Conheça os 7 cursos mais procurados do Pronatec Conheça os 7 cursos mais procurados do Pronatec

Conheça os 7 cursos mais procurados do Pronatec

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal com o objetivo de impulsionar o acesso ao ensino técnico e profissionalizante no país. Por meio do Pronatec, são oferecidas vagas para cursos tecnológicos e de educação profissional, presencial e a distância, em redes parceiras como Senai, Senac, Senar, Senat e instituições de ensino particulares.

O Pronatec é certamente uma das melhores formas que o estudante tem para entrar no mercado de trabalho, pois trata-se de uma formação técnica, que tende a ser mais rápida que bacharelados e demais modalidades de ensino superior em termos de colocação profissional.

Os cursos do Pronatec podem ser concluídos em pouco tempo, geralmente dois ou três anos. Isso acontece porque eles se concentram mais em atividades práticas do que teóricas, buscando dar ao aluno a compreensão das prioridades do ambiente profissional.

É por isso que, anualmente, as buscas pelas vagas se intensificam, particularmente em alguns cursos com maior demanda no mercado de trabalho. Quer saber quais são eles e a sua importância? Continue a leitura!

Crédito Estudantil com até o triplo do tempo para pagar

A importância dos cursos Pronatec

Fazer um curso pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) pode representar uma conquista importante na sua carreira, pois o programa tem o objetivo de levar oportunidade de formação profissional para a população. Para entrar em um mercado de trabalho altamente competitivo, você precisa de um bom diferencial em seu currículo. Pensando nisso, os cursos oferecidos pelo Pronatec podem ser úteis para conseguir aquele tão desejado diploma.

Muitos estudantes de ensino fundamental e médio saem das escolas sem preparo para exercer atividades profissionais, o que reforça o problema do desemprego.

É nessa lógica que iniciativas como o Pronatec se mostram de grande relevância. São elas que dão o treinamento necessário para que o estudante tenha como atender às principais demandas do mercado de trabalho e ajudar a movimentar a economia.

Além disso, é preciso destacar que boa parte dos cursos Pronatec se destinam a soluções locais, ou seja, o estudante aprende as técnicas que serão necessárias para os empregadores da região em que se situa, o que gera resultados mais rápidos.

Por isso, caso você esteja em busca de oportunidades no mercado de trabalho, vale a pena procurar a instituição de ensino mais próxima de você e saber se ela participa do Pronatec. Essa pode ser a solução para que você se insira no mercado de trabalho e comece a gerar renda.

O Pronatec oferece turmas para os mais diferentes tipos de alunos, como projetos técnicos e de formação inicial e continuada. Ao todo, são mais de 500 instituições participantes do programa, o que confere grande variedade a ele. Para participar, é preciso que o interessado estude ou tenha estudado durante todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular recebendo bolsa de estudos integral.

Qual a diferença entre um curso técnico e um curso tecnólogo?

Apesar do nome soar igual, existem diferenças entre os cursos técnicos e tecnólogo . No entanto, a principal delas diz respeito ao nível de escolaridade que representam. Os cursos técnicos são de nível médio enquanto o curso tecnólogo é uma formação de nível superior.

Outra diferença é que, quem se forma em um curso de nível técnico e conclui o ensino médio, pode seguir seus estudos fazendo uma especialização de nível médio, outros cursos técnicos ou mesmo uma faculdade. E quem recebe o diploma de tecnólogo pode continuar seus estudos fazendo uma pós-graduação, especialização de nível superior, mestrado ou doutorado.

