Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Tecnologia Educacional: o que são as Edtechs? Tecnologia Educacional: o que são as Edtechs?

Tecnologia Educacional: o que são as Edtechs?

A educação é considerada um dos pilares mais importantes para a construção de uma sociedade, por meio das escolas e faculdades. O ensino presencial sempre foi o modelo mais comum implementado pelas instituições, no entanto, com o avanço da tecnologia e após a pandemia da covid-19, tudo isso mudou.

Antes o que era apenas uma ferramenta complementar para o ensino, como o uso de tablets em sala de aula, hoje a tecnologia faz parte da rotina de muitos estudantes. O método de ensino mudou depois da implementação dos sistemas online, que de certa forma, facilitou a vida dos jovens.

Tal acontecimento influenciou, diretamente, o crescimento do mercado das Edtechs, que tem revolucionado a educação com os novos jeitos de ensinar e aprender. Continue a leitura desse artigo para entender o que são as Edtechs e como elas funcionam.

O que é uma Edtech?

A palavra Edtech surgiu dos termos education e technology, que significam no português educação e tecnologia, respectivamente. Desse modo, empresas que se incluem nesse setor, utilizam da tecnologia para apresentar novos meios de aprendizagem nas escolas, faculdades e instituições de ensino no geral, e sobretudo, apresentar soluções, com o desenvolvimento de hardwares, softwares e aplicativos que facilitam e ajudam o ensino remoto.

Hoje, por exemplo, muitas dessas empresas utilizam de diversos recursos para tornar esse novo modelo mais efetivo, e contam com a inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, entre muitos outros. Dessa maneira, é possível assistir aulas de onde e quando quiser.

Dizem que as Edtechs são o futuro da educação, pois elas prestam conteúdos para diferentes tipos de ensino, como o básico, médio, técnico, superior e até para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

De fato, essas soluções implementadas trazem inúmeros benefícios para o ensino, não só para os alunos, mas também para os profissionais da educação, com o uso de ferramentas que ajudam a avaliar e medir o desempenho dos estudantes e identificar suas habilidades, e dessa forma, personalizar os conteúdos de acordo com a dificuldade de cada um.

Como funciona uma Edtech?

As Edtechs podem funcionar de formas diferentes, isso depende muito do segmento ao qual faz parte. Mas, o que podemos adiantar é que, independentemente do nicho, ainda que pertençam no setor educacional, o objetivo é o mesmo: apoiar a educação por meio da tecnologia.

Normalmente, as Edtechs utilizam da inteligência artificial para monitorar o aprendizado dos alunos e mapear as principais dificuldades e facilidades. Isso serve tanto para ter um retorno aos professores, quanto para os pais e responsáveis.

Um levantamento feito pela Abstartups mostra que mais de 50% das Edtechs brasileiras funcionam como SaaS (Software as a Service). Que nada mais é do que um ambiente digital, onde os usuários possuem senha e login, e podem acessar livremente e acompanhar cursos, seu desempenho, materiais de apoio, videoaulas, e até montar seus conteúdos. Nessa plataforma também é possível realizar atividades coletivas e individuais.

Tipos de Edtech

Depois de entender o que é e como funciona a Edtech, é importante saber que as soluções, que antes mencionamos, são bastante diversificadas. Isto é, elas não se limitam apenas ao apoio e melhorias do ensino e aprendizagem, mas sim, oferecem ferramentas e recursos de melhorias à gestão administrativa de ensino.

A seguir, você vai conhecer alguns tipos de Edtech no Brasil e entender como funciona cada uma delas, acompanhe.

Financiamento educacional

No segmento de financiamento educacional, as Edtechs estão diretamente relacionadas a garantir a democratização da educação. Essas startups tem o objetivo de criar melhores condições financeiras, por meio de bolsas de estudos e financiamento estudantil, como é o caso do Pravaler, que tem o intuito de permitir que um maior número de jovens tenha acesso ao ensino de qualidade, mesmo que as condições financeiras não sejam favoráveis para arcar com os custos.

Plataforma para educação

Na categoria de plataforma para educação, as startups buscam oferecer sistemas e plataformas para que outras empresas e até profissionais, consigam criar as suas próprias soluções educacionais. Um exemplo claro são as plataformas de ensino à distância (EAD). O objetivo dessas Edtechs e as soluções oferecidas é disseminar ao máximo, o conhecimento para que ele se torne acessível, como por exemplo, o Amigo Edu, que funciona como um canal de educação.

Dentro desse setor ainda existem as plataformas de marketplaces de professores e alunos, que nada mais é do que conectar esses dois grupos, que por muitas vezes, não sabem onde se encontrar. Neste caso, o aluno busca por professores qualificados a fim de conquistar alguma qualificação em determinado ramo.

Aprendizado e novas formas de ensino

Seguindo essa linha, as soluções das Edtechs para as novas formas de ensino buscam, sobretudo, a melhoria nos resultados da aprendizagem com o uso da realidade virtual aumentada, por exemplo.

Os recursos da realidade aumentada, realidade virtual e a realidade mista já impactam positivamente diversos setores, como a saúde, por exemplo. Já no setor da educação, o uso dessas ferramentas tem o intuito de permitir o acesso a informações e experiências em um ambiente totalmente simulado, a fim de facilitar a prática do conteúdo.

Mas, essas Edtechs não se baseiam apenas a isso. Na categoria de gamificação, por exemplo, essas ferramentas contribuem para maior engajamento dos participantes, estudantes e jovens, e os estimulam no aprendizado, uma vez que, os jogos didáticos possuem um grande potencial de aprendizagem.

Exemplos de Edtech no Brasil

Para ilustrar de forma mais clara a relação das Edtechs com a tecnologia e o seu impacto na aprendizagem e no ensino, listamos alguns exemplos das startups brasileiras que estão fazendo a diferença no mercado, confira.

Pravaler

O Pravaler é o maior financiamento estudantil privado do país, que tem como objetivo facilitar o acesso de jovens ao ensino superior por meio de serviços e ofertas. No entanto, além de oferecer o financiamento estudantil, o Pravaler também conta com ferramentas de ampliação de conteúdo, como testes vocacionais em sua plataforma, entre outros recursos.

Com o intuito de ampliar o acesso e transformar a vida de muitas famílias e estudantes, o Pravaler é uma Edtech que vem ganhando destaque no mercado.

Amigo Edu

O Amigo Edu é um canal de educação e captação digital, mas não só isso. A plataforma busca facilitar o acesso ao ensino superior por meio de bolsas de estudos com até 80% de desconto, oferecendo praticidade e comodidade na hora de escolher a faculdade.

Ainda na pandemia, o Amigo Edu ajudou a implementar e consolidar o vestibular online, e se tornou uma opção segura para os alunos e instituições de ensino privadas para atrair novos estudantes.

Descomplica

A plataforma do Descomplica tem a missão e o objetivo de democratizar o acesso à educação em todas as fases da vida. Essa startup oferece cursos de pré-vestibulares, de graduação, pós-graduação e cursos livres. Além disso, a empresa também oferece soluções educacionais para as escolas, professores e empresas, de acordo com o interesse de cada um.

Não dá para negar que as Edtechs vieram para revolucionar o setor educacional e mostrar que existem diversas maneiras de aprender e ensinar com a tecnologia!

Texto escrito por: PRASABER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter