4 dicas de economia indispensáveis para estudantes

Além dos desafios acadêmicos, é comum que a vida universitária apresente problemas relacionados à questão financeira. Seja para aqueles que já ganham o próprio dinheiro ou que ainda dependem dos pais, uma boa gestão financeira é fundamental para que seja possível focar nos estudos, evitando se endividar, perder o controle de suas contas e até mesmo comprometer o pagamento da própria faculdade.
Confira algumas dicas de economia para estudantes universitários que podem ajudar você a se planejar financeiramente para este período:
1 – Organize seu orçamento pessoal
Montar uma planilha para organizar seu orçamento pessoal é o primeiro passo para economizar ao longo da universidade, pois permite um melhor controle sobre o dinheiro que entra e sai da sua conta ao longo do mês. Comece anotando suas fontes de renda – ou seja, quanto você recebe todo mês e qual é a fonte (pais, estágio, trabalho, etc). Marque, então, os seus gastos fixos, aqueles que apresentam pouca ou nenhuma variação de mês para mês, como o valor do aluguel, as contas da casa e os custos de transporte. Por último, lembre-se de inserir as despesas variáveis, relacionadas à alimentação e ao lazer.
A organização deste orçamento contribui para que você tenha uma noção do quanto tem para gastar ao longo do mês, evitando extrapolar seu orçamento, principalmente com relação às despesas variáveis. A organização deste orçamento pode ser realizada de forma manual, principalmente se você tem uma boa noção de planilhas do Excel. Você pode também contar com a tecnologia para ajudar nesta tarefa. Existem diversos aplicativos que permitem organizar de forma simples e automática suas finanças, contribuindo para mapear seus gastos e estabelecer metas de economia.
2 – Obtenha uma renda extra
Trabalhar meio período ou realizar um estágio remunerado são as melhores opções para quem deseja obter uma renda extra e se tornar mais independente financeiramente da família. Os estágios são uma excelente oportunidade para universitários, possibilitando a estes conhecer melhor o mercado de trabalho e aprofundar seu conhecimento em suas áreas de interesse.
Outras formas de obtenção de uma renda extra também são válidas. Por que não vender doces no intervalo das aulas ou oferecer aulas particulares das matérias pelas quais se interessa? Os trabalhos freelancers também são uma ótima opção! Assim, você pode garantir um dinheiro extra no final do mês, realizar uma compra que deseja e ate mesmo, quem sabe, planejar uma viagem.
3 – Economize nas cópias
As cópias de livros acabam por prejudicar o orçamento do estudante universitário. Ao longo do semestre, a necessidade de acompanhar as disciplinas e ler textos relativos a estas faz com que muitos estudantes tenham gastos significativos com xerox. Para otimizar estes gastos, uma boa opção pode ser organizar um grupo de compartilhamento de materiais no seu curso. Nestes grupos, estudantes que já cursaram a disciplina e até mesmo aqueles que ainda estão cursando podem disponibilizar os textos que já leram para os demais.
Recorrer à biblioteca da faculdade também é uma boa ideia, permitindo retirar os livros que precisa com custo zero. Caso você goste de realizar anotações nos textos e demarcar as partes mais importantes, considere comprar um dispositivo para leitura de e-books. Apesar do investimento inicial, estes permitem ler textos em PDF, marcar páginas importantes e salvar anotações, evitando a necessidade de copiar os materiais de aula.
4 – Programe seu tempo livre
As despesas variáveis, principalmente relacionadas ao lazer, acabam pesando no orçamento do estudante universitário, dado que esta é uma fase de encontros com amigos e festas frequentes. Procure planejar o seu tempo livre de acordo com as suas condições financeiras. Evitar os preços abusivos cobrados por casas noturnas e bares é uma ótima forma de economizar, por exemplo.
Além disso, qualquer que seja a cidade onde você estuda, sempre há opções de eventos culturais gratuitos ou que oferecem preços promocionais, contribuindo para que sua saída seja mais barata. Caso você estude em outra cidade, esteja atento aos gastos mensais com ligações e visitas. Procure planejá-las de forma que não prejudiquem seu orçamento.

Categoria: EconomiaPrasaber