Empregabilidade: o que é, como desenvolver e cursos mais procurados Empregabilidade: o que é, como desenvolver e cursos mais procurados

Empregabilidade: o que é, como desenvolver e cursos mais procurados

A empregabilidade se tornou um dos assuntos do futuro e ela é essencial para o mercado de trabalho até no momento das escolhas da carreira do profissional. No artigo de hoje você vai descobrir sobre do que se trata empregabilidade, sua importância, como aumentar o índice e os cursos mais procurados do tema.

Tá curioso e quer saber mais sobre qual o melhor curso para arrumar emprego rápido? Então vem com a gente conferir mais sobre esse tema que acompanha as transformações do mercado de trabalho mundial.

O que é empregabilidade?

A empregabilidade nada mais é do que um conjunto de conhecimentos, sendo tanto técnicos quanto comportamentais que são buscados pelo mercado de trabalho no profissional.

Como o mercado de trabalho está cada vez mais concorrido, devido a globalização e das transformações digitais, as empresas querem contratar colaboradores que tenham competências com foco na maior eficiência.

A empregabilidade pode ser considerada um movimento também que busca a constante redução de custos, aumento da produtividade e a melhoria do nível de serviços prestados. Sendo assim, a esse fator pode ser colocado em vista em dois cenários, sendo elas a capacidade de conseguir um emprego e a aptidão para manter-se empregado. Para ambos cenários, o profissional tem que estar sintonizado com as mudanças de tecnologia e suas demais atualizações.

Resumindo, em um mercado de trabalho atual que cada dia se torna mais competitivo, o profissional precisa desenvolver competências e habilidades, sendo não apenas técnicas, mas também comportamentais e emocionais. Tendo sua capacidade de inovar e se relacionar com outros profissionais para propor soluções criativas.

Qual a importância da empregabilidade?

Nos dias de hoje é raro um colaborador de uma empresa continuar trabalhando nela por longos anos, principalmente se for na mesma função. Por isso, as mudanças nas empresas no dia de hoje, influenciam o conceito de carreira.

O mercado de trabalho mudou, alguns postos de trabalho deixaram de existir e também outros novos surgiram com força total. Por isso, aqueles profissionais que desenvolvem suas competências e ficam atentos às necessidades das empresas, se mostram mais capazes de se adaptar e reinventar nos dias de hoje, estarão mais aptos a manter o seu índice alto de empregabilidade.

Bases da empregabilidade

A empregabilidade é entendida como um conjunto de competências que é desenvolvida pelo indivíduo e que não pode ser retirada dele. As bases fundamentais da empregabilidade são as que garantem sua estruturação e dizem respeito a três pontos: competências, conhecimento e rede de relacionamentos.

Para entender melhor, vamos explicar cada uma das competências, sendo elas:

  • Ser proativo: o indivíduo assume responsabilidades dentro da sua função no trabalho e fica atento em antecipar às possíveis soluções, entregando os resultados desejados para a companhia.
  • Ser ético: imagine um conjunto de atitudes muito valorizadas, como o não uso de informações privilegiadas para adquirir vantagens pessoais, ter respeito às normas estabelecidas pela empresa e pela legislação em vigor dentro dela.
  • Ser automotivado: ter a motivação própria diante das dificuldades que surgirem, trabalhar em sintonia e em harmonia com seus colegas de trabalho, além de ter uma visão de futuro.

Já no caso de conhecimentos, o colaborador deve estar atualizado diante das novas exigências do mercado de trabalho, realizando cursos, participando de congressos, palestras entre outros.

E por último, sobre a rede relacionamentos, nada mais é do que o networking, fundamental para cultivar laços de amizades, seja dele dentro e fora do ambiente de trabalho. Isso irá permitir ter acesso a novas oportunidades de trabalho de forma natural e espontânea.

Os 6 pilares da empregabilidade

É fundamental pensar que agora o indivíduo é o dono da sua carreira e do seu desenvolvimento. Dessa forma, a responsabilidade é do profissional em pensar e seguir o aperfeiçoamento para sua carreira.

Os seis pilares da empregabilidade foram desenvolvidos por um escritor, chamado José Augusto Minarelli, que traz como propósito a capacitação do profissional para gerar trabalho e renda.

