Como controlar o salário do primeiro emprego?

Até conseguir o primeiro emprego, a relação dos jovens com o dinheiro é limitada à mesada que recebem dos pais ou ao dinheiro extra que ganham para uma viagem de fim de semana. Mas tudo muda com o primeiro emprego: quando o primeiro salário cai na conta, é preciso enfrentar o problema de administrar o próprio dinheiro. Você provavelmente já sabe como a gastá-lo, mas não necessariamente como transformá-lo em uma ferramenta de investimento real. Portanto, considere os seguintes recomendações para controlá-lo:

Nunca gaste mais do que ganha 

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas gastam mais do que ganham. Isto tem muito a ver com a impulsividade, essa reação que o dicionário define como “agir sem refletir e sem medir as consequências”.
Essa impulsividade reflete em decisões que envolvem gastos excessivos, sem pensar e considerar as implicações que tais despesas podem ter sobre o seu orçamento. Isso cria um déficit – ou seja, produz mais dívidas do que o esperado -, que denota uma capacidade de planejamento baixa.
Para evitar esse problema, é preciso organizar um fluxo de caixa simples, organizando receitas e despesas: o dinheiro que você recebe e o que gasta. Anote despesas de forma clara e verifique as que precisam ser cortadas, as que não são necessárias e ajuste os gastos de forma responsável de acordo com sua renda. A partir desse momento, será necessário controlar a impulsividade e situações que podem comprometer seu orçamento.

Não deixe as dívidas se acumularem

Se você tem dívidas, pague o mais rapidamente possível. Dívidas implicam em problemas na gestão do seu orçamento. Se você não cumprir os seus pagamentos em um tempo hábil, será exposto negativamente a um dos ativos intangíveis mais preciosos do mundo das finanças: sua credibilidade.
Para organizar seus débitos, primeiro é preciso saber realmente o que você deve. Não confie na sua memória: guarde seus recibos e os registre o mais cedo possível no seu fluxo pessoal. É até possível se lembrar de todas as suas dívidas mensais, mas é impossível saber o valor exato de cada uma delas.
Em segundo lugar, se organize. Se você não fizer anotações financeiras, não é possível saber efetivamente que foi pago e o que não foi.
Em terceiro lugar, pague as contas antes do vencimento. Se você não conseguir se lembrar do vencimento das mensalidades da faculdade e nem do vencimento do cartão de crédito, defina alarmes no seu telefone ou use um aplicativo.

Crie uma reserva de emergência 

Crie um fundo de emergência com recursos para contingências como perda do emprego, uma doença que não é coberta pelo plano de saúde ou eventos menores, como um roubo.
Se você não quer ter que recorrer a empréstimos com juros elevados e nem passar necessidades, esse fundo é a solução mais acertada. Calcule sua despesa mensal e o quanto de dinheiro é necessário para cobrir suas despesas básicas durante três meses. O ideal é guardar 30% do seu salário mensal para a reserva de emergência.

Eduque-se sobre aplicações financeiras 

Alcançar a educação financeira em uma idade precoce deve ser uma de suas metas. Por exemplo, você pode fazer um curso básico de organização e gestão de orçamento sem muitos detalhes técnicos.
Educar-se permite tomar decisões e construir um portfólio de investimento ideal sem ter que consultar um especialista para tudo o que você faz. Leia livros, veja vídeos no YouTube e o que for necessário para educar-se cedo na vida. Esteja preparado para tomar decisões sábias quando falar com bancos e não deixe suas reservas ociosas: o único que se beneficia com o seu dinheiro parado em uma conta-corrente é o seu banco.
E então? Você já sabe controlar o salário do seu primeiro emprego? Conte para a gente nos comentários!

Categoria: EconomiaPrasaber

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.