Curso Técnico em Mecânica – saiba tudo sobre a profissão Curso Técnico em Mecânica – saiba tudo sobre a profissão

Curso Técnico em Mecânica – saiba tudo sobre a profissão

Se você saiu do ensino de nível médio, quer entrar no mercado de trabalho rapidamente e precisa de aperfeiçoamento, então o curso técnico pode ser a melhor alternativa para alavancar sua carreira!

Um dos setores que mais empregam profissionais com curso técnico é o segmento mecânico, isso porque o mercado de trabalho é vasto e em apenas dois anos de curso o profissional se torna apto para desenvolver e controlar máquinas industriais de pequeno, médio e grande porte ou até mesmo desenvolver projetos para o setor automobilístico.

Mas, você sabe como funciona um curso técnico em mecânica? Tem dúvidas se realmente é nesse setor que quer investir sua carreira? Nós te ajudamos com um artigo completo sobre a área e o modelo de ensino. Confere só:

O curso técnico em mecânica

Quando o estudante ingressa em um curso técnico em mecânica, encontra matérias que o auxiliarão na elaboração de projetos do segmento, como na criação, montagem e manutenção de máquinas de produção industrial, motores automotivos e componentes mecânicos.

Com a supervisão de um engenheiro especializado, o técnico em mecânica também precisa estar atualizando quanto às normas técnicas do setor e, além disso, manter suas competências de forma que contribua com a operacionalização de um projeto.

Como funciona o curso técnico em mecânica?

O técnico em mecânica tem uma duração média que varia entre 8 meses a 2 anos, dependendo da modalidade de ensino, e certifica o profissional para planejar e controlar equipamentos industriais e automotivos.

A grade curricular do curso aborda desde a prática em oficinas de manutenção, sistemas hidráulicos, elétricos e pneumáticos, até a desenho técnico, automação e segurança no trabalho. Assim que formado, o profissional se torna apto para o desenvolvimento e manutenção mecânica, para elaborar ações preventivas e corretivas de equipamentos, além também de poder medir, testar e supervisionar sistemas e máquinas, conforme especificações e normas técnicas.

Quem pode fazer um curso técnico em mecânica?

Para se matricular em um curso técnico em mecânica, basta que o candidato tenha cursado e concluído o ensino médio regular. Para ingressar no curso, a maioria das instituições contam com uma avaliação, semelhante a um vestibular, onde o estudante precisa tirar uma nota mínima para ser aprovado e começar os estudos.

Áreas de atuação

O mercado de trabalho do setor de mecânica é muito amplo e diverso. Em uma pesquisa realizada pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), em parceria com a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), revela que cerca de 70% dos estudantes que se formam em um curso técnico no setor conseguem um emprego rapidamente, em alguns casos até mesmo antes de sua formação.

Dentre as áreas de atuação, estão desde setores operacionais, com indústrias e oficinas, até a consultorias de mecânica. Veja só as principais áreas do setor:

  • Laboratórios de controle de qualidade;
  • Fábricas de máquinas equipamentos e componentes mecânicos;
  • Indústrias de pesquisa e desenvolvimento;
  • Oficinas mecânicas e concessionárias;
  • Assessoria de projetos mecânicos;
  • Montadoras de máquinas e transportes;
  • Empresa de logística;
  • Indústria de autopeças;
  • Ferramentarias;
  • Indústria de segmentos diversos (farmacêutica, agrícola, química etc);
  • Prestadoras de serviços em geral.

Tipos de cursos

A maior parte dos cursos de técnico em mecânica são presenciais, uma vez que a grade curricular conta com exercícios práticos da função. No entanto, existem instituições que adequaram o curso para as modalidades de ensino a distância e semipresencial, visando atender o público que não consegue dedicar um período fixo para os estudos.

As modalidades de ensino para cursos técnicos são:

EAD

As aulas de EAD acontecem em uma plataforma dedicada, chamada Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), com encontros presenciais apenas para as avaliações, que ocorrem de 1 a 2 vezes por semestre.