Confira abaixo cada um dos pilares da empregabilidade:

Adequação vocacional

O pilar é relacionado sobre a aptidão profissional. O colaborador trabalhar na área que gosta e pode influenciar positivamente nos resultados alcançados da companhia, pois há prazer no desenvolver de suas atividades.

Competência profissional

Esse pilar é basicamente a capacidade do profissional em se manter atualizado frente às inovações na sua área de atuação, seja por meio de cursos, palestras, livros, publicações, entre outras.

Idoneidade

A Idoneidade é a orientação das atitudes por princípios e valores que levam em consideração o respeito às leis, a honestidade e o cumprimento com aquilo que foi acordado do profissional e empresa.

Estar apto para o trabalho é uma condição necessária para que o profissional consiga boas referências no mercado de trabalho.

Saúde física e mental

Nesse pilar, o cuidado em ter o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. O profissional que aproveita de boa saúde física e mental está pronto para enfrentar as dificuldades do cotidiano no trabalho.

Reserva financeira

A existência de uma reserva financeira do profissional é uma garantia contra momentos de instabilidade na carreira. Com isso, o colaborador terá mais tranquilidade para passar por períodos de baixa atividade econômica. Mas também, continuará focado na sua eficiência e produtividade.

Relacionamentos

Nessa parte, somente os relacionamentos mais próximos são capazes de se converter em oportunidades de trabalho real.

O que é índice de empregabilidade?

O índice de empregabilidade é um indicador que compara as habilidades do profissional com o de seus concorrentes e as demandas do mercado de trabalho. Desse jeito, o profissional irá poder analisar sua situação em relação ao que mercado está buscando.

A dica é de conhecer seus pontos fracos e fortes, pois se torna necessário para que se possa aprimorar e dessa forma ficar mais atrativo para os recrutadores e mercado de trabalho. Sendo que o ideal é de que o profissional consiga ter um equilíbrio entre os pontos que são levados em consideração para o cálculo do índice, abaixo você confere como é feito esse cálculo.

Como é feito o cálculo de índice de empregabilidade

Existem diversos sites que torna mais fácil para o trabalhador entender e até mesmo calcular o seu índice de empregabilidade.

O cálculo do índice leva em consideração três variáveis macro, sendo elas:

  • O perfil do candidato;
  • O perfil dos demais profissionais;
  • Variáveis macroeconômicas (quantidade de vagas abertas em geral e específicas da área de atuação).

O conhecimento do índice de empregabilidade possibilita ao trabalhador ter mais ideia das suas chances reais para conseguir uma determinada vaga ou promoção na empresa.

Lembrando que o índice de empregabilidade também é muito utilizado pelas instituições de ensino superior, com o objetivo ter uma resposta para seus alunos sobre suas perspectivas de entrada no mercado de trabalho.

Como desenvolver as competências da empregabilidade

Agora que você já sabe o que é empregabilidade, suas práticas e pilares, para desenvolver competências e habilidades exigidas no mercado de trabalho é apenas uma questão de dedicação e prática. Confira as dicas abaixo:

  • Invista em cursos de atualização dentro e fora da sua área de atuação, tente procurar saber um pouco de tudo;
  • Ler livros de temas diferentes, ir ao teatro, ampliar seus horizontes e acompanhar as tendências do Brasil e do mundo é uma ótima maneira de desenvolvimento;
  • Aprender novos idiomas;
  • Aperfeiçoar a comunicação verbal e não verbal, sempre atento às atualizações da gramática;
  • Aprenda tudo sobre as novas tecnologias, usos e sua transformação;
  • Realize exercícios físicos, cuide da sua saúde física e emocional;
  • Pratique o trabalho em equipe;
  • Exercite a liderança, capacidade de gerir e desenvolver pessoas;
  • Faça dos desafios, erros e acertos oportunidades de mudança, aprendizado e evolução;
  • Seja um bom ouvinte e atento ao que as pessoas têm a dizer;
  • Sempre mantenha a mente aberta;
  • Construa bons relacionamentos interpessoais.

Cursos mais procurados

Cursos superiores, técnicos, profissionalizantes e rápidos, são uma ótima forma de desenvolver as competências da empregabilidade e estar sempre atualizado para o mercado de trabalho.

Com a constante mudança desse mundo corporativo, não podemos encarar a relação de cursos com a alta empregabilidade sendo definitivo. No entanto, fizemos uma lista com cursos mais procurados que estão relacionados ao tema de empregabilidade que podem te ajudar aumentar sua chance de sucesso.

