Como aliviar a pressão do estudante?

A vida de um estudante – esteja você na escola, prestando vestibular ou já na universidade – pode ser bem estressante. Provas, trabalhos, avaliações, bolsas de iniciação científica e outras responsabilidades vão se somando e podem levar os alunos a ficarem nervosos, estressados, ansiosos ou mesmo deprimidos.

Não é incomum ver estudantes passando por maus momentos, especialmente quando são mais cobrados, como perto de provas finais ou da apresentação de um trabalho de conclusão de curso. Estresse, medo, culpa ou ansiedade não só vão prejudicar os estudos e podem levar a doenças e problemas graves. E para aliviar essa pressão, é necessário cuidar da saúde mental.

Os sintomas provocados pela pressão pré-vestibular podem prejudicar até mesmo o desempenho dos estudantes, causando um resultado completamente contrário do que se deseja. Portanto, é muito importante que você saiba lidar com essa situação!

Nós estamos aqui para te ajudar! Continue a leitura e confira algumas dicas de como cuidar da sua saúde mental nessas situações.

Dicas práticas para lidar com as cobranças

Já que a pressão psicológica infelizmente não vai desaparecer da noite para o dia, vale lidar com ela e cuidar do que mais importa: você e a sua saúde. Veja o que fazer para segurar a onda e continuar a sua graduação ou preparação para o vestibular de uma forma mais leve.

Busque ajuda com quem está próximo

A melhor forma de lidar com determinados assuntos e emoções é falando sobre eles. Converse abertamente com pessoas próximas em quem você confia e que sejam empáticas com as suas dúvidas e receios. Você pode falar com os seus pais, amigos, familiares e até com outras pessoas que estejam passando pela mesma situação.

Você passa grande parte do tempo na faculdade ou no curso preparatório para o vestibular. Então, seu maior suporte deve vir daí! Converse com seus professores e colegas. Compartilhe seus medos e anseios, conte o que te preocupa. Muitos colegas devem passar pelo mesmo e muitos professores já devem ter visto outros estudantes assim. Eles vão poder ajudar! Não se isole.

Busque ajuda na internet

Se procurar ajuda com as pessoas próximas não parece uma boa opção ou se você é muito tímido para se abrir assim com alguém, busque ajuda online. A internet oferece muitos grupos de suporte – em fóruns ou mesmo em grupos de redes sociais – para quem sofre com problemas mentais. É um bom lugar para desabafar e falar o que você está passando e de como se sente. E pode ser em anônimo, então você não precisa se preocupar com a exposição pessoal.

Separe um tempo para você

Ter um tempo diário para fazer aquilo que você gosta é essencial para manter a saúde mental. E é você que decide o que vai fazer com esse tempo. Algumas pessoas preferem praticar esportes, outras gostam de ler e escrever, tem que goste de fazer atividades manuais – pintar, desenhar, costurar. Essas são ótimas opções para você relaxar e se divertir. E, é claro, você também pode só assistir televisão e se desligar dos problemas do mundo. Faça o que tiver vontade!

Viva um dia de cada vez

Pensar no futuro é natural e importante, mas se perder em pensamentos angustiantes sobre a incerteza de tudo o que acontecerá depois da graduação não é saudável. Por isso, concentre-se no agora e no que você pode fazer hoje pelo seu amanhã. Olhe para a frente, mas sem tirar os pés do chão e viva o seu curso aproveitando o que ele tem para oferecer.

A pressão na hora de fazer uma graduação é real, mas o seu valor também. Não deixe que as vozes exteriores ou interiores, façam com que você desista.

Cuide de sua saúde

A saúde mental e a saúde do corpo andam de mãos dadas. Para cuidar de sua saúde mental, cuide do corpo todo. Coma frutas e verduras, beba bastante água, durma o suficiente e pratique exercícios físicos. Isso vai ajudá-lo a se manter fisicamente forte mesmo quando sua mente não estiver tão resistente. A última coisa que você quer em um momento de estresse e ansiedade é ficar doente.

Organize-se para lidar melhor com a rotina

A carga de trabalhos acadêmicos e provas pode acentuar a pressão psicológica do estudante sobre ele mesmo e contribuir para um estado emocional alterado. A melhor forma de evitar que isto aconteça é estabelecer um plano de estudos. Essa sensação de controle da rotina que um cronograma proporciona alivia a ansiedade e ainda permite que os conteúdos estejam em dia.

Não hesite em procurar um profissional

Problemas que parecem pequenos – aquele nervosismo antes de uma grande prova ou a preocupação com a quantidade de trabalhos – podem se transformar em problemas graves se não forem levados a sério. Se você sentir que precisa da ajuda de um profissional, não hesite: terapeutas, psicólogos e psiquiatras estão aí para ajudar quem está com problemas de saúde mental.

Não adie a decisão de encontrar um especialista que possa ajudá-lo. Lembre-se de que ninguém é feliz o tempo todo, mas que o excesso de nervosismo, estresse, medo, culpa ou ansiedade é um indicativo de que você deve prestar atenção em sua saúde mental. Os estudos são muito importantes, mas não tão importantes quanto seu bem-estar!

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando, você está ciente dos nossos Termos e Políticas.

CONTINUAR