Cursos Técnicos – Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social Cursos Técnicos – Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social

Cursos Técnicos – Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social

O Eixo Tecnológico de Cursos Técnicos é ideal para quem procura uma formação rápida, com o objetivo de conseguir boas oportunidades no mercado de trabalho. Se você está considerando a possibilidade de ingressar em um dos cursos desse segmento, continue acompanhando nosso artigo abaixo e descubra qual é o campo de atuação para esses profissionais. Confira!

Cursos técnicos do Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social

Compreendendo as tecnologias que relacionam as atividades sociais e educativas, o Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social abrange o desenvolvimento de ações para o segmento, desde o planejamento até a execução, controle e avaliação de inciativas como a construção de hábitos saudáveis de preservação e manutenção de ambientes, de respeito às diferenças interculturais, promoção da inclusão social e melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

As disciplinas que compõem a grade curricular do curso contemplam os seguintes conhecimentos:

  • Leitura e produção de textos técnicos;
  • Estatística e raciocínio lógico;
  • Ciência e tecnologia;
  • Desenvolvimento interpessoal;
  • Tecnologias de comunicação e informação;
  • Normas técnicas;
  • Tecnologias sociais, empreendedorismo, cooperativismo e associativismo;
  • Legislação e políticas públicas;
  • Saúde e segurança no trabalho;
  • Responsabilidade e sustentabilidade social e ambiental;
  • Qualidade de vida;
  • Ética profissional.

O Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social é composto por 11 formações, que serão detalhadas a seguir. Acompanhe!

Técnico em Secretaria Escolar


O profissional é responsável por atividades de registro e controle escolar, além de gerenciar os arquivos da vida acadêmica dos alunos. Além disso, atua na operação de matrícula e transferência escolar.

O curso tem duração de 1200 horas e permite que o profissional atue em escolas públicas e privadas, centros de formação profissional e redes de ensino. Para prosseguir no ensino superior, o profissional pode realizar a formação tecnológica em Processos Escolares ou Secretariado, ou, ainda, o bacharelado em Secretariado Escolar e Secretariado Executivo, além da licenciatura em Pedagogia.

Técnico em Alimentação Escolar


O curso tem carga horária de 1200 horas e capacita o estudante em todas as atividades relacionadas à alimentação no ambiente escolar, como preparação e conserva de alimentos de acordo com o cardápio de orientações nutricionais, organização e execução de aquisição e armazenamento de produtos e do ambiente de preparo, além de controlar o processo de higienização dos alimentos.

Após a formação, o estudante se tornará Agente de Alimentação Escolar e poderá atuar em escolas, centros de formação profissional e redes de ensino.

Caso opte por dar continuidade à formação, o profissional poderá seguir no ensino superior em cursos como Gastronomia, Tecnologia de Alimentos, Engenharia de Alimentos ou Nutrição.

Técnico em Biblioteconomia


O técnico em biblioteconomia realiza atividades técnico-administrativas e socioeducativas em bibliotecas e centros de documentação. Entre as atribuições, o profissional se dedicará à recuperação de acervos, orientação do público e conservação de obras, documentos e equipamentos.

O curso tem carga horária de 800 horas e, após a formação, o estudante assumirá o cargo de auxiliar de biblioteca, podendo atuar em bibliotecas escolares e universitárias públicas e privadas, centros de pesquisa e órgãos de administração pública.

Caso opte por continuar a formação, o profissional poderá seguir no ensino superior em cursos como Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia.

Técnico em Infraestrutura Escolar


O técnico em infraestrutura escolar é responsável por organizar e conservar espaços físicos no contexto escolar, realizando manutenção preventiva e corretiva em instalações e equipamentos. Além disso, auxilia na promoção de hábitos de conservação do patrimônio escolar e de infraestrutura.

O curso tem carga horária de 1200 horas. Após a formação, o profissional poderá atuar em escolas, centros de formação profissional e redes de ensino.

A formação poderá ser estendida para o ensino superior por meio de cursos como Tecnologia em Processos Escolares, Tecnologia em Construção de Edifícios, além do bacharelado em Administração ou Engenharia Civil de Infraestrutura.

Técnico em Laboratório de Ciências da Natureza


O técnico em laboratório de ciências da natureza organiza laboratórios didáticos de ciências para a rotina dos estudantes, reunindo os equipamentos e materiais que serão utilizados em aulas experimentais. Além disso, é responsável pela limpeza e conservação do ambiente, dos equipamentos e dos materiais, realizando, também, o controle de estoque de insumos.

O curso tem carga horária de 800 horas e habilita o estudante para atuar em escolas públicas e privadas de educação básica e educação profissional. Para progressão no ensino superior, o aluno poderá seguir cursos de bacharelado em Física, Química e Biologia.

Técnico em Ludoteca


O técnico em ludoteca é responsável por manter o ambiente de aprendizado lúdico acolhedor e atrativo, organizando brinquedos e jogos educativos de acordo com a faixa etária. Além disso, o técnico supervisiona as atividades e cuida da segurança dos usuários no local.

O curso tem carga horária de 800 horas e, após a formação, o profissional poderá atuar em escolas da rede pública e privada, associações comunitárias, hospitais, clínicas e casas de festa. A formação poderá ser estendida para o ensino superior por meio de cursos tecnológicos como Tecnologias em Processos Escolares, Gestão Desportiva e Lazer e bacharelado em Terapia Ocupacional.

Técnico em Multimeios Didáticos


O profissional de multimeios didáticos tem a responsabilidade de orientar a comunidade escolar na utilização de equipamentos tecnológicos aplicados ao ensino presencial e a distância, difundindo práticas de utilização dos recursos e manutenção do acervo multimidiático. Além disso, o profissional identifica e busca solucionar problemas que envolvem as tecnologias pedagógicas.

O curso tem duração de 1200 horas e possibilita a atuação em escolas da rede pública e privada, centros de formação profissional e associações comunitárias. Para prosseguir no ensino superior, o profissional poderá optar por cursos tecnológicos em Produção Cultural ou Produção Multimídia.

Técnico em Orientação Comunitária


O técnico em orientação comunitária identifica as necessidades e demandas da comunidade em questões relativas à cultura, à educação, ao esporte e lazer, ao meio ambiente, à saúde, ao trabalho e à renda, promovendo ações de integração e desenvolvimento de lideranças comunitárias.

O curso tem duração de 800 horas e habilita o estudante para atuar em conselhos tutelares, associações comunitárias, conselhos sociais, sindicatos e cooperativas. A progressão da carreira no ensino superior pode se dar com a realização do curso tecnológico em Gestão Pública e tecnológico em Produção Cultural, além do bacharelado em Ciências Sociais, bacharelado em Gestão de Políticas Públicas e bacharelado em Serviço Social.

Técnico em Produção de Materiais Didáticos Bilíngues em Libras/língua Portuguesa


Este profissional coordena a produção de material didático bilíngue (Libras/Língua Portuguesa), fazendo as adequações necessárias nos recursos pedagógicos para a educação bilíngue.

O curso tem duração de 1200 horas e habilita o profissional para atuar em órgãos da administração pública na área da educação. Para prosseguir no ensino superior, os cursos mais indicados são os tecnológicos em Processos Escolares e Comunicação Assistiva, além de bacharelado em Letras, com habilitação em Libras.

Técnico em Tradução e Interpretação de Libras


O técnico em tradução e interpretação de libras intermedia a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes, respeitando as diferenças interculturais. Realiza a adaptação e a interpretação da Língua Portuguesa para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), comunicando-se em diferentes contextos socioculturais. Adapta publicações em português escrito para vídeos em libras e vice-versa. Faz a interpretação e adaptação da Língua Portuguesa para libras, utilizando referenciais visuais, identitários, culturais e linguísticos da comunidade surda.

O curso tem duração de 1200 horas e habilita o profissional para atuar em eventos de qualquer natureza, clínicas e hospitais, igrejas, espaços educacionais, teatro e televisão.

Técnico em Treinamento e Instrução de Cães-guias


Este profissional é responsável pelo treinamento de cães-guia para pessoas com deficiência visual ou cega. Desenvolve e aplica técnicas de adestramento que permitem ao cão tornar-se apto à condução (mobilidade física) de pessoas com deficiência visual ou cegas. Coordena o processo de introdução do cão em família socializadora e seleciona matrizes de cães para servir de reprodutoras.

É também responsável por selecionar filhotes para o ingresso em programa de cães-guia, gerenciando espaços definidos para reprodução e treinamento de cães para a atuação como cães-guia.

Quem pode fazer?

Os cursos técnicos do Eixo Tecnológico de Desenvolvimento Educacional e Social são formações de nível médio, exigindo que os participantes tenham concluído o ensino médio para ingressar.

Quer saber mais sobre os eixos tecnológicos de cursos técnicos e como eles podem ajudar você a se qualificar e a entrar no mercado de trabalho? Confira nosso guia completo de cursos técnicos e entenda como os cursos podem te ajudar a se qualificar!

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.