Cursos técnicos com maior chance de empregabilidade

Confira os principais cursos técnicos que mais empregam e suas características.

Técnico em Administração


O técnico em administração é um dos cursos de maior empregabilidade no Brasil, sendo que ele também se torna o mais procurado por jovens e adultos, ele desenvolve o profissional de forma versátil para se adaptar as mudanças e encarar a alta empregabilidade.

Técnico em Enfermagem


A área do curso técnico em enfermagem é muito ampla, sendo que o profissional pode optar por trabalhar em hospitais públicos, particulares, consultórios, laboratórios de análises clínicas, clínicas médicas, escolas e até em setores de segurança do trabalho. A sua taxa de empregabilidade é extremamente alta.

Técnico em Segurança do Trabalho


O curso técnico em segurança do trabalho é também um dos cursos com alta taxa de empregabilidade no Brasil, e um dos mais procurados. A área desse profissional tem a função de proteger o local de trabalho, identificando fatores de risco, propondo medidas preventivas, elaborando políticas de segurança e divulgando as normas de proteção para os colaboradores.

Técnico em Estética


Esse curso é está em grande crescimento no mercado de trabalho. O profissional é bastante requisitado, a possibilidade de empreender é grande e, claro, o sonho do negócio próprio é o sonho de muitos. Mas os profissionais que optarem pelo curso podem trabalhar também em clínicas de estética, spas ou salões de beleza,

Técnico em Radiologia


O curso de técnico em radiologia tem sido bastante procurado pelos jovens entre 16 e 18 anos. Muito deles são contratados como estagiários para trabalhar no mesmo local em que aprendem para atuar. A empregabilidade é alta e esse profissional pode trabalhar em hospitais, clínicas médicas, consultórios e no Instituto Médico Legal (IML).

Cursos superiores com maior chance de empregabilidade

Confira os principais cursos superiores e suas características que possuem uma maior chance de empregabilidade.

Administração


O curso superior de administração tem duração de 4 anos e por ser uma graduação muito popular, a concorrência é extremamente grande. Com uma formação ampla, os profissionais formados pelo curso estarão aptos a trabalhar em quase todas as atividades produtivas, sendo na gestão de operações, análise de riscos, auditoria de processos, entre outros.

Direito


Existem muitos cursos de bacharéis em Direito no Brasil. Bastante tradicional, o curso, mesmo após alguns anos, é bem promissor ao estudante. As atuações do profissional mais comuns são o serviço público e advocacia. No entanto, para colocar em prática a profissão é necessário ter sido aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ciências Contábeis


Os contadores viram a área ser expandida e surgirem muitas vagas de emprego nos últimos anos. A transformação digital de diversas empresas ajudou a dar uma diversificada ainda maior na profissão. O estudante que se forma em ciências contábeis, pode atuar com análise de crédito, finanças, investimentos, contas a pagar, auditoria contábil, planejamento tributário, controladoria entre outros cargos.

Estatística


O curso de Estatística não é muito procurado comparado com outras graduações, mas é uma área em expansão e muito importante para o mercado de trabalho, surgindo diversas oportunidades de emprego, sendo assim possui uma alta taxa de empregabilidade.

Tecnologia da Informação


A área de TI também está em constante transformação. As empresas estão em busca de profissionais capacitados para trabalharem com as demandas que surgem, ainda mais com a transformação digital dos últimos anos. Oportunidades de emprego não faltam para o profissional quer fazer o curso superior de Tecnologia da Informação.

Profissões do futuro

Conhecer as tendências das profissões no futuro é extremamente importante, tanto para quem ainda vai entrar no mercado de trabalho ou para quem pretende mudar de carreira.

Além da transformação digital, a valorização dessas carreiras ocorre também pelo aumento de sua remuneração. Confira abaixo uma lista de carreiras que estão em alta no ano atual:

  • Programador de inteligência artificial;
  • Programador de machine learning;
  • Gestor de computação em nuvem;
  • Hacker de segurança;
  • Advogado de proteção de dados;
  • Facilitador de treinamentos;
  • Consultor de agricultura urbana.

Lembrando também que questões como a terceirização e a reforma trabalhista, podem impactar na valorização de profissões da atualidade.

Categoria: DiversosPRASABER

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.