A importância da informação para uma boa redação A importância da informação para uma boa redação

A importância da informação para uma boa redação

Na hora de fazer uma boa redação, de nada adianta aplicar a estrutura correta ao tipo de texto solicitado ou fazer uma dissertação sem nenhum erro gramatical caso o que você tenha a dizer não tenha qualquer tipo de base. Apesar de o respeito pela estrutura do gênero solicitado e a escrita em norma culta da língua portuguesa serem fundamentais, o conteúdo do texto é o que alavanca a nota de uma redação de vestibular.

Para escrever um texto com conteúdo fundamentado, é preciso que você esteja muito bem informado. Em 2015, por exemplo, o tema da redação do Enem foi a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira. Os vestibulandos que tinham noção de que o Brasil é um dos países que mais registra casos de violência contra a mulher no mundo estavam mais aptos a escrever sobre o tema justamente por terem conhecimento para embasar seus argumentos. Por isso, o consumo diário de notícias, a leitura de livros e a busca por informações complementares ao conteúdo cobrado pelas questões do vestibular são essenciais para garantir uma bagagem maior de informações ao candidato.
A importância da informação para a dissertação
Sabe-se que a dissertação é o gênero mais solicitado nas redações das provas de vestibular; por isso, é importante dominar muito bem a produção deste tipo de texto. Uma das principais características deste gênero é que ele requer de seu autor um posicionamento. Ele exige que o autor tenha uma tese sobre um assunto e que ele a prove usando argumentos. Mas, para construir seus argumentos, é preciso que você já tenho lido e se informado sobre o tema em questão.
A informação como base da argumentação na redação
Para argumentar de maneira eficaz em sua redação, é preciso mostrar dados, estatísticas, fatos e linhas de raciocínio. Mas também é preciso que o autor do texto preveja possíveis refutações do leitor em relação ao que ele está lendo; por isso, é necessário também mostrar o outro lado da questão. Mas sempre tenha em mente a conclusão pretendida da sua redação, reforçando seus argumentos e provando porque eles devem ser considerados.
Todos os seus argumentos devem ser embasados por informações relevantes na redação. O senso comum deve ser evitado. Toda afirmação que demonstre extremismo político, religioso e moral, por exemplo, não deve ser usada como argumento, pois elas são, em sua essência, contestáveis. As pessoas são diferentes umas das outras e, consequentemente, suas crenças e percepções de mundo também são. Por isso, lembre-se sempre de usar informações que não pressupõem posicionamentos não-universais.
Organize bem suas informações no texto
O acesso à informação é um direito constitucional e hoje, pela internet, é cada vez mais fácil se manter bem informado. Justamente por isso, a redação do vestibular também serve para testar o candidato sobre seu conhecimento prévio de mundo. A banca de correção quer saber se o vestibulando consegue hierarquizar, diferenciar e relacionar dados, opiniões e compreensões sobre o tema escolhido. Por isso, é importantíssimo organizar bem as ideias no texto, de modo a fazê-las seguir uma mesma linha de raciocínio.
Para isso, use uma linguagem simples e extremamente objetiva, tendo em vista que a maioria das redações delimita o espaço que você pode utilizar para escrever seu texto. Vale lembrar também que tentativas de impressionar o corretor da prova com o uso de palavras pouco conhecidas, por exemplo, pode deixar seu conteúdo pedante e cansativo.

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.