4 coisas que você não deve fazer ao escrever uma redação

Quando chega o final de ano, começam a aparecer mais e mais reportagens com dicas do que fazer na redação do vestibular. Você já conhece algumas delas: faça um rascunho, tome cuidado com as regras de gramática, faça introdução e conclusão. É muito importante saber de tudo isso e praticar muito antes do grande dia.

Mas você sabia que existem algumas coisas que não devem ser feitas nas redações de vestibulares, concursos públicos ou no Enem? Alguns aspectos podem eliminá-lo ou indispor os corretores de sua redação. Então, preste atenção no que não fazer na hora de escrever o seu texto!

1. Excluir ou discriminar

Procure não escrever uma redação que incentive a exclusão de qualquer grupo social ou reforce a segregação de qualquer minoria. Textos que apoiem a exclusão ou segregação de pessoas por cor, gênero, classe social, religião ou qualquer outra categoria serão vistos com maus olhos pelos avaliadores e podem ganhar um zero. As melhores propostas são sempre aquelas que veem todos os seres humanos como iguais.

2. Atentar contra os direitos humanos

Se a sua solução para a proposta da redação envolver qualquer coisa que atente contra os direitos humanos, seu texto pode ser zerado. Não escreva nada dando morte, genocídio ou tortura como solução para alguma coisa. Isso fere o primeiro dos direitos humanos, que é o direito à vida. Algo desse tipo pode não apenas ser considerado digno de anular a prova, como também pode ser crime.

3. Eximir-se da responsabilidade

As redações de concursos e vestibulares, na maioria das vezes, tem como proposta a resolução de algum problema social. A dica aqui é não se eximir da responsabilidade por esse problema. Mostre que você é um cidadão consciente e não deixe a resposta de todos os problemas sociais nas mãos do governo. É importante analisar qual é a cota de responsabilidade de todos os cidadãos  – você, inclusive – e o que depende somente dos políticos. Encontre soluções que envolvam todos, não só os representantes da nação.

4. Esquecer-se do meio ambiente

Na hora de pensar em uma solução para a proposta da redação, não deixe as questões ambientais de lado! Quando propuser uma resolução para um problema político-social, pense no impacto que isso pode ter na produção de lixo, na contaminação das águas ou na camada de ozônio. Se a sua resolução trouxer problemas para o meio ambiente, ela vai ser considerada ineficaz – e, em alguns casos, pode até ser criminosa!

Em outras palavras, não quebre leis, não fira o próximo, não tente excluir ninguém da sociedade e não afete o meio ambiente. Seguindo essas regras, você vai fazer uma redação mais humanitária e sua consideração com o próximo será levada em conta pelos avaliadores das provas.

Mas não se esqueça também das dicas do que você deve fazer! Leia a proposta com atenção, faça seu rascunho, obedeça às regras gramaticais e revise bastante. E tente não fica muito nervoso! Boa prova!

Categoria: Dicas de Estudo

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.