Curso Técnico em Agropecuária – saiba tudo sobre a profissão Curso Técnico em Agropecuária – saiba tudo sobre a profissão

Curso Técnico em Agropecuária – saiba tudo sobre a profissão

A vida rural pode parecer pacata, mas, na verdade, nela existe um grande mercado em ascensão. Se você gosta de trabalho ao ar livre e quer seguir uma carreira que tenha contato com a natureza, mas que ofereça possibilidades de crescimento, o mercado de trabalho agropecuário é o seu lugar!

A agropecuária é um dos principais setores que movimentam a economia do país. Por sua diversidade de atuação e alta demanda, é também considerada um mercado com muitas oportunidades de potencializar a carreira. São vagas para todos os níveis e tipos de formação, no entanto, o conhecimento e qualificação operacional nesse setor é fundamental para qualquer atividade desempenhada. Para isso, o curso técnico em agropecuária é uma alternativa rápida e eficiente, fazendo com que o estudante conquiste seu espaço com mais facilidade.

Quer saber mais sobre o curso técnico em agropecuária? Então fique por aqui e continue sua leitura, que a gente vai explicar tudo 😉

O curso técnico em agropecuária

A agropecuária é a junção entre as atividades da agricultura, como o cultivo e distribuição de plantas, e pecuária, que é criação de animais para o mercado de consumo. De maneira geral, tal setor é responsável por produzir produtos de origem animal e vegetal para o consumo humano ou como matéria-prima para indústrias alimentícia, médica, têxtil, de biocombustíveis etc.

Esse curso prepara o estudante para um mercado que é responsável por cerca de 22% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional. E é justamente por essa importância, que os projetos agropecuários precisam contar com profissionais extremante qualificados.

Hoje, para o profissional ingressar no setor, existem diversas modalidades de ensino, como o curso superior e a especialização. Mas, o formato que mais conquista espaço na área é o curso técnico em agropecuária, justamente por contemplar todos os processos para a produção animal, vegetal e agroindustrial de maneira mais rápida e acessível, além de ser certificadora.

Como funciona o curso técnico em agropecuária?

Com reconhecimento na CNCT (Catálogo Nacional de Curso Técnico), esse curso técnico desenvolve o estudante para o mercado rural e passa por todas as etapas da produção agropecuária, aprendendo a planejar, executar e acompanhar todas as ações voltadas para a função.

Dentre as atividades aprendidas no técnico, estão o manejo da fertilidade do solo para plantio, de recursos naturais e de animais por finalidade (criação, reprodução, alimentação e sanidade), a elaboração de programas preventivos de gestão rural e ainda o planejamento para a prevenção de pragas, doenças e plantas espontâneas.

O técnico em agropecuária também faz a elaboração, aplicação e monitoramento de ações para a alimentação animal e produção de sementes e mudas, transplantio e plantio. Com seu conhecimento adquirido na área e na legislação vigente, esse profissional é apto para a comercialização de quaisquer produtos agropecuários. Além disso, também pode operar máquinas ou equipamentos e até mesmo fazer a medição, demarcação e levantamentos topográficos rurais.

Quem pode fazer um curso de técnico em agropecuária?

A modalidade de ensino é oferecida de forma integrada ou subsequente. Ou seja, para ingressar em um curso técnico em agropecuária, o estudante deve ter a idade mínima de 16 anos, ter a conclusão do ensino médio comprovada ou, pelo menos, estar curando o segundo ano do grau médio.

Áreas de atuação

Com a conclusão do curso técnico, o estudante estará apto a ocupar o cargo de Técnico em Agropecuária (CBO 321110) em empresas públicas ou privadas.

De acordo com o MEC (Ministério da Educação), as oportunidades para esse profissional estão:

  • Empresas comerciais agropecuária;
  • Propriedades rurais;
  • Cooperativas e associações rurais;
  • Estabelecimentos agroindustriais;
  • Empresas de assistência técnica extensão rural e pesquisa;
  • Programas de assistência técnica de equipamentos do setor;
  • Parques e reservas naturais.

Tipos de cursos

A maior parte dos cursos técnicos dedicados à agropecuária são na modalidade presencial. Isso porque boa parte das grades curriculares contam com aulas práticas para manuseio de equipamentos, produtos etc. No entanto, existem instituições que possibilitam a formação com a mesma qualidade, mas na modalidade de ensino à distância.

