Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Fies Odontologia: veja como participar e qual a nota de corte Fies Odontologia: veja como participar e qual a nota de corte

Fies Odontologia: veja como participar e qual a nota de corte

Se você procura uma carreira que possa te proporcionar empregabilidade, valorização e boas oportunidades, o curso de Odontologia pode ser uma ótima alternativa, pois é uma profissão da área da saúde bastante visada e requisitada.

Ao todo, são cinco anos de estudos, incluindo estágios supervisionados que são obrigatórios. Devido a infraestrutura que a graduação exige, as mensalidades para este curso costumam ser altas, e pode chegar a mais de R$2,5 mil por mês.

Entretanto, a boa notícia é que existem outros meios para que o seu sonho de se tornar dentista vire realidade, um deles é por meio do Fies Odontologia, que reduzirá suas mensalidades através do financiamento, e dessa forma, caberá no seu bolso. Ficou curioso? Então continue a leitura!

Como funciona o Fies para Odontologia?

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa do governo federal que facilita o acesso ao ensino superior no Brasil. Por meio dele, estudantes em todo o país podem financiar suas mensalidades da faculdade com ótimas condições, desde taxas de juros acessíveis até formas e prazos para pagamento.

Mas afinal, como funciona o Fies para Odontologia? Funciona da mesma forma como para os demais cursos!

Durante o período da graduação, o estudante paga uma parcela a cada três meses referente aos juros do financiamento. O valor do curso é pago somente depois da conclusão, ou seja, o aluno terá alguns anos para quitar sua dívida, e dessa forma, as parcelas serão diluídas em valores menores e mais acessíveis.

Embora o Fies seja uma iniciativa do governo, o programa faz parcerias com instituições privadas, como bancos, e por este motivo, modelos diferentes de juros e contratações podem ser apresentados.

Além disso, em 2018 entrou em vigor uma nova modalidade do programa, o chamado P-Fies, e por uma reformulação do MEC (Ministério da Educação), possui novas regras.

Vale a pena lembrar que, o estudante que deseja participar do Fies, precisa ter realizado o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), e atender alguns pré-requisitos de renda, que variam de acordo com as modalidades do Fies e P-Fies, confira:

  • Modalidade I (Fies): estudantes de todo o país com renda per capita de até três salários-mínimos.
  • Modalidade II e III (P-Fies): estudantes de todo o país com renda per capita de até cinco salários-mínimos.

Atenção: a modalidade I é voltada a estudantes com baixas condições socioeconômicas, portanto, o candidato que for aprovado no financiamento, poderá financiar o curso de Odontologia com um contrato de juros zero.

Número de vagas para Odontologia no Fies

O número de vagas para Odontologia no Fies sofre variações a cada edição do programa. Por este motivo, só é possível ter acesso a este número ao certo, quando o MEC abre as inscrições. É possível consultá-las gratuitamente no site oficial do Fies Seleção.

Para este ano, o Ministério da Educação disponibilizou 110.925 vagas do Fies para exercício de 2022. Para o primeiro semestre, os estudantes terão acesso a 60% dessas vagas, equivalente a 66.555. Já os outros 40% serão para o segundo semestre.

Nota de corte para Odontologia no Fies

Ao se candidatar para o Fies, é importante ter em mente que, existem dois valores com os quais deve se preocupar, que são:

  • Nota mínima: é o necessário para se inscrever no programa, sendo 450 pontos na prova objetiva, e 400 pontos na redação do Enem.
  • Nota de corte: nota mais baixa entre os candidatos já inscritos.

O Fies utiliza a nota do último Enem realizado como critério de seleção, ou seja, será por ordem decrescente de desempenho na prova.

Além disso, a nota de corte do Fies para Odontologia varia de acordo com cada instituição de ensino, região e turno, porém, dá para se ter noção da média olhando os resultados anteriores. Por exemplo, há instituições em que a nota de corte para Odontologia fica entre 460 a 550 pontos. Já no último ano, a média de pontuação ficou em 621.

O Fies financia o material de Odontologia?

O Fies não financia o material de Odontologia. Apesar de o programa ter a finalidade de proporcionar o ingresso ao ensino superior, os custos quanto aos materiais exigidos durante a graduação ficam sob responsabilidade do aluno.

O valor dos materiais do curso de Odontologia pode variar bastante ao passar dos anos, isso porque com a evolução de tecnologias, novos equipamentos podem surgir. Além disso, o estudante poderá encontrar materiais que são mais baratos e outros que exigem um investimento maior. Os preços oscilam dependendo do local em que irá comprar. Por isso, é importante sempre realizar uma pesquisa antes para encontrar preços mais acessíveis.

Hoje, a média de gasto por aluno com a lista dos materiais para o curso de Odontologia é de R $4.500 a R $8.000 por ano. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você economizar na hora de adquirir seus materiais para o curso de Odontologia, acompanhe:

  • Pegue dicas com os antigos alunos do curso;
  • Compre em grande quantidade para conseguir possíveis descontos;
  • Faça uma cotação dos preços;
  • Em compra online, opte pela empresa com menor valor de frete;
  • Avalie as condições de pagamento.

Embora o investimento nos materiais para o curso seja importante, escolher universidades que oferecem boa estrutura em seus laboratórios é fundamental para proporcionar uma formação e ensino de qualidade, que é o caso de nossas instituições parceiras, como a Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) e a Universidade de Franca (UNIFRAN).

Como conseguir Fies para Odontologia?

Mas afinal, você sabe como conseguir o Fies para Odontologia? Para conseguir o financiamento estudantil, é muito importante que o candidato se enquadre em alguns critérios, que são:

  • Ter renda familiar de até três salários-mínimos (no caso do Fies)
  • Ter renda familiar de até cinco salários-mínimos (no caso do P-Fies)
  • Ter participado do Enem a partir de 2010
  • Ter obtido a nota mínima de 450 pontos na prova do Enem
  • Não ter zerado na redação e ter atingido a pontuação mínima de 400 no Enem

A nota mínima é exigida pelo MEC para que o estudante esteja apto para concorrer ao processo. Entretanto, é importante que o aluno tenha um bom desempenho, afinal, como já mencionamos, a nota de corte é baseada na menor pontuação necessária para aprovação.

Ao se encaixar nos pré-requisitos, o próximo passo é ficar atento nas inscrições, que acontecem duas vezes ao ano (janeiro e julho), no site oficial do Fies. Um fato interessante é que, ao longo das inscrições, o sistema do Fies atualiza em tempo real a nota de corte parcial com base na nota dos candidatos já inscritos. Assim, você poderá avaliar se tem chances de garantir o financiamento ou não, e mudar suas opções quantas vezes quiser.

Não se encaixa nos critérios para conseguir o Financiamento Estudantil? Não se preocupe!

Com o Pravaler, você consegue financiar as mensalidades do seu curso sem precisar do Enem. É simples e fácil. Faça já a sua simulação de crédito estudantil e comece a estudar Odontologia o quanto antes.

600x158 Odontologia

Texto escrito por: PRASABER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter