Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Financiamento estudantil para pós-graduação: como solicitar? Financiamento estudantil para pós-graduação: como solicitar?

Financiamento estudantil para pós-graduação: como solicitar?

A pós-graduação é um direcionamento profissional importante para quem deseja se especializar e tentar voos mais altos na carreira. Porém, é bastante comum que o plano seja adiado por problemas financeiros.

O que muita gente não sabe é que o financiamento estudantil também pode ser uma opção para quem deseja fazer uma pós e pode ser um excelente investimento para quem quer se destacar em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo.

Quer saber como conseguir financiamento estudantil para pós-graduação e quais são as suas opções? Então anota aí as dicas que trouxemos neste post!

Modalidades de pós-graduação

Antes de tudo, é importante saber quais modalidades de pós-graduação estão disponíveis para entender quais são os critérios de avaliação do Ministério da Educação (MEC) para cada uma delas, além de avaliar qual formato se adequa melhor a sua necessidade. A seguir, vamos explicar como funciona a pós-graduação presencial e a distância. Confira!

Veja também: Como escolher a melhor pós-graduação para a sua carreira?

Pós-graduação presencial

Na pós-graduação presencial os alunos devem ir até a instituição de ensino para assistir as aulas, fazer provas ou realizar outras atividades acadêmicas. É a modalidade mais tradicional e, em geral, costumam ser presenciais as especializações na área da saúde, como a pós-graduação para Medicina e pós-graduação para Enfermagem, já que será necessário que o aluno tenha acesso à laboratórios e outros recursos para atividades práticas. Porém, vale ressaltar que existem cursos de pós-graduação presenciais para qualquer área do conhecimento.

Para esse formato, o MEC determina que, na modalidade lato sensu (que inclui os cursos Master Business Administration – MBA) as instituições credenciadas não precisam passar pelo processo de autorização ou reconhecimento dos cursos ofertados.

Pós-graduação a distância

Na pós-graduação EAD, as aulas são realizadas de forma remota, por meio de videoaulas e plataformas voltadas para o aprendizado. Eventualmente, os alunos podem ser convocados até a instituição de ensino para alguma atividade específica, realização de provas ou apresentação do trabalho de conclusão.

De acordo com o MEC, na modalidade lato sensu a distância, as instituições podem oferecer o curso apenas se apresentarem credenciamento para essa modalidade de ensino. De forma geral, os cursos com fundamentos mais teóricos, como a pós-graduação em Marketing ou pós-graduação em Administração, costumam ser os mais comuns para esse tipo de formação.

Semipresencial

A modalidade semipresencial é nada mais do que a aplicação de ambos os formatos, de forma que o aluno realiza uma parte da grade curricular de forma online, porém deve assistir as aulas da faculdade ou universidade com uma frequência maior do que no EAD, podendo ter aulas presenciais em alguns dias da semana.

Como conseguir financiamento estudantil para pós-graduação?

Por conta do alto grau de especialização em algumas formações, muitas vezes o valor total do curso pode ser bastante alto e inacessível. Porém, a boa notícia é que, assim como na graduação, o estudante pode ter acesso ao financiamento estudantil para pós-graduação e, assim, investir em diferenciais que podem ser uma grande alavanca para a carreira profissional.

Neste tópico, listamos algumas opções para facilitar o pagamento do curso. Confira!

Financiamento estudantil privado

O financiamento estudantil privado é um dos recursos disponíveis para democratizar o acesso à educação, facilitando o pagamento das parcelas do curso. Funciona assim: as instituições especializadas repassam o valor das mensalidades para a faculdade e o aluno realiza a quitação dessas parcelas com condições mais acessíveis de pagamento. De modo geral, é bastante semelhante com o Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies, porém a operação é realizada por empresas privadas que podem ou não cobrar juros sobre o crédito disponibilizado.

Na prática, funciona como qualquer outro tipo de financiamento. Porém, nesse caso, o investimento é inteiramente voltado para viabilizar o pagamento de mensalidades de cursos superiores, como a graduação ou a pós-graduação.

Financiamento com bancos privados

Considerando que o foco do Fies se restringe, na maioria dos casos, para a primeira graduação, os cursos de pós-graduação acabam ficando de fora do escopo de opções de financiamento. Nesse caso, o estudante pode recorrer ao financiamento estudantil para pós-graduação oferecido por bancos privados, como o Itaú, Santander e o Banco BV.

No entanto, é importante destacar que as regras para essa operação podem variar de acordo com a instituição financeira escolhida, incluindo limite de crédito, prazo para pagamento e taxas de juros, que costumam variar de 1 a 3% ao mês. Nesse caso, procure entender quais são os critérios de cada uma das alternativas para escolher aquela que é mais vantajosa para o seu orçamento.

Financiamento com o Pravaler

O Pravaler é um programa de financiamento estudantil que oferece crédito para cursos de graduação e pós-graduação com taxas de juros baixas ou até sem juros, dependendo da instituição de ensino.

A contratação ocorre a cada semestre e o aluno começa a pagar a próxima contratação apenas quando finalizar a anterior, evitando que as parcelas se acumulem. Além disso, a contratação é realizada de forma 100% digital e não é necessário ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para aderir ao financiamento.

Botao Simule Financiamento 1

Posso financiar a pós-graduação pelo Fies?

É uma dúvida comum: afinal, pode usar Fies para pós-graduação ou não?

Nos últimos anos, o Fies sofreu algumas alterações em sua estrutura e uma delas se refere a inserção da cursos de pós-graduação no programa, com o objetivo de aumentar o número de estudantes desse nível acadêmico. No entanto, o benefício só é válido para mestrado e doutorado na modalidade presencial, o que exclui os cursos de especialização (lato sensu) e cursos a distância. Nesse caso, o estudante ainda tem a opção de fazer o financiamento em instituições financeiras privadas.

As regras seguem as mesmas para a graduação: o financiamento será parcial ou integral e o início do pagamento do empréstimo pode ser feito um ano e meio após a formatura. Além disso, o aluno deve já estar matriculado em algum curso de pós-graduação e ter recebido nota positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

Alunos que já são contemplados com bolsas do Prosup (Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares) também não podem concorrer ao Fies.

Quer saber mais sobre o programa de financiamento do governo federal? Então confira o artigo: Como funciona o Fies e quem pode se inscrever!

Texto escrito por: PRASABER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter