Descubra quais são as especialidades médicas mais bem pagas Descubra quais são as especialidades médicas mais bem pagas

Descubra quais são as especialidades médicas mais bem pagas

Fazer medicina é o sonho de muita gente. O médico é um profissional bastante valorizado no país, além de ser muito bem remunerado para trabalhar. Em alguns casos, mesmo sem a especialização já é possível receber salários elevados em relação ao restante da população devido à demanda por serviços de saúde.

Esse é um dilema da categoria: é possível ganhar muito, mas as oportunidades exigem demais. Condições de atendimento ruins, falta de apoio e uma série de outros problemas comuns aos estados e municípios brasileiros. A solução acaba sendo a especialização, onde finalmente é possível aliar qualidade de vida a retornos financeiros mais elevados.

Saiba mais sobre as especialidades médicas mais bem pagas no Brasil de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Os cursos com os maiores salários

Conheça as especializações que, na média, oferecem os melhores salários para os profissionais de medicina no país e possuem maior índice de empregabilidade.

Neurocirurgia

O neurocirurgião é um especialista bastante requisitado e, por isso, muito bem remunerado. O seu trabalho não é simples, pois é a área que envolve o tratamento de pacientes com problemas no sistema nervoso central e periférico, podendo atuar em consultórios e em hospitais.

É por isso que as consultas costumam ser mais caras do que a média, o que, por si só, já faz com que o neurocirurgião qualificado para esse tipo de trabalho receba bons salários. Mas o neurocirurgião tem nos procedimentos cirúrgicos de alta complexidade o seu principal diferencial em termos de alta renda, uma vez que cabe a ele assumir grandes responsabilidades através de cirurgias reparadoras e, muitas das vezes, decisivas para a vida do paciente. É por isso que, em média, ele costuma faturar cerca de R$30 mil por mês.

Cirurgia plástica

A vaidade é uma condição natural do ser humano. Mesmo detalhes imperceptíveis podem gerar sérios problemas de autoestima nas pessoas e fazer com que elas recorram a profissionais para fazer reparos estéticos.

Além disso, o cirurgião plástico não trabalha somente com foco em questões relativas à vaidade. Cabe a ele também realizar procedimentos de reconstrução em pacientes vítimas de acidentes graves, como queimaduras de segundo e terceiro graus.

É nessa lógica que a formação em medicina com especialização em cirurgia plástica ganha destaque no mercado. O profissional com essa especialidade lida com deformidades e lesões, além de trabalhar com a estética. Para tanto, ele costuma ser muito bem remunerado, podendo ganhar cerca de R$20 mil por mês, em média.

Ortopedia

Ortopedia é outra área muito bem remunerada. O ortopedista é um profissional bastante valorizado no mercado, uma vez que atua no tratamento de problemas ligados ao sistema locomotor e também realiza procedimentos diante de fraturas.

O ortopedista costuma ser bastante requisitado em esportes de alta performance, como no futebol profissional. Cirurgias que recuperam atletas são cada vez mais exigidas pelos clubes, valorizando especialistas que, em muitos casos, trabalham exclusivamente com agremiações esportivas.

Além disso, o ortopedista costuma ganhar bem atendendo em consultórios particulares e atuando como especialista em setores públicos. Considerando a média do país, a remuneração do profissional é de R$ 15 mil mensais. Entretanto, esse valor é muito mais alto quando analisamos os salários de especialistas no topo da carreira.

Cirurgia

O cirurgião está apto para realizar qualquer cirurgia geral ou é um médico especializado em determinada área. De qualquer forma, a aptidão para fazer cirurgia faz com que o profissional esteja entre as especialidades médicas mais bem pagas.

O cirurgião geral é muito importante, pois domina os procedimentos que serão exigidos nas diferentes áreas médicas, o que naturalmente o valoriza profissionalmente, fazendo com que sua categoria esteja entre as especialidades médicas mais bem remuneradas.

A cirurgia é certamente a atividade que exige o maior cuidado por parte do profissional na área de Medicina, sendo assim, é natural que o médico cirurgião ganhe bem para exercer suas atividades. Para tanto, ele geralmente recebe por volta de R$15 mil por mês.

Dermatologia

Também associada ao tratamento da pele, a Dermatologia é bastante requisitada pelo público em geral. Assim, não é incomum que o dermatologista especializado consiga faturar acima de R$10 mil mensais.

Para tanto, é preciso investir no aprofundamento da carreira, anos de estudo, e também fazer as chamadas sub-especialidades, como Dermatologia Cosmética e Cirurgia Dermatológica.

Anestesia

O médico anestesista também aparece entre os que ganham mais na área da Medicina, chegando a uma média de R$10 mil mensais por seu trabalho. Isso porque ele é o responsável por avaliar o impacto e aplicar a anestesia para que os procedimentos sejam feitos de maneira segura nos pacientes.

Dessa forma, o setor tem alta taxa de empregabilidade nas diferentes regiões do país. O anestesista pode trabalhar em hospitais, centros cirúrgicos, entre outros, sendo requisitado sempre que é necessário fazer algum procedimento cirúrgico.

Médico auditor sênior

Essa é uma especialidade que prepara o profissional para atuar fora da sala de cirurgia. Cabe ao médico auditor fazer a avaliação de todo o sistema hospitalar e garantir que os processos sejam executados da maneira mais qualificada possível. É esse especialista que lida com a burocracia envolvendo despesas, estrutura, entre outros. Para tanto, sua média salarial costuma ficar em torno de R$10 mil.

Enfim, o fato é que os principais salários na área médica estão divididos entre neurocirurgia, cirurgia plástica, ortopedia e cirurgia em geral. Entretanto, todas as demais áreas remuneram muito bem, oferecendo ao profissional formado na área, possibilidades muito boas para construir sua carreira com qualidade de vida.

O segredo, para o interessado em ingressar na área, é fazer uma boa graduação e se especializar, buscando direcionar sua formação para a qual julgar mais interessante. Isso não diz respeito apenas à questão salarial, mas principalmente, à satisfação profissional.

A formação

Como visto, ainda que a graduação em Medicina traga benefícios acima das outras formações, somente ela não costuma ser o suficiente para que o profissional alcance o auge em sua carreira. Assim, o caminho para a realização costuma ser estudar os seis anos que, em média, demora a graduação mais o aprofundamento, que, no caso desta carreira em especial, está relacionada à residência médica ou à especialização, encontradas em universidades públicas e privadas.

Funciona assim: uma vez formado, o estudante pode escolher se faz a residência para no fim do curso receber seu título de especialista em uma determinada área ou se faz uma especialização, que pode ser um curso de pós-graduação para se tornar especialista mediante à realização da prova da Associação Brasileira de Medicina.

Na prática, a diferença é que essa prova não é necessária para o médico que fez residência, ou seja, com a residência você já sai com a especialização. Vale lembrar que, no caso de medicina em especial, a continuidade nos estudos é fundamental, ainda que a concorrência seja grande ao longo de toda a jornada.

Em geral, as especialidades médicas mais bem pagas dependem também de fatores como a região em que o profissional atua, o tempo de experiência que tem no mercado, além, é claro, da sua especialidade. Profissionais que fazem atendimento em plantões costumam faturar ainda mais. Considere esses elementos na sua escolha, eles serão importantes para que você tenha melhor qualidade de vida no futuro.

A residência médica

A residência é o principal programa de pós-graduação da área médica, trata-se de uma atividade supervisionada. Por lei, a residência deve ter carga horária de, no máximo, 60 horas por semana mais o plantão de 24 horas semanais, descanso obrigatório de 6 horas após o plantão e pelo menos um dia de folga por semana.

O residente tem direito a férias de 30 dias por ano, definidas pela instituição de ensino e respeitando a natureza do programa. A decisão final a respeito das datas será um acordo entre o estudante e a instituição.

Por se tratar de um programa de pós-graduação, o residente será constantemente avaliado em função de seu desempenho na atividade. A duração da residência depende de cada especialidade e o médico residente, uma vez aprovado, não precisa pagar pela especialização, pelo contrário, ele conta com uma bolsa-auxílio durante a atividade.

Por isso, e por se tratar de um tipo de especialização que dá ao profissional condições para conseguir as melhores vagas da área de trabalho no ramo da medicina, a concorrência é muito grande. O processo seletivo para vagas de residência costuma ser até mais concorrido do que o próprio vestibular para o curso de medicina, tradicionalmente considerado entre os mais difíceis do país.

No contexto geral, medicina é uma das profissões mais interessantes e respeitadas do país. Assim, saiba que, se esse for o seu sonho, o caminho é se dedicar muito, desde a preparação para ingressar em uma faculdade boa até a especialização. Para tanto, conte com o PRAVALER. Saiba mais sobre o programa na sequência.

O PRAVALER e as especialidades médicas mais bem pagas

O financiamento estudantil é uma solução para muitos alunos que não têm recursos para bancar uma faculdade privada. Ele funciona como uma parceria entre o programa e a instituição de ensino, de maneira que ele paga as mensalidades do aluno enquanto ele faz o curso sob juros mais baixos do que os praticados no mercado.

É o caminho mais seguro para ingressar no mercado de trabalho estudando em uma universidade particular que tem o potencial para desenvolver talentos. No caso do curso de Medicina, em especial, por se tratar de uma carreira com retorno praticamente certo, o crédito estudantil é um investimento que pode colocar você no mercado em menos tempo.

O PRAVALER é o maior programa de financiamento estudantil privado do mercado. Com ele, você só precisa estar matriculado em uma instituição de ensino parceira, mesmo que não tenha feito o Enem.

Agora que sabe quais são as especialidades médicas mais bem pagas, conheça também como funciona a graduação em Medicina.

Categoria: PRASABERProfissões

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.