Encceja 2019: O Guia completo do Exame

Destaque Encceja 2019 - Guia completo


O que é Encceja?

O Exame Nacional Para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) foi criado no ano de 2002 e é uma prova de certificação para o ensino fundamental e médio. Ela é aberta a brasileiros de ao menos 15 anos para o ensino fundamental e 18 anos para ensino médio, que não tenham concluído seus estudos.

O Encceja é uma oportunidade para quem não conseguiu concluir qualquer dessas etapas da vida estudantil, mas que reúne os conhecimentos associados a ela. Por esse motivo, ele é gratuito e aberto a todas as pessoas que tenham o interesse, desde que estejam acima da idade mínima para a formação em questão.

Saiba mais sobre a avaliação, com destaque para a edição de 2019.

Como funciona

O Encceja é a solução encontrada pelo Ministério da Educação, visando simplificar o acesso a diplomas de ensino fundamental e médio de estudantes que precisaram parar de estudar. Como se trata de uma prova que concede esse benefício para o aprovado, o Encceja não exige o retorno do estudante à sala de aula, podendo ele se preparar sozinho para o exame.

Por isso, é importante não confundir Encceja com EJA (Educação de Jovens e Adultos). EJA é um supletivo regular que concede essa certificação, por isso, para obtê-la o aluno precisa cumprir uma carga horária de aulas e se submeter a todas as exigências feitas pelo corpo docente. Embora o EJA tenha um programa que exige carga horária e atividades presenciais, ele é diferenciado em relação à formação tradicional. Ainda assim, ele pode ser inviável para pessoas que trabalham ou acumulam atividades ao longo do dia

É em função das necessidades dessas pessoas que o Encceja se apresenta como uma opção interessante. Nele, o participante precisa se preparar para somente uma prova. Assim, é possível se preparar estudando sozinho, de maneira flexível, sem a necessidade de ir diariamente a uma escola.

Uma vez aprovado, o estudante recebe um diploma que tem a mesma validade do obtido por alunos do EJA.

Um dos motivos que justificam a existência do Encceja é justamente o acesso à informação em dias atuais. Hoje, mesmo a pessoa que trabalha e não tem tempo para frequentar um curso regular como o EJA, pode criar meios para estudar por conta própria usando a internet e os recursos oferecidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), como mostraremos mais adiante.

Em resumo, o Encceja é uma alternativa aos cursos supletivos existentes no país e ao EJA, sendo indicado para quem não tem como fazer essas modalidades, mas que considera ter os conhecimentos necessários para garantir a formação em nível fundamental ou médio.

Como se inscrever?

É possível confirmar a sua participação no exame via internet. Basta acessar o site oficial do INEP e ir à página destinada ao Encceja. A inscrição é gratuita e é nela que você define qual será a formação desejada. É permitido, caso o aluno tenha mais de 18 anos e não tenha concluído o ensino fundamental ou o médio, fazer a inscrição para obter os dois certificados de uma só vez.

Documentos exigidos

Os documentos exigidos são o CPF e o documento de identidade, podendo este ser o RG, a CNH, o passaporte ou qualquer outro documento com validade na sua identificação.

Quem pode se inscrever

Estudantes com no mínimo 15 anos para o ensino fundamental e 18 para o médio. Brasileiros vivendo fora do país precisam apresentar CPF e o número de seu passaporte. Detentos também podem fazer sua inscrição por meio do responsável pedagógico.

Data das inscrições

De acordo com o INEP, as inscrições para a edição de 2019 estão confirmadas para ocorrer entre os dias 20 a 31 do mês de maio.

A avaliação, tanto para o ensino fundamental quanto para o médio, está marcada para o dia 25 de agosto.

É possível se inscrever mesmo que você tenha tentado o curso anteriormente, mas não tenha sido aprovado. Não há restrição em relação à quantidade de tentativas do candidato.

Cidadãos privados de liberdade, como detentos e pessoas cumprindo medidas socioeducativas, têm no Encceja uma oportunidade de concluir sua formação básica. Neste caso, é possível fazer a prova, desde que a inscrição seja realizada pelo responsável pedagógico, que deverá informar os dados cadastrais do candidato, como CPF, documento de identidade ou registro de identificação interna. Candidatos nessa situação, têm provas marcadas para datas diferentes dos demais candidatos. Para 2019, as inscrições vão de 15 a 26 de julho e as provas acontecem entre 8 e 9 de outubro.

O que estudar para o Encceja em 2019

A exigência é do conteúdo relativo ao grau que a pessoa quer obter. No caso, aquilo que é estudado ao longo do ensino fundamental ou médio.

Para o ensino fundamental, as exigências são Matemática, Ciências, História e Geografia, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Educação Artística e Educação Física. Para o ensino médio é preciso estudar Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Existe uma característica nesse tipo de exame que é a valorização do conhecimento do aluno, seja ele obtido por meio das atividades de sala de aula, seja via experiência de vida. Assim, as questões são formuladas de maneira que o estudante tenha como resolver os problemas usando o que sabe, ainda que de maneira minimamente formalizada.