As diferenças entre os cursos técnicos e tecnólogo, além do nível de escolaridade, se concentram, principalmente, em três aspectos:

  • Duração: um curso técnico pode durar desde alguns meses até mais de três anos, enquanto os cursos superiores de tecnologia duram, em média, de dois a três anos;
  • Requisitos: por ser uma formação de nível superior, o tecnólogo exige que o aluno tenha terminado o ensino médio, o que não é essencial para cursos técnicos. Além disso, será necessário que o candidato seja aprovado em um processo seletivo como vestibular ou Sisu, por exemplo;
  • Mercado: os cursos técnicos e tecnólogo possuem, ambos, foco na preparação de profissionais para a realidade do mercado de trabalho brasileiro. No entanto, os cursos técnicos formam profissionais para atuar em atividades mais operacionais, enquanto os tecnólogos também podem atuar em cargos de gerência.

Os 7 cursos mais procurados do Pronatec

O Pronatec é uma referência em ensino de qualidade e oferece mais de 600 cursos de curta duração. Entre os melhores, então os cursos profissionalizantes que possuem uma carga horária menor de dois anos.

Além disso, o Pronatec ainda oferece mais de 220 cursos técnicos que podem ser encontrados no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos . Dentre eles, listamos os sete mais procurados:

Técnico em Administração

Toda empresa precisa de profissionais capacitados para lidar com processos gerenciais. Na maioria das vezes, eles são a válvula de escape de uma gestão centralizadora e pouco criteriosa. No caso das grandes empresas, esse perfil é ainda mais valorizado. Não por acaso, a disputa por vagas dentro delas é tão concorrida. Motivos como esses fazem do curso de Administração de Empresas um dos mais procurados no Pronatec. Ainda que neste caso a formação seja de nível técnico, ela dá acesso a oportunidades interessantes, com salários muitas vezes compatíveis com o nível superior.

O técnico em administração se dedica a atividades de apoio administrativo, organização de arquivos, criação de documentos e planilhas, além de atuar de maneira direta na comunicação com fornecedores e clientes. Ele também pode ocupar uma posição importante para o seu empregador, criando meios para crescer profissionalmente dentro de uma mesma empresa.

Para quem procura empreender, este é um dos cursos Pronatec indicados, uma vez que é rápido em relação a outras formações e permite um conhecimento geral a respeito de processos gerenciais.

Técnico em Enfermagem

O curso técnico de Enfermagem forma profissionais capazes de atuar na área da saúde, auxiliando enfermeiros na rotina de um hospital. Geralmente, a formação tem duração de dois anos e os interessados precisam ter o ensino médio completo.

Entre as atribuições do técnico em enfermagem, destaque-se a atuação junto a pacientes de média e alta complexidade, realizando tarefas diversas, como, por exemplo, administrar medicamentos, preparar leitos, atuar na admissão de pacientes e coletar material para exames laboratoriais.

Esse profissional atua em diversas áreas da saúde, mas o maior campo de trabalho se abre nos hospitais e ambulatórios. É comum que tenham mais de um vínculo empregatício, pois a natureza da sua jornada de trabalho permite isso.

Técnico em Química

O curso técnico em Química é uma formação de nível médio e dura cerca de dois anos. Para ingressar nesse tipo de formação, você precisa estar frequentando ou já ter concluído o ensino médio. Essa é uma formação que conta com disciplinas das ciências biológicas, exatas e humanas.

Profissionais formados em Química podem atuar em laboratórios de universidades e diferentes tipos de empresas. São eles que, com seu conhecimento em relação a agentes químicos e suas reações, conseguem criar soluções úteis para a população em geral.

Em busca da inovação, as empresas investem cada vez mais nesse tipo de profissional, visando gerar alternativas cada vez mais interessantes para o mercado consumidor. Isso faz com que Química seja um dos cursos Pronatec mais requisitados nas mais diferentes unidades.

Ninguém melhor do que o químico para transformar materiais em produtos. É isso que abre mercado para que o profissional atue na construção de soluções em empresas de cosmética, medicamentos e bebidas. Alguns dos cursos nessa área são o de técnico petroquímico e técnico em celulose e papel.

O curso técnico em Química costuma ser o primeiro passo de pesquisadores que chegam longe em suas carreiras. Depois dele, é possível realizar a graduação e as pós-graduações, sempre trazendo maior status e retornos financeiros.

Técnico em Meio Ambiente

O curso técnico em Meio Ambiente é uma formação de nível médio que dura 18 meses. Ele pode ser feito enquanto você estiver cursando ou depois de concluir o ensino médio e pode ser realizado tanto presencialmente quanto no formato EAD.

Na busca por proteção e preservação do meio ambiente, surgem as leis ambientais. Elas precisam ser respeitadas de maneira que o progresso não se volte contra as condições mínimas de sobrevivência das espécies. É nessa lógica que atuam os profissionais, como o engenheiro ambiental e o técnico em meio ambiente.

Esse profissional pode trabalhar com tudo o que diz respeito a informações relacionadas ao meio ambiente, coletando, armazenando e interpretando, de maneira a conscientizar a sociedade sobre os impactos que obras de engenharia e hábitos têm trazido. Por isso, ele tem espaço tanto no setor público quanto no privado, onde pode prestar serviços para empresas que objetivam realizar projetos sem desrespeitar as leis.

Em tempos em que o progresso parece cada vez mais um caminho sem volta, o profissional capaz de garantir que ele aconteça em conformidade com a preservação do meio ambiente tende a conseguir bons empregos. Se esse é o tema que mais te instiga, o Pronatec aparece como uma solução rápida para que você comece a trabalhar.

Técnico em Logística

O curso técnico em Logística dura no máximo um ano e meio e há três tipos de modalidades para a escolha do aluno: EAD, semipresencial e presencial.

Para entender o que faz o profissional de logística, pense em alguém que atua focado na parte estratégica dos recursos das empresas, buscando criar meios para que os processos aconteçam de acordo com as exigências e tentando sempre aperfeiçoá-los. O profissional pode controlar o estoque para que a produção não seja surpreendida com a escassez de produtos e planejar a movimentação interna e o processo de distribuição entre diferentes unidades.

O cargo é um dos mais requisitados por empresas de diferentes tipos porque o profissional habilitado a trabalhar com logística pode atuar na organização de processos fundamentais para as companhias. Por isso, a ênfase na formação pode variar em função de cada setor.

O profissional de logística dedicado a transportes, por exemplo, pode trabalhar na estratégia por trás das entregas de produtos, pensando na melhor maneira de organizar o recebimento de mercadorias de fornecedores, ganhar tempo nos processos e gerar rapidez nas entregas ao consumidor final. É um mercado que paga bons salários em virtude da tradição rodoviária dos transportes brasileiros.

Técnico em Segurança do Trabalho

O curso técnico em Segurança do Trabalho tem a duração de um ano e meio e oferece uma entrada rápida ao mercado de trabalho, oferecendo aos profissionais formados a oportunidade de ganhar bons salários. O curso pode ser feito de forma presencial, semipresencial ou a distância.

Esse técnico é o responsável por estabelecer, orientar e controlar os procedimentos de segurança realizados no ambiente de trabalho. Por isso, ele tem espaço na grande maioria dos setores da economia brasileira, o que faz com que a demanda por seus serviços seja considerável, já que atua em diversos segmentos.

Dessa forma, a formação oferecida pelo Pronatec aparece entre as mais procuradas. Em um cenário de desemprego e dificuldade de acesso ao ensino superior, o curso de Segurança do Trabalho permite estabilidade e retorno financeiro relevante. Com o devido entendimento das leis que orientam as ações dos trabalhadores, o técnico em segurança do trabalho tem espaço para crescer na carreira e construir uma trajetória de sucesso.

Pensar na segurança do trabalho é muito mais do que indicar procedimentos de segurança. É preciso que o profissional seja capaz de investigar problemas, analisar situações e criar medidas para garantir a segurança dentro de uma empresa. Cabe a ele também pensar em programas que modifiquem a cultura de uma organização em relação à segurança para evitar problemas futuros.

