoal ou cursos de produtividade pessoal que podem ser úteis para aprimorar as técnicas de autopromoção.

Cuide do seu visual

Para fazer uma boa apresentação pessoal no trabalho não é preciso, necessariamente, investir em roupas de grife, mas cuidar da aparência e da higiene. As mulheres precisam cuidar da maquiagem, que deve ser utilizada de forma discreta e sem exageros. Isso vale para o perfume, que não deve ser muito forte.

Aprenda a trabalhar em equipe

Esta é uma habilidade cada vez mais valorizada pelas empresas. Saber trabalhar em equipe demonstra flexibilidade e habilidade de relacionamento interpessoal para administrar conflitos.

Seja simpático e empático

Dar bom dia, sorrir para as pessoas e ser prestativo são modos de demonstrar simpatia, de ser lembrado e de trabalhar o marketing pessoal e a  apresentação profissional. Ao se colocar no lugar do outro, seja o seu chefe, o colega ou mesmo o cliente de sua empresa, você será empático e isso poderá ajudá-lo a entender melhor as pessoas e a ter novas ideias para resolução de problemas.

Cuide de sua imagem virtual

O marketing pessoal e profissional hoje está muito ligado à imagem virtual que temos. Recrutadores, líderes e colegas de trabalho comumente verificam os perfis dos candidatos e colegas nas mídias sociais. Tenha cuidado com o tipo de postagem que você fará, evite compartilhar fotos ou informações muito pessoais. Utilize esse espaço para compartilhar cursos que você tenha feito ou artigos interessantes de sua área de atuação. Deixe as mídias sociais falarem bem de você.

Blog pessoal

O blog pessoal pode ser uma ferramenta excelente para apresentar suas experiências, sejam elas profissionais ou pessoais. Nesse espaço, é possível mostrar os conhecimentos sobre a sua área de atuação profissional e outros assuntos com os quais você tenha afinidade. Sem dúvida, é uma excelente vitrine para que as pessoas conheçam suas habilidades de escrita e analisem diversos outros aspectos.

Comunidades criativas

As comunidades criativas conectam pessoas com os mesmos interesses que, muitas vezes, podem se relacionar com o seu campo profissional. Estar presente nesse tipo de ação pode gerar muitos contatos que, mais pra frente, podem se tornar oportunidades para a sua carreira.

Plataformas ligadas à sua atuação profissional

Uma das principais premissas do marketing pessoal é ser visto – e lembrado – dentro da comunidade profissional que você faz parte. Procure participar ativamente desses grupos e fazer contatos com outros profissionais.

Use as redes sociais a seu favor

É muito comum que os recrutadores façam uma varredura nas redes sociais dos candidatos – sim, até mesmo as que não são voltadas à vida profissional – para conhecer um pouco sobre a sua personalidade, estilo de vida, posicionamentos etc. Por isso, fique atento ao tipo de conteúdo que posta em suas redes e cuide da sua imagem em qualquer plataforma.

Explore o LinkedIn

Explore o LinkedIn para o Seu Marketing Pessoal


Você já sabe que o seu perfil no LinkedIn é uma ferramenta fundamental para ter acesso a oportunidades de trabalho, participação em projetos, networking, entre outras. Explore todos os recursos dessa plataforma não apenas para registrar a sua trajetória profissional, mas também para apresentar as suas reflexões e análises sobre diversos assuntos, participar de grupos de discussão sobre a sua área de atuação, criar conexões e se engajar efetivamente com o mercado.

Mostre que você sabe resolver problemas e entregar valor

As empresas buscam colaboradores que sejam criativos e tenham habilidade para a resolução de problemas. Ao perceber que algum processo pode ser melhorado, elabore uma argumentação e apresente-a a seu superior. Ajude seus colegas com a resolução de problemas na rotina, exercite essa habilidade e se destaque por ser um solucionador de problemas, entregando valor à empresa.

Seja comprometido

O comprometimento é um item básico, mas muitos profissionais acabam pecando nesse aspecto, desde o comprometimento com o horário até com prazos de tarefas a serem entregues. Mostre que você é comprometido com os objetivos da empresa e com as suas atribuições atuais para que novas tarefas e desafios possam ser destinados a você.