O estudante pode escolher os melhores dias e horários para os seus estudos, acompanhando aulas ao vivo previamente marcadas e realizando atividades no seu tempo livre.

Semipresencial

Os cursos semipresenciais são conhecidos como cursos híbridos, uma vez que nessa modalidade acontece a mistura do ensino EAD com o ensino presencial.

Para um curso ser considerado semipresencial, é necessário que, ao menos, 20% da carga horária seja destinada para aulas a distância. Os encontros presenciais ocorrem de 1 a 2 vezes por semana, dependendo da instituição de ensino.

Presencial

O estudante na modalidade presencial tem aulas frequentes que podem ser em dias diferentes ou durante todos os dias da semana. A carga horária costuma ser mais alta, já que é necessário a presença do aluno na instituição de ensino.

As atividades e provas são realizadas na instituição de ensino e, para conseguir aprovação nas matérias, é necessário ter 70% de frequência mínima nas aulas, além das notas mínimas estipuladas pela escola.

Qual o salário de um técnico mecânico?

A faixa salarial de um técnico mecânico varia de acordo com cada região do país, no entanto, a média para iniciantes é de R$2.300, podendo chegar a mais de R$4.000 para os mais experientes.

Onde fazer curso técnico em mecânico?

Curso técnico EAD e semipresencial

  • Educação Continuada a Distância (Ecid);
  • Centro de Desenvolvimento Técnico (CEDTEC);
  • DataBrasil.

Curso técnico presencial

  • Escolas técnicas estaduais (ETEC);
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).]

Duração média de um curso técnico de mecânica?

Cada instituição conta com uma grade e, consequentemente, com uma duração de curso. No entanto, a média para a formação em mecânica vai de 8 meses a 2 anos.

Diploma e certificado

Os cursos técnicos que são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) contam com um certificado de formação profissional, onde cada documento possui um código de autenticação único e intransferível. Dessa forma, o diploma de formação técnica serve também como comprovação de habilidades.

Possibilidades de certificação intermediária

Também há possibilidade de certificações intermediárias para o curso, que são:

  • Desenhista mecânico;
  • Fresador mecânico;
  • Mecânico de automóveis leves;
  • Mecânico de bombas centrífugas;
  • Mecânico de bombas hidráulicas;
  • Mecânico de instrumentos de precisão;
  • Mecânico de máquinas agrícolas;
  • Mecânico de máquinas de usinagem;
  • Mecânico de máquinas industriais;
  • Mecânico de refrigeração e climatização industrial;
  • Mecânico em refrigeração comercial;
  • Retificador mecânico;
  • Torneiro mecânico;
  • Programador de manutenção.

Possibilidades de especialização técnica

Para quem deseja fazer uma especialização após formação do curso técnico, as opções são:

  • Especialização técnica em usinagem por CNC;
  • Especialização técnica em usinagem industrial;
  • Especialização técnica em soldagem;
  • Especialização técnica em ensaios mecânicos;
  • Especialização técnica em metalurgia;
  • Especialização técnica em metrologia.

Verticalização para cursos de graduação superior

Já para quem faz o curso técnico com objetivo de começar um curso superior em seguida, pode seguir as seguintes graduações:

  • Curso superior de tecnologia em fabricação mecânica;
  • Curso superior de tecnologia em processos metalúrgicos;
  • Bacharelado em engenharia mecânica;
  • Bacharelado em engenharia de produção mecânica;
  • Bacharelado em engenharia metalúrgica;
  • Bacharelado em engenharia aeronáutica.

Quer fazer um curso técnico em mecânica?

Então aproveite nossas dicas para se preparar e busque pela escola ideal através no sistema do MEC, que lista as instituições reconhecidas.

Agora, se você quer começar um curso na área com a mesma agilidade, mas que tenha reconhecimento e certificação de nível superior, então a escolha ideal é o tecnólogo. Preparamos um artigo que fala sobre as diferenças entre técnico e tecnólogo.

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.