Técnico em Informática

O curso técnico em Informática tem como objetivo desenvolver a capacidade e as habilidades do estudante no que diz respeito ao desenvolvimento, ao aperfeiçoamento e à correção de tecnologias. O curso tem duração média de um ano e meio. Durante os módulos, o estudante participa de atividades práticas, desde a montagem de computadores no início do curso, bem como o desenvolvimento de sistemas ao final.

O profissional com curso técnico em informática também se torna responsável por todo o planejamento e toda a execução de manutenção ou operação de redes e máquinas, configurando os equipamentos a partir da necessidade individual ou coletiva.

Crédito Estudantil com até o triplo do tempo para pagar

Faça do Pronatec o seu primeiro passo

Quem pode participar do Pronatec?

Qualquer pessoa pode se candidatar a uma vaga do Pronatec, pois o programa é aberto a todos os brasileiros. No entanto, a prioridade é para estudantes do ensino médio da rede pública de ensino, bem como da Educação de Jovens e Adultos (EJA), trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda (como o Bolsa Família, por exemplo). Além disso, os estudantes que concluíram o ensino médio em escolas da rede particular de ensino, na condição de bolsista integral, também podem participar.

O Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica) trabalha com reserva de vagas. Assim, 85% delas são destinadas a alunos de escolas públicas e escolas particulares com bolsa integral. As demais, ficam à disposição do público em geral.

Como se inscrever no Pronatec?

As inscrições podem ser realizadas online no site oficial ou em órgãos sociais e instituições que participam do programa (faculdades públicas ou privadas, Sistema S – Senac, Senai, Sesi e outras). Ao finalizar a inscrição, aguarde aparecer a lista de cursos disponíveis e verifique quais as unidades mais próximas do local onde mora para fazer a sua matrícula.

Existe alguma bolsa ou auxílio aos estudantes do Pronatec?

De acordo com as diretrizes do programa, o mais importante é que o Pronatec consiga expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica para os brasileiros. Para tanto, o programa conta com uma série de subdivisões, como o Bolsa Formação.

A Bolsa Formação é um programa promovido pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) e Ministério da Educação (MEC) que apoia as instituições de ensino na oferta de bolsas de estudos para a educação e qualificação profissional. É um auxílio que destina vagas gratuitas para a Bolsa Formação Trabalhador e Bolsa Formação Estudante.

O primeiro oferece cursos de formação inicial e continuada exclusiva para profissionais que estejam sendo beneficiados pela segunda vez, em um período de dez anos, do seguro-desemprego. Já o Bolsa Formação Estudante atende a alunos de escolas públicas, com a oferta de cursos técnicos.

A maioria das vagas desses programas é oferecida em escolas técnicas, podendo ser federais ou estaduais, bem como instituições participantes do sistema S, tais como Sesc, Senai e Sesi.

Cursos do Pronatec: onde estudar

Ficou interessado? Então saiba mais sobre o Pronatec EAD e o Pronatec Voluntário e confira a seguir algumas instituições que oferecem cursos do Pronatec.