Prova do Encceja de 2018

Uma das formas de estudar para um exame é se preparar tentando resolver edições anteriores dele. No caso do Encceja, o próprio INEP disponibiliza o gabarito de edições passadas para os interessados. Basta acessar o site e conferir o material já presente no acervo.

O INEP oferece as respostas das diferentes edições que realizou, mas permite o download somente da edição de 2017. Ainda assim, você pode ter acesso às provas de 2018 e de outros anos fazendo buscas simples na internet.

É interessante que você se prepare de maneira a compreender o estilo da prova. Isso facilita a assimilação do conteúdo e cria adaptação em relação à forma como as perguntas são apresentadas.

Apostilas

A base para a prova está no Livro do Estudante, disponibilizado pelo MEC em seu site. Para o candidato, o importante é acessar o portal, e baixar o livro de cada área do conhecimento exigida. A coleção contempla todas as exigências para provas do ensino médio e fundamental.

O ideal é que o estudante opte por esse material em virtude da própria maneira como ele é concebido, ou seja, de acordo com as exigências do exame. Como o Encceja procura avaliar o conhecimento técnico-científico dos candidatos por meio de situações-problema do dia a dia, o material do INEP ensina de maneira bem detalhada a desenvolver essas competências.

É possível também se preparar usando recursos próprios, ficando o candidato livre para tomar sua decisão. As matérias são as que o aluno estuda no ensino fundamental ou médio, a depender do tipo de prova que pretende fazer.

Como serão as provas do Encceja 2019

Como serão as provas do Encceja 2019

É preciso saber como é feita a divisão das matérias na prova. Como o Encceja reúne diferentes disciplinas, cada área do conhecimento tem 30 questões objetivas. Além disso, é preciso também fazer a prova de redação.

Para o ensino fundamental, o programa se divide entre 30 questões de Ciências Naturais e Matemática na parte da manhã e outras 30 de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação, História e Geografia de tarde.

Para o ensino médio, são 30 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias no período vespertino.

Uma preocupação natural dos candidatos que prestam o exame diz respeito à prova de redação. Como ela tem peso importante e funciona de maneira diferente das demais exigências, muitos acabam se sentindo inseguros em relação a essa prova.

Entretanto, não há segredo. Basta seguir uma estrutura simples logo na introdução. Assim, leia a proposta da prova, procure compreender o motivo de ela trazer aquele tema. Em seguida, mostre que você sabe de que tema se trata e escreva uma frase demonstrando aquilo que você pretende defender na sequência da sua redação. O restante do texto deve ser o desenvolvimento dessa tese.

É no próprio site do INEP que o aluno pode encontrar a chamada “Matriz de Competências e Habilidades”, que mostra exatamente o que será exigido na prova. Assim, por exemplo para a avaliação de Língua Portuguesa, é importante saber que são cobrados o domínio da linguagem, a compreensão dos textos apresentados a capacidade de argumentar, resolvendo os problemas propostos.

Como é a pontuação do Encceja

As provas objetivas recebem pontuação de 0 a 200, sendo necessário ao menos 100 pontos para o candidato ser aprovado no exame. Para a redação, a nota é de 0 a 10, sendo que 5 é a nota mínima para a aprovação.

Em resumo, tanto na parte objetiva quanto na redação, o estudante precisa acertar 50% da prova para ser aprovado.

A importância do Encceja

Mais do que um exame, o Encceja é uma oportunidade. Devido às suas exigências mínimas, ele se apresenta como uma solução democrática, pois facilita que mesmo aquele estudante sem condições para frequentar cursos regulares tenha como comprovar sua formação. Além disso, o Encceja permite ainda que conhecimentos obtidos de maneira informal, como por meio de tradições familiares e convívio social, sejam usados para resolver as questões da prova.

Para o estudante, isso permite que se sinta digno, além de abrir portas. Com o diploma, já é possível prestar concursos públicos para diferentes atividades profissionais.

Dúvidas frequentes sobre o Encceja

Conheça algumas das respostas para as perguntas mais comuns feitas pelos candidatos do exame e fique preparado para o que ele pode apresentar.

Preciso passar em todas as provas para ter o certificado?

A exigência mínima é que o candidato seja aprovado em todas as provas, atingido a pontuação de 50% em cada uma delas. É possível comprovar proficiência e fazer a prova somente nas disciplinas restantes.

Como pegar o certificado do Encceja 2019

É necessário comparecer a uma unidade de Secretaria de Educação ou de instituto federal conveniado ao INEP. No local, será preciso apresentar a sua documentação pessoal e o número de inscrição da prova. Caso a solicitação seja pelo certificado do Encceja Exterior, é preciso recorrer ao Ministério das Relações Exteriores para saber em qual embaixada ou consulado retirar o documento.