Faça networking

Trabalhe e amplie a sua rede de relacionamentos – ela tem uma grande importância para a vida profissional e é imprescindível para que o seu marketing pessoal mostre resultados. Relacione-se com pessoas de sua área de atuação ou da área que gostaria de trabalhar. Participe de eventos como palestras, cursos e seminários. Troque cartão de visitas. Ajude a sua rede quando possível e mantenha sempre contato. Isso fará com que você seja lembrado e indicado para futuras oportunidades.

Branding pessoal e marketing pessoal é a mesma coisa?

O que não fazer para o seu marketing pessoal

A construção de uma imagem pode levar anos, mas com apenas meia dúzia de palavras mal utilizadas, você pode colocar tudo a perder. Por isso, é tão importante ter atenção e planejamento nas interações profissionais. Veja agora algumas situações que devem ser evitadas para não expor negativamente a sua imagem.

Evite improvisos

Por melhor que seja a sua performance em ocasiões de networking ou até mesmo em uma entrevista de emprego, criar um roteiro bem objetivo para se apresentar pode ajudar bastante a manter o foco nas informações realmente importantes, evitando mal-entendidos ou pouca objetividade ao falar de suas habilidades e competências.

Fale o necessário

Discursos prolongados demais – especialmente quando se trata de uma pessoa falando de si mesma – pode ser muito chato para quem está ouvindo. Seguindo a orientação do item anterior, crie um roteiro com as informações essenciais sobre você e o seu trabalho.

Não minta

Mentir para se promover é um erro gigantesco, que pode trazer muito constrangimento e prejuízos sérios para a sua imagem – uma situação bem difícil de reverter. Foque em suas qualificações reais e passe credibilidade em sua fala.

Não desmereça o sucesso alheio

O sucesso profissional de qualquer pessoa deve ser atingido pelos seus próprios méritos, jamais por meio da difamação a outros profissionais. Falar mal de colegas e desmerecer a jornada de cada um é uma atitude extremamente mal vista e que pode se voltar contra você.

Não seja arrogante

Ainda que você seja uma referência em sua área de atuação, uma postura muito arrogante pode causar tanta antipatia que as pessoas simplesmente desistem de ouvir o que você tem a dizer. Não é necessário forçar modéstia – valorize o conhecimento que trabalhou muito para atingir. Apenas não deixe que a sua posição crie um abismo entre você e os outros profissionais.

Não se limite apenas às suas tarefas

Quem verdadeiramente se destaca profissionalmente geralmente tem a capacidade de entregar resultados acima do que é esperado. Para ser reconhecido, você precisará encontrar formas de trazer novas percepções e soluções para a sua área.

Crédito Estudantil com até o triplo do tempo para pagar

Profissionais autônomos e o marketing pessoal

A métrica de sucesso para quem realiza trabalho autônomo é o volume de produtos e serviços que é capaz de vender – e isso também é impactado por uma boa estratégia de marketing pessoal e construção de imagem. Porém, a ênfase, nesse caso, além de criar uma imagem profissional que transmita credibilidade, é estabelecer uma relação de confiança com os seus clientes em toda a linha do tempo da negociação. Quando existe uma relação proveitosa, o caminho natural é que os próprios clientes sejam propagadores do seu negócio e ajudem você a formar uma imagem sólida no mercado.

Dicas de livros sobre marketing pessoal

Quer fazer um bom trabalho de apresentação pessoal e aprender tudo sobre o tema? Listamos uma série de conteúdos que podem ajudar na conquista do seu espaço no mercado. Confira!

As armas da persuasão

Livro as armas da persuasão

Ano: 1984

Autor: Robert Cialdini

Este livro explica, em linguagem clara, como funciona o processo de persuasão, além de apresentar técnicas de como influenciar e não ser influenciado.

Desvendando os segredos da linguagem corporal

Livro Desvendando Segredos Linguagem Corporal

Ano: 1981

Autor: Allan E Barbara Pease

Você já deve ter ouvido a expressão “um gesto vale mais do que mil palavras”, mas já parou para pensar como ela pode ser realmente ser verdadeira? Neste livro, os autores esclarecem que 93% da comunicação humana é realizada por meio de expressões faciais e movimentos corporais.

