Financiamento Estudantil – mitos e fatos Financiamento Estudantil – mitos e fatos

Financiamento Estudantil – mitos e fatos

Que não ter dinheiro para pagar as mensalidades da educação superior deixou de ser um motivo para não estudar, isso você já sabe. Hoje em dia, há diversas formas de conseguir uma ajuda financeira para pagar o seu curso dos sonhos na faculdade que sempre quis: bolsas de estudos, desconto por desempenho ou mesmo um financiamento estudantil.

No caso do financiamento, existem algumas alternativas bem conhecidas, como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) do governo federal com iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e o PRAVALER, o maior crédito estudantil privado do país, que já ajudou mais de 150 mil alunos na conquista do diploma de ensino superior e possui parceria com mais de 500 instituições.

Porém, apesar de bem conhecido pelos estudantes, ainda existem muitas dúvidas a respeito do financiamento estudantil, principalmente depois das regras do Novo Fies que entraram em vigor em 2018. Por isso, resolvemos escrever esse artigo para desvendar as verdades e os mitos sobre esse assunto. Vamos lá?

1) Financiamento estudantil é diferente de bolsa de estudos

FATO. Diferente das bolsas de estudos que dão descontos nas mensalidades para facilitar o pagamento do curso para os alunos, o financiamento estudantil funciona como um crédito universitário: o aluno contrata esse crédito de uma instituição financeira – pública ou privada – e depois precisa devolver o dinheiro. Muitas das vezes, esse pagamento vem com juros ou correções monetárias, mas também há a possibilidade de financiar um curso com juro zero.

2) Todo financiamento estudantil é de instituição pública

MITO. Apesar de terem o mesmo objetivo de colocar ainda mais alunos no ensino superior, nem todos os financiamentos estudantis existentes são públicos. Existe o Fies, que é do governo federal, mas também há alternativas privadas, como o PRAVALER.

3) Existe só uma modalidade de financiamento estudantil

MITO. Na verdade, com o novo formato do Fies, o benefício ficou dividido entre Fies e PFies. O primeiro, destinado para estudantes com renda familiar bruta de até três salários mínimos per capita, é uma solução sem juros. Porém, as vagas são limitadas a 100 mil estudantes.

O PFies conta com a parceria do PRAVALER no qual os juros também podem ser zero dependendo da faculdade, não há limite de vagas e não é preciso comprovar renda familiar para participar.

4) Todos os alunos podem estudar com o Fies

MITO. Infelizmente nem todo mundo pode estudar usando o Fies. Para participar, o estudante precisa ter alguns pré-requisitos: ter realizado o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ter tirado pelo menos 450 pontos na prova e não ter zerado a redação. Além disso, é preciso também comprovar renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos.

Com o PFies, é possível financiar os estudos mesmo sem ter feito o Enem, o que é uma boa alternativa para quem perdeu a data do exame ou não conseguiu atingir a nota mínima. Há também outro diferencial na modalidade: para participar, o aluno deve comprovar renda familiar mensal per capita de três a cinco salários mínimos, o que abrange ainda mais estudantes.

5) O Fies tem parceria com iniciativas privadas

FATO. Com o Novo Fies, o programa passou a contar com parcerias de instituições privadas como o PRAVALER, abrangendo ainda mais estudantes que querem fazer faculdade.

Essa é uma ótima oportunidade aos alunos que não apresentaram os requisitos necessários para participar do Fies público, uma vez que as vagas são limitadas. Para contar com a opção privada, é importante entrar no site do Fies Seleção e informar no SisFies que também há interesse em outras modalidades do financiamento estudantil.

6) Posso financiar o meu curso a distância com o Fies

MITO. Infelizmente, o financiamento público só é permitido para cursos de graduação presencial. A boa notícia é que, com o PRAVALER, é possível financiar cursos na modalidade a distância. Fazer uma faculdade EAD é uma possibilidade para quem não tem tempo suficiente ou quer conciliar o trabalho com os estudos, uma vez que o aluno é quem escolhe quando e onde estudar.

Além disso, um diploma de graduação a distância possui o mesmo valor que o de um curso presencial diante do mercado de trabalho, basta que ele seja reconhecido pelo MEC.

7) Consigo financiar minha graduação mesmo sem ter feito o Enem

FATO.Ter realizado o Enem atingido a nota mínima é pré-requisito para participar do financiamento estudantil público. Porém, com o PRAVALER, não é preciso passar por nenhum exame ou processo seletivo, não tem limite de vagas e não é necessária a comprovação de renda, o que torna o contrato bem simples e de fácil acesso para mais alunos em todo o país.

8) O único financiamento sem juros é o Fies

MITO. O financiamento estudantil privado do PRAVALER também pode ser com juro zero dependendo da faculdade escolhida. Por outro lado, apesar do Fies público ser sem juros, as exigências do programa dificultam o acesso de muitos estudantes.

Além disso, é possível participar do PFies, o financiamento do governo federal em parceria com instituições financeiras, como o PRAVALER. Nessa modalidade, além de poder ser sem juros dependendo da faculdade, o financiamento também beneficia estudantes com renda familiar mensal per capita de três a cinco salários mínimos.

E tem mais: para saber se você pode participar do PFies, o PRAVALER conta com uma ferramenta que verifica se o seu perfil é adequado para o programa. Para conferir, é só clicar aqui.

Infográfico Financiamento Estudantil: Mitos e Fatos

Considerações finais

Como você leu acima, não é por falta de grana que o sonho de conquistar um diploma de ensino superior vai ficar para trás, uma vez que já existem maneiras de conseguir uma ajuda financeira para pagar as mensalidades. Entre elas, o financiamento estudantil tem sido o mais procurado pelos estudantes de todo o país, pois a taxa de juros é baixa (e muitas vezes pode ser até sem juros) e os benefícios são atrativos.

Com o PRAVALER, é possível estudar em instituições de ensino renomadas, como Anhembi Morumbi, Estácio, PUC e Mackenzie pagando menos nas mensalidades. Essa é uma ótima oportunidade para ingressar em cursos que, geralmente, possuem o valor da mensalidades mais elevado, como é o caso de Medicina, Direito e Odontologia.

Curtiu nosso artigo sobre as verdades e os mitos sobre financiamento estudantil? Agora que você já conhece o PRAVALER, faça uma simulação e veja que o seu sonho de estudar está cada vez mais próximo.

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.