Quando sai o resultado do Encceja 2019

Embora as datas para 2019 ainda não tenham sido confirmadas, geralmente os resultados saem em novembro para o ensino fundamental e dezembro para o ensino médio, mas é importante ficar atento ao site oficial do INEP para conferir as datas.

Quem faz Encceja pode se inscrever no ProUni?

Como salientado, o Encceja é um exame certificador. Ele atribui ao aprovado a condição de certificado naquele teste. Sendo assim, no caso do candidato aprovado no Encceja de ensino médio, ele passa a ter o diploma de ensino médio em mãos, o que dá a ele condições para ingressar no ensino superior.

Para participar do ProUni é preciso fazer a prova do Enem, o que permitido para os interessados no Encceja. Com a pontuação mínima exigida por curso e instituição, o candidato pode sim fazer ProUni.

Vale lembrar: isso só é possível para a formação correspondente ao ensino médio, não valendo para o ensino fundamental.

Quem faz Encceja pode prestar concurso público?

Isso depende do tipo de concurso público em questão. Existem diferentes exigências para esse tipo de processo seletivo. Algumas instituições exigem somente o ensino fundamental, enquanto outras disponibilizam vagas para quem tem ensino médio e até superior. Como o diploma do Encceja garante a conclusão do curso em questão, ele tem o mesmo valor que os obtidos de forma tradicional, portanto, de uma maneira geral, ele permite o acesso ao concurso público, embora existam outros fatores a serem considerados.

O Encceja tem cotas?

Não, pois neste caso, se trata de um exame certificador. A Lei de Cotas vale para o ensino superior.

Como justificar uma falta?

Caso o candidato não tenha conseguido fazer o exame na edição anterior, ele precisa justificar sua falta para ter acesso à edição seguinte. Essa justificativa precisa ser feita no ato da inscrição. É preciso apresentar documentos comprobatórios como atestado médico, decisão judicial, certidão pública e boletim de ocorrência.

O Encceja acontece quantas vezes por ano?

Anualmente. Caso aprovado, o estudante pode solicitar o certificado do nível de ensino correspondente.

Quais são os requisitos para fazer o exame?

Apresentar a documentação em dia e ter no mínimo 15 anos para o ensino fundamental e 18, para o ensino médio.

Como acompanhar a inscrição após ela ser realizada?

Para entrar no sistema, você precisará criar um nome para login e senha. Com esses dados, será possível acompanhar todos os processos a partir da inscrição acessando a Página do Participante.

Como saber onde será realizada a prova?

É preciso ter atenção à divulgação do edital do Encceja. Nele será feita a confirmação da sua inscrição, bem como a apresentação das informações referentes à avaliação, como data, horário e local.

O que fazer em casos de problemas com a inscrição?

O INEP disponibiliza um canal de atendimento direto com o estudante. Ele se chama “Fala, Brasil” e pode ser solicitado pelo telefone 0800 616161. Este canal deve ser acionado em casos como do não recebimento da confirmação da inscrição pelo candidato.

Onde tirar maiores dúvidas sobre o exame?

Existem maiores informações a respeito do Encceja no site do INEP e na página do MEC. Fique de olho no edital do Encceja, pois ele costuma trazer informações completas para o aluno.

O que fazer em casos de reclamações?

Em situações assim, o ideal é recorrer à ouvidoria do INEP, a e-OUV. Nesse espaço você pode apontar problemas, fazer sugestões e contribuir com a melhora no processo para os próximos anos. As questões são devidamente analisadas e respondidas.

Existe atendimento presencial?

Sim, mas ele é restrito a Brasília. Caso necessite, você pode comparecer ao Núcleo de Atendimento ao Procurador Institucional (NAPI) ou ao Centro de Atendimento ao Estudante (CAPE)

Diferença entre Enem e Encceja

Em alguns anos, o MEC optou por substituir o Encceja pelo Enem na modalidade ensino médio. Por isso, e por se tratar de iniciativas de inclusão e incentivo educacional, as duas modalidades de exames acabam se assemelhando a ponto de confundir as pessoas.

O fato é que a existência das duas provas atende a exigências diferentes. Enquanto o Enem funciona como uma espécie de vestibular, visando o acesso a instituições de ensino superior, exigindo do aluno a certificação em ensino médio para participar, o Encceja oferece a certificação para determinada etapa de formação, podendo ela ser de ensino fundamental ou médio.

Com o Encceja (ensino médio) é possível participar do Enem e de outros vestibulares para conseguir entrar em uma faculdade.

Enfim, essas são as informações mais importantes que você precisa ter sobre o Encceja.

Confira também o guia completo do Enem 2019 para se destacar na prova.

Compartilhar
Categoria: Encceja
Tags: ENEM ENEM 2019

Pesquisar

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.