  • Anchieta Colégio: fundado em 1965 em São Bernardo do Campo (SP), o colégio atua na educação básica do ensino fundamental ao médio, e na educação técnica, concomitante ao ensino médio e para adultos no período noturno. O ensino profissional de nível técnico do Colégio Anchieta prepara o aluno para o mercado de trabalho, visando o desenvolvimento da cidadania, tendo como foco a ética, a responsabilidade social e a preocupação com o meio ambiente. Ele pode ser cursado junto ao ensino médio em três anos, ou em um ano após a conclusão do ensino médio e está estruturado para aumentar as condições de empregabilidade.
  • Centro Politécnico, Treinamento, Ensino e Pesquisa: é uma escola técnica em Patos de Minas (MG), no bairro Centro fundada em 1999. Oferece cursos técnicos nas áreas de Análises Clínicas, Eletrônica, Enfermagem, Farmácia, Nutrição e Dietética, Radiologia, Recursos Humanos, Saúde Bucal e Segurança do Trabalho na modalidade presencial.
  • CETEC (Centro Educacional e Técnico): localizado em Araraquara (SP), o CETEC forma profissionais em nível técnico nas mais diversas áreas de atuação, como Enfermagem, Segurança do Trabalho, Química, Radiologia, Administração, Farmácia e Mecatrônica.
  • Escola Estadual Afonso Pena: localizada em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, a Escola Estadual Afonso Pena oferece toda a estrutura necessária para o conforto e o desenvolvimento educacional dos seus alunos, como por exemplo: internet, banda larga, biblioteca, quadra esportiva, quadra esportiva coberta, laboratório de informática, pátio coberto, pátio descoberto, área verde, sala do professor e alimentação.
  • Escola Técnica Sandra Silva: é uma escola técnica localizada no Rio de Janeiro (RJ), no bairro Bonsucesso que iniciou as suas atividades em 2006. Oferece cursos técnicos nas áreas de Administração, Análises Clínicas, Automação Industrial, Construção Naval, Cuidados de Idosos, Edificações, Eletrotécnica, Eletrônica, Enfermagem, Estética e outras 13 na modalidade presencial.
  • Instituto Gênesis: o IG é uma entidade beneficente de assistência social, que atua na implementação e fortalecimento das ações de integração com o mundo do trabalho, buscando para isto a parceria com o setor público e privado, a fim de investir no capital social e humano.
  • Montessori Colégio: o Instituto Montessori de Educação e Qualificação está localizado em Cosmópolis (SP) e proporciona à população uma formação profissional de nível técnico de qualidade, oferecendo cursos técnicos de: Automação, Eletrotécnica, Enfermagem, Mecânica Industrial, Mecatrônica, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho – todos com reconhecimento do MEC. Como diferencial, o colégio oferece um ambiente harmonioso, com regras claras, sempre voltadas a tornar o processo de aprendizagem cada vez mais eficiente.
  • Politec: é uma escola técnica em Cabo de Santo Agostinho (PE), no bairro Centro que iniciou suas atividades em 2012. Oferece cursos técnicos nas áreas de Administração, Logística, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho na modalidade presencial.
  • Senai Cascavel: a Faculdade de Tecnologia Senai Cascavel (PR) é uma instituição de ensino superior privada que oferece diversos cursos técnicos. São eles: Edificações, Eletromecânica, Eletrotécnica, Logística e Manutenção Automotiva.
  • Senai CIC: o Senai CIC, localizado em Curitiba (PR), investe no oferecimento de cursos que aliam teoria e prática, com foco nas reais necessidades das indústrias paranaenses e na preparação de profissionais para o mercado de trabalho. Entre os diferenciais, estão: parcerias internacionais com instituições que são referências em inovação e gestão, como a Steinbeis University Berlin, conta com um corpo formado por profissionais com vasta experiência acadêmica e de mercado e oferece o Portal Educacional com ferramentas de apoio ao aprendizado e acesso a notas, frequência escolar e conteúdo das aulas. É possível encontrar curso técnico em Alimentos, Automação Industrial, Controle Ambiental, Química, entre outros.
  • Senai Londrina: localizado em Londrina (PR), a Faculdade de Tecnologia Senai Londrina é uma instituição de ensino superior privada que faz parte do grupo Sistema FIEP e oferece cursos de graduação, pós-graduação e de aperfeiçoamento profissional, nas modalidades presencial e a distância, nas áreas de ciências humanas e exatas. Conta com curso técnico em Revestimento, Segurança do Trabalho, Mecânica, Química, Informática, Automação Industrial e muito mais.

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando, você está ciente dos nossos Termos e Políticas.

CONTINUAR