Entenda um pouquinho como funciona as modalidades de ensino e veja qual combina mais com o seu perfil:

EAD

As aulas de EAD acontecem em uma plataforma chamada Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), com encontros presenciais apenas para as avaliações, que ocorrem de 1 a 2 vezes por semestre. Vale destacar que em algumas instituições, as provas e apresentações de seminários também acontecem via internet.

O estudante pode escolher os melhores dias e horários para os seus estudos, acompanhando aulas ao vivo previamente marcadas e realizando atividades no seu tempo livre.

Presencial

O estudante na modalidade presencial tem aulas frequentes que podem ser em dias diferentes ou durante todos os dias da semana. A carga horária costuma ser mais alta, já que é necessário a presença do aluno na instituição de ensino.

As atividades e provas são realizadas na instituição de ensino e, para conseguir aprovação nas matérias, é necessário ter 70% de frequência mínima nas aulas, além das notas mínimas estipuladas pela escola.

Qual o salário de um técnico agropecuário?

O salário vai depender da área e empresa escolhida para atuar, no entanto, algumas pesquisas identificaram uma média salarial que varia entre R$ 1.500,00 e R$ 2.800,00 para técnico em agropecuária. Já para admitidos em concursos públicos podem conquistar salários que chegam a R$5.000, como em vagas de Agente de Inspeção Sanitária e Industrial de Produtos de Origem Animal, por exemplo.

Onde fazer curso técnico em agropecuária?

As ofertas de cursos técnicos em agropecuária não são extensas, mas, dentre as opções disponíveis, as instituições contam com alta qualidade no ensino.

Curso técnico EAD

  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar);
  • Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Rede Itego);
  • Fundação Roge;
  • Instituto de Pesquisa, Educação e Tecnologia (IPETEC) da UCP;
  • Instituto Universal Brasileiro.

Curso técnico presencial

  • Centro Tecnológico Paula Pasquali;
  • Centro Paulista de Estudos em Agronegócio (CPEA);
  • Instituto Federal Norte de Minas Gerais (IFNMG);
  • Instituto Federal Mato Grosso do Sul (IFMS);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS).

Duração média de um curso técnico em agropecuária?

De acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, homologado e divulgado pelo MEC, o curso em agropecuária deve ter duração média de 1.200 horas, essas distribuídas de acordo com cada instituição e modalidade de ensino.

Diploma e certificado

Assim como qualquer curso técnico, o curso em agropecuária garante ao estudante um certificado autenticado pelo Ministério da Educação (MEC), desde que a instituição de ensino escolhida seja também reconhecida pelo órgão regulador educacional.

Possibilidades de especialização técnica

Dentre as possibilidades de formação continuada para especialização em agropecuária, estão:

  • Especialização técnica em agricultura agroecológica;
  • Especialização técnica em agrimensura;
  • Especialização técnica em agroecologia;
  • Especialização técnica em agronegócio;
  • Especialização técnica em cultivo intensivo e protegido;
  • Especialização técnica em fruticultura;
  • Especialização técnica em oleticultura;
  • Especialização técnica em operação de máquinas agrícolas;
  • Especialização técnica em sistemas de produção de animais monogástricos;
  • Especialização técnica em sistemas de produção de animais ruminantes;
  • Especialização técnica em sistemas de produção de pequenos animais;
  • Especialização técnica em sistemas de produção orgânica de animais ruminantes;
  • Especialização técnica em sistemas de produção orgânica de animais monogástricos;
  • Especialização técnica em sistemas de produção orgânica de pequenos animais.

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação superior

Já para formação superior, o estudante que optar pela agropecuária e quiser aperfeiçoar seus conhecimentos, além de conquistar um diploma universitário, poderá escolher entre os seguintes cursos de graduação:

  • Curso superior de tecnologia em irrigação e drenagem;
  • Curso superior de tecnologia em processamento de carnes;
  • Licenciatura em biologia;
  • Licenciatura em ciências agrícolas;
  • Bacharelado em administração rural e agroindustrial;
  • Bacharelado em administração rural;
  • Bacharelado em agroecologia;
  • Bacharelado em agronegócio;
  • Bacharelado em agronomia;
  • Bacharelado em ciências agrárias;
  • Bacharelado em ciências agrícolas;
  • Bacharelado em engenharia agrícola;
  • Bacharelado em engenharia de aquicultura;
  • Bacharelado em engenharia de pesca;
  • Bacharelado em engenharia florestal;
  • Bacharelado em medicina veterinária;
  • Bacharelado em zootecnia.

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.