Como fazer um resumo? Como fazer um resumo?

Como fazer um resumo?

Para qualquer estudante, saber fazer um resumo é essencial. Isso porque ele é um dos métodos de estudo mais eficaz para facilitar a recordação do que foi lido ou ouvido. Porém, há técnicas para elaboração de um bom resumo, por isso é bom seguir o passo a passo e é isso que vamos te ensinar no artigo de hoje. Vamos lá?

O que é resumo?

Trata-se de um recurso que facilita a memorização do conteúdo por condensar apenas as informações mais relevantes. Ele segue uma ordem: leitura, análise e definição do que realmente é essencial em um determinado texto.

Algumas vezes, o conteúdo das matérias acaba sendo muito extenso e nem sempre há tempo para estudar seguindo todas as páginas dos capítulos dos livros, das apostilas ou de qualquer outro material enviado pelos professores, já que estamos falando de mais de uma disciplina: história, geografia, língua portuguesa, biologia, física, química etc. Ler todos os capítulos de cada uma nem sempre é viável – e é aí que o resumo se torna super eficaz!

Pode até haver tempo para ler uma vez, mas… E quando a prova ou o trabalho já está mais próximo e é necessário lembrar apenas o mais importante? E quando se trata de um livro de literatura? Eis aí a necessidade de condensar informações, não é mesmo?

Características do resumo

Antes de entender como fazer um resumo, vejamos as principais características:

  • Ele conterá as informações básicas, o que realmente por essencial para o seu entendimento. Outro detalhe: ele deve ser escrito com as suas palavras, escreva como você entendeu. Pense em como você explicaria a alguém o que acabou de ler;
  • Pode ser digitado? Não há regras quanto a isso, mais acredite: o melhor mesmo é fazer resumos à mão. Isso porque, quando escrevemos e prestamos atenção no que está sendo passado para o papel, é bem mais fácil memorizar do que se fôssemos digitar;
  • A essência do resumo é ser um material de consulta, para relembrar, então basta que ele tenha os tópicos centrais do conteúdo, aqueles que te fazem lembrar dos pormenores – e isso é muito particular de cada pessoa. Atente-se a um ponto: um bom resumo não quer dizer que ele seja grande, pelo contrário, um mais curtinho é até mais interessante para que você guarde os tópicos e, ao ler, puxe da memória o que já foi estudado.

Tipos de resumo

Cada um se adequa melhor a um formato, que pode ser imagem, lista, texto, diagrama, infográfico ou até mesmo mapas mentais. Há quem goste de fazer ramificações com muitas setas e há quem deteste isso. Mais uma vez, aqui não há regras, o ideal é ir treinando e se adaptando com o melhor tipo para você, tá bem?

Etapas para resumir bem

Primeiro: tenha em mente qual é o seu objetivo. Responda para si mesmo: o que quero com esse resumo? Você está resumindo para estudar antes da prova, para fixar o que aprendeu ou para entregar um trabalho? Com isso, é bem mais fácil dosar quantas, quais e como anotar as informações.

Segundo: leia atentamente o texto original, o completo, grifando o que é mais importante, se possível. Sublinhe as principais palavras ou os termos essenciais, aquilo que é o mais importante e você não deve esquecer.

Terceiro: tente responder no seu resumo as questões clássicas: o que, como, quando, onde e quem. Talvez nem todas essas se apliquem, mas várias delas estão sempre presentes.

Quarto: escreva – é, não tem outro jeito. Você tem o que precisa, basta colocar a mão na massa. Não esqueça que detalhes são escritos apenas de muito necessários, ok? E, claro, preste muita atenção à coesão e coerência do seu texto. Uma boa dica aqui é ler para alguém ou tentar explicar para alguém o que você escreveu e analisar se essa pessoa consegue compreender bem o que foi passado.

Quinto: por fim, faça uma revisão do seu resumo e coloque as devidas fontes se necessário.

Como resumir frases?

Nos capítulos de livros e apostilas, há frases muito longas e repletas de complementos e elas não precisam ser anotadas integralmente no seu resumo.

Veja este exemplo:

“A jovem florista era uma ótima funcionária, sempre arrumando as flores diariamente.”

Resumida: A florista trabalhava bem.

Ah, outra dica legal é encurtar as frases fazendo algumas generalizações, unindo elementos comuns. Por exemplo:

“No almoço, João comeu picanha, toucinho, pernil e frango.”

Resumida: João comeu carne no almoço.

Por último, não menos importante: construir uma ideia principal a partir de elementos apresentados. Como fazer isso? Olha o nosso exemplo:

“Dona Benta pegou farinha, ovos e leite. Tomou conta da cozinha e bateu tudo isso, misturando cada ingrediente do jeito certo, como só ela sabia fazer. A linda massa foi ao forno já bem quente e o resultado foi maravilhoso e saboroso.”

Resumida: Dona Benta fez bolo.

Se você chegou até aqui, esperamos que tenha entendido como fazer um bom resumo e algumas ideias tenham sido importantes para os seus estudos. Agora, não tem saída, é colocar a mão na massa e praticar o seu resumo com as melhores técnicas, encontrando aquela que mais se adeque ao seu perfil. Bora lá? ?

Bons estudos!

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.