Marketing na era digital

Livro Marketing Na Era Digital

Ano: 2010

Autor: Martha Gabriel

Com uma linguagem simples e objetiva, a autora ressalta a importância estratégica do marketing nesse novo contexto que engloba o digital e a plataforma participativa da Web 2.0 como elementos essenciais a serem considerados em ações de sucesso. Para tanto, o livro conta com 15 capítulos e é dividido em quatro partes principais:

  • Conceitos essenciais e planejamento de marketing;
  • Mudança do ambiente de marketing impactado pelo digital;
  • Plataformas tecnológicas digitais emergentes, como redes, mobile (incluindo mobile tags como QR Codes, Data Matrix etc.), realidades mistas (RA e RV), busca, entre outros;
  • Estratégias digitais, como presença digital, mobile marketing, marketing de busca, social media marketing.

Nunca almoce sozinho

Livro Nunca Almoce Sozinho

Ano: 2015

Autor: Keith Ferrazzi

A obra conta com 31 capítulos repletos de dicas preciosas para construir uma rede de contatos sólida, essenciais para quem está em busca de oportunidades.

Seja o CEO de sua vida

Livro Seja O Ceo Da Sua Vida

Ano: 2010

Autor: Hubert K. Rumpersad

O livro traz diversas dicas para construir, implantar, manter e cultivar uma autêntica e memorável marca pessoal. Com um modelo de simples compreensão, conta com exemplos inspiradores, além de trazer uma série de exercícios práticos e ferramentas que proporcionam um caminho para a construção de uma marca pessoal forte e autêntica.

O ponto da virada

Livro Ponto Da Virada

Ano: 2000

Autor: Malcolm Gladwell

Neste livro, Malcolm Gladwell faz uma análise dos padrões que fazem com que alguma ideia, produto ou hábito vire uma tendência e como você pode converter isso para alavancar a sua marca. Como atingir o ponto de virada em que alguma coisa se multiplica descontroladamente e se torna uma “epidemia social”?

E se você fosse uma marca?

Livro E Se Voce Fosse Uma Marca

Ano: 2015

Autor: Aldo Wandersman

Como criar a melhor imagem de um profissional e se distinguir de outros com as mesmas habilidades que você? Como se posicionar e se divulgar como uma marca e criar conexão com o mercado? Essas e outras questões são abordadas na obra, que visa ajudar o leitor a utilizar o branding pessoal para se tornar referência na área de atuação.

O poder da ação

Livro O Poder Da Acao

Ano: 2015

Autor: Paulo Vieira

Neste livro, o autor nos convida a quebrar o ciclo vicioso e iniciar um caminho de realização. Para isso, apresenta o método que já impactou 250 mil pessoas, repleto de desafios e compromissos que você terá consigo mesmo. Faça um check-up completo da sua vida e reescreva o seu futuro.

Episódios de podcast sobre marketing pessoal

Agora, listamos alguns podcasts que podem ser um excelente empurrão para começar a cuidar da sua imagem profissional agora mesmo. Confira!

Branding pessoal e marketing pessoal é a mesma coisa?, por Thálassa Coutinho

É fácil confundir ou não saber as diferenças entre branding e marketing. Em relação à marca pessoal, acontece o mesmo. Neste episódio, serão tratadas essas diferenças e quem vem primeiro num processo de desenvolvimento de marca pessoal – e como se aprofundar nisso.

Branding pessoal e marketing pessoal é a mesma coisa?


Marca pessoal e carreira com Trilogie, por Tribo De Marketing

Como vai ser o futuro do trabalho? O quanto você está preparado? Prepare-se  para um papo bacana (e por que não divertido?) com a Monica Camargo, a Silvia Berger e a Nora Mirazon sobre marca pessoal e carreira.

Marca pessoal e carreira com Trilogie


Marketing de influência ou marketing pessoal?, por Pra Começo De Conversa

Qual é a diferença entre marketing de influência e marketing pessoal? No episódio, essa pauta será discutida com muita leveza e propriedade.

Marketing de influência ou marketing pessoal?


Marketing pessoal, por Francieli Friedrich e Juliana N. N. De Jesus

Neste episódio, Francieli Friedrich e Juliana N. N. de Jesus, graduandas em psicologia, darão seus insights sobre o assunto.

Marketing pessoal

Categoria: PrasaberProfissões