A importância da carta de apresentação

Escrever uma carta de apresentação não é um pedido tão comum das empresas na hora de tentar uma vaga. A maioria pede apenas o currículo. Por isso mesmo, muitas pessoas não sabem escrever e se sentem perdidas quando ela é exigida.

Muitas vezes, precisamos enviar o currículo por e-mail e o corpo da mensagem acaba servindo como uma pequena carta de apresentação – um meio de mostrar ao empregador quem você é e porque ele deveria abrir seu anexo.

Saiba mais sobre a carta de apresentação e veja nossas dicas de como escrevê-la!

Por que é importante?

Uma carta de apresentação é um meio pessoal de se comunicar com o empregador. Ao contrário do currículo, que muitas vezes apenas lista fatos, diplomas e experiências, na carta de apresentação você vai desenvolver sua história e contar para o empregador porque deve ser contratado para o emprego em questão. É um meio pessoal, mas muito simples de se apresentar.

Com ela você não apenas conta o que já fez, em quais cargos trabalhou, onde morou, quais experiências adquiriu e o que estudou, mas conta também quais são suas perspectivas para o futuro: onde está tentando chegar? Quais são seus objetivos para o futuro e como esse emprego vai ajudá-lo a chegar lá? Especialmente, como o seu objetivo para o futuro está relacionado a essa empresa e como você vai ajudá-la a crescer? São informações que não estão escritas no currículo.

O que deve ter na carta?

  • Mostre que você fez sua pesquisa e coloque o nome e o cargo do empregador na carta. Direcione-a para alguém, faça da carta algo pessoal e o empregador vai perceber que você tomou um tempo para descobrir mais sobre a empresa. Sua dedicação será considerada.
  • Algum amigo ou colega indicou o cargo? Mencione isso na carta. Muitas vezes, mesmo quando não existem vagas abertas, as empresas levam em consideração as indicações de funcionários. Aumenta a possibilidade de o empregador analisar seu currículo com carinho.
  • Conte sua história como profissional. Fale de sua formação, de sua experiência universitária, de viagens para o exterior, de estágios, cargos anteriores e trabalhos voluntários que mostrem que você é um profissional preparado para essa nova vaga.
  • Se a vaga a que você está concorrendo apresentava exigências – experiência de cinco anos no ramo, proficiência em inglês, etc -, comprove que você está preparado. Fale de sua nota no exame de proficiência. Conte como foram os cinco anos em que você trabalhou no ramo.
  • Mas não pare por aí! Não deixe que a empresa pense que a única coisa que você tem a oferecer é o exigido. O exigido é o mínimo: mostre que você pode oferecer mais e que pode ajudar a empresa a crescer com o seu conhecimento e experiência.
  • Não se esqueça de revisar a carta. Assim como no currículo, um erro pode ser fatal. Na carta, alguns erros ficam mais evidentes, porque as frases e parágrafos serão maiores e você provavelmente vai repetir algumas palavras. Seja cuidadoso. De preferência, peça para outra pessoa revisar.
  • Cartas de apresentação precisam de assinatura! Não se esqueça de colocar seu nome no final.

Siga essas dicas para escrever uma boa carta de apresentação. Capriche também em seu currículo e aumente suas chances com a sua vaga dos sonhos. Boa sorte!

Categoria: Profissões

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.