5 dicas de alimentação para estudantes universitários 5 dicas de alimentação para estudantes universitários

5 dicas de alimentação para estudantes universitários

Provas, trabalhos, apresentações, reuniões… São tantas preocupações na cabeça de um estudante universitário que a alimentação acaba sendo esquecida. Assim, é comum que os jovens comam qualquer coisa para matar a fome, optando por alimentos de baixa qualidade, com poucos nutrientes e que não atendem às necessidades do corpo. Mas ter uma boa alimentação faz toda diferença no desempenho dos estudos!

Quando o estudante passa muitas horas fora de casa, é inevitável que ele faça refeições na rua. Isso não precisa, necessariamente, ser um problema. O que faz diferença são as escolhas – ou seja, quais dos alimentos disponíveis ele vai escolher para matar a sua fome. Frituras, alimentos industrializados ou processados podem até ser mais fáceis de encontrar e aparentarem mais práticos, mas não são boas escolhas.

Uma alimentação rica em gordura e com excessos de açúcar pode prejudicar muito o estudante. Isso porque nosso corpo tende a ficar mais cansado, fadigado, indisposto e com pouca concentração, ou seja, tudo que atrapalha uma rotina de estudos. Ao contrário, uma alimentação balanceada pode oferecer a energia que o universitário precisa para aguentar o ritmo de aulas e ir muito bem nas provas!

5 dicas de alimentação para estudantes universitários
1 – Tome um bom café da manhã
Lembra daquele velho ditado de que “devemos tomar café da manhã como reis”? Pois então, é a mais pura verdade. O café da manhã é a primeira refeição responsável por nos oferecer energia para todas as tarefas e saciedade ao logo do todo o dia. Muitos universitários não têm esse hábito de se alimentar de manhã ou preferem dormir alguns minutos a mais.

Inclua o café da manhã na sua rotina e, todos os dias, antes de sair de casa, faça uma boa refeição. Boas escolhas são frutas com iogurte, sanduíche de pão integral com queijo branco ou um omelete caprichado.

2 – Priorize as comidas de verdade
Se você almoça fora de casa, ao invés de fazer um lanchinho ou comer um salgado da lanchonete, tente ir a um restaurante por quilo. É uma escolha com preço acessível que, geralmente, possui várias opções de alimentos para fazer um prato balanceado. Comece se servindo pelas saladas e legumes, que devem ocupas metade do prato. A outra metade deve ser dividida entre grãos (arroz), leguminosas (feijão, lentilha, grão-de-bico) e uma carne magra (peito de frango, filé de carne ou filé de peixe).

3 – Adote frutas como opções de lanche
Sabe aquela fominha que aparece no meio da manhã ou no meio da tarde? Ela pode ser facilmente resolvida com uma boa fruta. Há quem pense que frutas não são opções práticas, mas estão muito enganados. Banana, maçã, pêra ou tangerina podem ser levadas na bolsa e são fáceis de comer. E o melhor: são super saborosas e cheias de vitaminas!

4 – Não se esqueça da água
Tomar uma boa quantidade de água por dia é fundamental para manter nosso corpo hidratado e contribui para a limpeza do sangue, dos rins e saúde da pele. Procure levar com você uma garrafinha de água e deixá-la sobre a sua mesa de estudos. Assim, fica mais fácil lembrar-se de tomar uns goles durante o dia. O correto é tomar de 2 a 3 litros de água todos os dias.

5 – Tenha moderação
Uma alimentação saudável não precisa ser chata. Faça boas escolhas, optando sempre por alimentos que, além de nutritivos, são do seu gosto pessoal. E, claro, os doces e comidas mais gordurosas podem até fazer parte da sua alimentação, só é preciso ter moderação. Faça escolhas inteligentes e deixe para comer esses alimentos em festinhas, encontros com os amigos e cafés especiais, sempre em uma quantidade moderada, sem exageros. Você vai ver como assim parece que essas comidas ficam até mais saborosas!

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.