Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta

5 dicas para ter um bom orçamento doméstico

Com a crise econômica e os altos ajustes em produtos e serviços de necessidade básica, não tem jeito: quem sofre é o consumidor. Segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Getúlio Vargas, 60% das famílias brasileiras estão endividadas.

Por isso, em tempos difíceis como esse que estamos passando, algumas medidas se fazem necessárias. Quem já fazia um controle do orçamento doméstico precisa apertar os cintos e avaliar quais os pontos estão demandando gastos desnecessários. Já aqueles que não adotam um planejamento precisam começar a pensar em um urgentemente.

Só assim é possível se adaptar a essa realidade e passar pelo período de crise sem comprometer o orçamento doméstico. No post de hoje, listamos algumas dicas para ajudar você nessa empreitada. Confira!

O que é orçamento doméstico?

Orçamento doméstico é a organização das despesas e gastos da casa. Se você mora sozinho ou em república, então fica mais complicado, pois parece que o dinheiro vai embora e você nem percebe com o que gastou. Mas apesar de uma dura missão, o controle no orçamento doméstico é necessário para conseguirmos alcançar nossos objetivos e deve ser feito à risca!

Confira neste artigo 5 dicas práticas para controlar o orçamento doméstico e verá que é possível sobrar aquele dinheiro para fazer o que tanto deseja!

Dicas para controlar o orçamento doméstico

Tenha uma planilha de orçamento doméstico

O primeiro passo para que você consiga visualizar a sua situação financeira é fazer uma planilha de orçamento doméstico, na qual devem constar todos os gastos fixos, como contas de luz, internet, água, aluguel, condomínio e supermercado, e os variáveis, como aqueles relacionados ao lazer. Anote tudo nela sobre as suas finanças, sem exceções.

Dessa forma, listando os seus ganhos e o que você gasta mensalmente, é possível visualizar os principais gargalos do seu orçamento doméstico e, a partir daí, fazer alterações e determinar onde é possível cortar para economizar. Para te ajudar nessa, criamos uma planilha para controle dos seus gastos. Baixe gratuitamente!


 

Faça pesquisas de preço

Depois de definidos os pontos que devem ganhar atenção no orçamento doméstico quando o assunto é economia, parta para a segunda etapa do processo: a pesquisa. Essa atitude é válida nos grandes e pequenos gastos, como as compras de supermercado, por exemplo.

Com certeza, na sua cidade existem pelo menos duas grandes redes mercado e você deve usar a concorrência a seu favor. Seja pelos folders que são distribuídos com as principais ofertas da semana ou então pela internet, a pesquisa pode garantir uma economia de até 25% no total dos gastos ao fim do mês.

Veja também: Como economizar no supermercado? Veja 8 dicas úteis!

Outra alternativa é frequentar feiras, que costumam ter as frutas, verduras e legumes com uma qualidade superior e preço mais atrativo. Seja no mercado, na gasolina ou no restaurante onde almoça todos os dias: pesquise, pesquise muito. Em tempos de crise, qualquer economia é válida e representa um grande respiro no orçamento doméstico.

Diminua o desperdício no consumo de água e luz

Engana-se quem pensa que as contas fixas não podem sofrer alteração de valor. O controle do orçamento doméstico também está nas atitudes diárias dentro de casa. Por isso, racione e elimine o desperdício no consumo de água e luz, por exemplo. Aqui são válidas as pequenas atitudes, como desligar a torneira enquanto lava a louça ou escova os dentes e diminuir o tempo do banho.

Evite compras parceladas

O cartão de crédito pode ser o grande vilão do seu orçamento doméstico. Isso porque ele passa a falta impressão de compra sem custo, já que você não precisa pagar à vista e não tem o dinheiro debitado da sua conta na hora.

Por isso, fuja das contas parceladas, principalmente aquelas desnecessárias, com valores que, isoladamente, não aparentam comprometer o orçamento doméstico. Acredite: de pequenas em pequenas compras, no final do mês a fatura vem alta e compromete outras contas.

Conte com imprevistos

Se você é cuidadoso com as suas contas e não gasta mais do que ganha, parabéns! Terminar o mês no azul é essencial para manter a saúde financeira. Mas além disso, é preciso se atentar a outra questão. Você conta com os imprevistos no seu orçamento doméstico? Grande parte das pessoas acaba não reservando um percentual dos seus ganhos para esses eventos, que tendem a comprometer toda a organização financeira mensal.

Os imprevistos acontecem – sejam eles a troca de um pneu do carro ou um vazamento de cano dentro de casa, por exemplo – e a melhor forma de não ser pego de surpresa por eles é programar-se e considerá-los gastos fixos no orçamento doméstico. Dessa forma, você consegue manter as demais contas em equilíbrio.

Texto escrito por: PRAVALER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter