Games – tipos e habilidades que você desenvolve com jogos on-line Games – tipos e habilidades que você desenvolve com jogos on-line

Games – tipos e habilidades que você desenvolve com jogos on-line

Foi-se o tempo em que os jogos eram vistos apenas como entretenimento. Hoje, é possível extrair metodologias dos jogos on-line para a resolução de problemas do nosso cotidiano e, indo além, usá-las para treinamento profissional, entrevistas de emprego e testes que avaliam o perfil de uma pessoa.

Pensando nisso, e imaginando que você – em algum momento da vida – já jogou, ouviu falar ou convive com pessoas próximas que falam muito sobre LOL (e não estamos falando da expressão laughing out loud), desenvolvemos um artigo para tirar todas as dúvidas a respeito desse mundo dos jogos eletrônicos, mostrar os mais diferentes tipos de jogos 2020 e como eles têm influenciado no mercado de trabalho.

Ficou interessado? Continue com a gente e confira!

O que são games?

Game, jogo eletrônico, jogos digitais, videogame. Todos esses termos são usados para jogos em que a pessoa que está jogando – jogador ou gamer – interage por meio de periféricos que são conectados ao aparelho, entre eles: controles (joysticks), teclados, monitores, entre outros.

Os sistemas eletrônicos – as tecnologias usadas – para um game são chamados de plataformas e elas podem ser as mais diversas possíveis, tais como: computadores, notebooks, celulares, consoles, arcade etc. Qual o melhor jogo do mundo? Como isso tem a ver com gosto, vai depender – e muito – do seu estilo e das suas preferências, mas garantimos que, com o nosso artigo, você encontrará aquele perfeito para o seu perfil! ?

Qual a diferença entre gamification, simulador virtual e eSports?

Por serem palavras semelhantes, as pessoas acabam usando game no lugar de gamification (ou gamificação, em português), ao se referir às tecnologias de treinamento profissional que são encontradas no mercado de trabalho. Entretanto, é importante entendermos a diferença dos termos – assim como simuladores virtuais e eSports – para seguirmos adiante com o tema e você possa, assim, adotar o termo mais assertivo para o que se está querendo dizer.

Em linhas gerais, a gamificação se dá ao aplicar a dinâmica de jogos em contextos diferentes do nosso dia a dia, de forma que tal situação fique muito parecida com a de um jogo. Essa estratégia é bastante comum em quaisquer atividades do cotidiano de uma pessoa, seja ao preencher documentos de trabalho ou na comunicação com os colegas.

Por meio da gamificação, é possível dar novos sentidos às ações, usar metáforas, competições e demais estratégias de jogos para engajar pessoas em um desafio, fazer com que elas colaborem entre si e trabalhem em um objetivo comum, mesmo que esse contexto seja o de trabalho. Usar as mecânicas de gamificação pode fazer com que uma equipe entenda melhor certo processo interno de determinada empresa, por meio de aplicativos, sistemas integrados, plataformas de gestão etc.

Os simulares virtuais são utilizados por empresas que desejam fazer treinamentos mais diferenciados com os seus funcionários, sem precisar colocá-los de frente com situações-problemas reais de trabalho. Essa tem sido uma das estratégias mais usadas em grandes organizações, multinacionais e startups e, acredite, tem dado muito resultado!

Os simuladores são desenvolvidos para que as pessoas tenham uma experiência com o nível de realismo bastante alto e, por conta disso, contam com softwares 3D ligados aos equipamentos imersivos, de forma que é possível mostrar determinados impactos de uma decisão, por exemplo, na dinâmica de trabalho. Diferente de games, um simulador virtual permite o desenvolvimento de habilidades necessárias para um bom rendimento do profissional.

Diferente dos dois termos anteriores, e não menos importante para os geeks, os eSports (ou jogos eletrônicos) são uma modalidade específica dos games, que apresentam os jogadores comandando demais seres em frente aos computadores, sendo que o objetivo vai depender de cada jogo.

É nessa categoria que entram alguns dos jogos mais famosos entre os gamers: League Of Legends (LOL) e Warcraft, que já possuem campeonatos internacionais com os maiores jogadores de cada país e/ou continente com prêmios de até um milhão de dólares (sim, pasme!). Com tamanha repercussão, os torneios de eSports já são transmitidos, inclusive, por emissoras nacionais e internacionais, e o marketing tem se aproveitado – e muito – da visibilidade. E tá errado?

História dos jogos on-line

Os primeiros jogos eletrônicos surgiram em 1989 e eram viabilizados por meio de ligação direta local e/ou internacional. É isso mesmo: o jogo se dava quando os jogadores se ligavam por meio de um modem de computador ou mesmo por uma linha telefônica comum – algo bem lento e totalmente instável.

Em meados de 1991 foi criado, então, o primeiro game realmente on-line – um jogo de xadrez com o sistema Java Connect. Já em 1992, surgem os BBS (Bulletin Board System), possibilitando a conexão via telefone a um sistema por meio do PC (aqui, os jogadores já podiam interagir como outras pessoas em todo o mundo).

Mais um passo largo foi dado em 1995. Com a internet mais avançado, os jogadores tiveram mais liberdade e muitos dos jogos passaram a ser disponibilizados sem custo. Nessa época, foi o boom dos Doom 2, Descent 2 e Heretic.

Com a banda larga ganhando a atenção do mundo todo, em 1997, o universo dos games passou a ser levado a sério (aí a brincadeira ficou séria!). Alta velocidade, evolução de servidores e maior abrangência de área foram pontos importantes para o início das comunidades dos jogos eletrônicos.

De lá pra cá, a tecnologia avançou em níveis extraordinários, proporcionado experiências até então inimagináveis aos gamers mais retrôs. Hoje, os games estão cada dia mais próximos da realidade, com diferentes gêneros, consoles e plataformas. Também é possível encontrar jogos on-line grátis, além das versões mais sofisticadas e pagas.

Tipos de games

Por conta do crescimento acelerado do ramo dos games, o número de pessoas interessadas nesse mercado tem aumentando consideravelmente. Mas, para entrar de vez nesse mundo, é preciso conhecer os gêneros de jogos on-line e como eles se diferenciam.

Além do tema (luta, esporte, carta, corrida, simulador, entre outros) ser fator de diferenciação dos games, o formato que ele se dá também é importante, assim como a estrutura e a plataforma (mobile, console e PC) em que está disponível. Confira abaixo a nossa lista com os principais jogos de hoje no Brasil e no mundo:

Jogos de luta

A principal característica dos jogos de luta é contar com dois ou mais personagens que se enfrentam entre si, utilizando golpes ou poderes extraordinários, geralmente em uma arena. Esse gênero se dá no formato PvP (jogador versus jogador) e é configurado para que seja possível ver cada jogador de um lado da tela – acima, ficam o temporizador e a barra de saúde dos personagens. Confira os principais games de luta a seguir:

Marvel vs. Capcom

Marvel vs. Capcom

Série de jogos on-line de luta crossover, desenvolvida pela Capcom e apresentada com personagens da Marvel Comics e Capcom. Possui conteúdo exclusivo para PS4 e é preciso criar uma conta caso deseje utilizar os recursos disponibilizados on-line.   

Super Smash Bros.

Super Smash Bros.

Um dos jogos eletrônicos mais conhecidos mundialmente, o Super Smash Bros. é uma série de games de luta com crossovers, na qual o jogador comanda os personagens da franquia de jogos vídeo game da Nintendo, enfrentando-se em batalhas.

Injustice

Injustice

Neste jogo, o personagem do Superman, diante do luto pela morte de Lois Lane nas mãos do Coringa, conquista o mundo como um tirano e divide os heróis da Liga da Justiça em dois lados. O jogo pode ser adquirido em PlayStation 4, Xbox One e PC.

Tekken

Tekken

Os jogos da série Tekken são bastante populares entre os jogadores que gostam de artes marciais, já que as lutas entre os personagens contam com os golpes da prática. O diferencial desse título é que cada botão mexe um membro do corpo do personagem (geralmente, eles são usados para o tipo de golpe, como um soco ou chute).

Mortal Kombat

Mortal Kombat

Série de jogos conhecida pelo alto nível de violência, incluindo as fatalidades (golpe final de uma luta, quando o oponente já está tonto ou desacordado). Mortal Kombat é uma das mais reconhecidas e influentes séries de jogos de luta na história dos videogames.

Street Fighter

Street Fighter

Conhecida entre os gamers pelas iniciais SF, é uma série de jogos de luta bastante conhecida, na qual os jogadores comandam os personagens lutadores em variadas partes em todo o mundo, cada uma com os seus golpes especiais.


FPS – First Person Shooters

Este gênero, traduzido para o português como tiro em primeira pessoa, foca no combate utilizando armas de fogo e recebe o nome por conta de os jogadores serem protagonistas ao longo da partida. Conheça os nomes de jogos desse gênero:

Counter-Strike (CS)

Counter-Strike (CS)

Neste game, o mais conhecido do gênero FPS, os jogadores devem optar de que lado desejam ficar no combate: terroristas ou contraterroristas. O jogo também é reconhecido por ser bastante simples e extremamente realista, sendo o favorito em todo o mundo.

Doom

Doom

Jogo do gênero tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Id Software e lançado para Microsoft Windows, Xbox One, PS4 e Nintendo. Esse game é conhecido pela navegação de ambientes, ritmo rápido e lutas com diferentes armas, além do modo multijogador e um editor de fases.

Battlefield

Battlefield

Também conhecida no gênero FPS, a série Battlefield foi lançada pela Electronic Arts junto da DICE. Teve seu início em 2002 e, de lá para cá, já conta com 16 jogos lançados e mais 18 expansões para cada um deles.

Halo

Halo

Esta franquia de jogos de tiro em primeira pessoa tem o foco em ficção científica militar e foi desenvolvida pela Bungie, produzida pela 343 Industries e, agora, subsidiada pela Xbox. Os títulos giram em torno de uma guerra nas estrelas, na qual a humanidade luta contra uma aliança teocrática alienígena.

Overwatch

Overwatch

O Overwatch conta com um elenco bastante diversificado de heróis poderosos, com os quais os jogadores podem viajar pelo mundo, matando a própria equipe e disputando metas em grandes combates.

Valorant

Valorant

Este jogo eletrônico possui personagens com habilidades bem específicas e o objetivo é ativar uma bomba para defender o próprio território. As equipes são divididas entre ataque e defesa e podem trocar de lado, vencendo aquela que fizer 13 pontos primeiro (em 24 rodadas).

Série Call of Duty

Abreviado como CoD, esses jogos on-line mesclam guerra, tiro em primeira pessoa e ação, tendo o seu início no computador e, mais tarde, expandindo-se para variados tipos de consoles.

Fortnite

Fortnite

Jogo on-line que apresenta multijogador, desenvolvido pela Epic Games e disponibilizado em diferentes plataformas de games que compartilham da mesma estrutura de jogabilidade e conta com motor gráfico de jogos.


Open World

Traduzido para o português literalmente como mundo aberto, o gênero Open World é um conceito de level design de jogos eletrônicos, no qual os gamers movem-se livremente em um mundo aberto e essa liberdade permite escolher como e quando realizar as metas e alcançar os objetivos. Listamos alguns a seguir:

Zelda

Zelda

Popularmente conhecido somente como Zelda, o The Legendo of Zelda é uma série de jogos on-line da Nintendo, que se passa em um reino de Hyrule, o que chama bastante a atenção dos jogadores pela ambientação ilusória, fantástica.

Far Cry

Far Cry

Este é para quem realmente gosta de jogos de tiro em primeira pessoa com objetivos desafiadores. No Far Cry, os gamers enfrentam cientistas malucos, monstros, mercenários, entre outros personagens que colocam agilidade e performance à prova.

Red Dead Redemption

Red Dead Redemption

Aclamado em todo o mundo, o Red Dead Redemption é o jogo eletrônico de Open World da Rockstar Games e é considerado o título com melhor avaliação da última geração de consoles. Hoje, o jogo já ganhou a versão mais sofisticada para PC, contando com novos conteúdos e melhorias no audiovisual.

Assassin’s Creed

Assassin’s Creed

Também de ação e aventura, este jogo on-line tem a história principal envolvida na rivalidade existente entre duas sociedades ancestrais: os assassinos, que desejam paz e livre arbítrio e os templários, que pretendem dominar o mundo e impor autoridade e ordem.

Fallout

Considerado também um jogo eletrônico de RPG – Role Playing Game, no qual os jogadores interpretam os personagens e criam narrativas, o Fallout têm influência da cultura americana de 1950 – pós segunda guerra mundial.

MineCraft

MineCraft

MineCraft é o jogo eletrônico mais vendido de todos os tempos – são mais de 200 milhões de cópias em todas as plataformas e mais de 126 milhões de gamers assíduos mensalmente. Nele, os jogadores exploram um mundo tridimensional e pixelizado, descobrindo e extraindo matérias-primas, construindo estruturas e combatendo inimigos controlados pelo computador, cooperando e competindo com jogadores no mundo todo.

GTA

GTA

Também um jogo bastante aclamado de mundo aberto, no GTA – Grand Theft Auto, os jogadores assumem o papel de um personagem (protagonista do enredo, traficante, assassino, criminoso) e deve cumprir as missões para progredir na história, participando de ações não lineares.


Simuladores de vida real

Em um jogo simulador de vida real, gênero bastante conhecido, os jogadores têm a missão de construir e expandir um determinado lugar por meio de planejamento estratégico, fazendo o uso de recursos disponíveis. Além disso, alguns ainda exploram as relações humanas de maneira virtual, sendo bem realistas nesse sentido. Os principais você confere abaixo:

The Sims

The Sims

Com mais de 20 anos de sucesso e mais de 20 milhões de jogadores em todo o mundo, o The Sims já chegou na quarta versão e continua ganhando adeptos conforme a sua evolução. Hoje, a última versão do jogo eletrônico quebrou diversas barreiras dos simuladores, sendo possível customizar roupas, corpo, voz e orientação sexual, tornando-se ainda mais próximo do público e das questões atuais de diversidade.

Second Life

Second Life

O Second Life é considerado mais que um jogo eletrônico. É um ambiente virtual que simula diversos aspectos da vida humana e, a depender do uso, também pode ter a função de comércio virtual ou rede social.

Habbo

Habbo

O Habbo simula a realidade de um hotel, onde a comunidade dos jogadores virtuais interage entre si. O público é um pouco mais jovem e o jogo já está disponível em nove idiomas, com mais de 300 milhões de personagens.

Virtual Families

Virtual Families

Em formato de aplicativo, este jogo eletrônico simula a vida de uma família, assim como no The Sims, porém com o foco na reconstrução de uma casa abandonada. O jogador desenvolve uma família, montando da maneira que desejar, adicionando novos membros e criando as mais variadas relações.

Vera & John Casino

Vera e John Casino

Um simulador de casino? Pois é, o universo dos games permite tudo. O Vera & John Casino foi desenvolvido para o público que quer se entreter com o jogo de forma mais interativa e divertida, com opções disponíveis para iniciantes, intermediários, até para jogadores mais experientes.


RTS – Real Time Strategy

Um dos gêneros que os gamers também adoram é o RTS – Real Time Strategy, ou seja, estratégia em tempo real. Nesse tipo de jogo, é preciso manter os recursos sem pausas, tendo como objetivo a conquista de um território inimigo por meio de estratégias de guerra. Com mapas enormes, nos RTS os personagens são únicos, mas não possuem um papel muito importante, ou seja, é preciso pensar no coletivo para ganhar nações e impérios. Veja alguns a seguir:

StarCraft: Brood War

O nome refere-se ao pacote de expansão de jogos eletrônicos StarCraft, que inclui civilizações a serem conquistadas – como Terrans, Protoss e Zergs. Possui missões novas para single players e mapas mais sofisticados para serem desdobrados e descobertos em multiplayer.

Warcraft III 

Warcraft III

Um mundo todo de aventuras, magias e mitos a ser descoberto. A versão Warcraft III apresenta alguns pontos diferentes das anteriores: as unidades são únicas e mais poderosas, chamadas de heróis (heroes). Disponibilizado em Microsoft Windows, Mac OS e Mac OS X.

StarCraft II

StarCraft: Brood War

Guerra nas galáxias é o que espera por você nesse jogo, demandando alto grau de planejamento e estratégia para vencer e dominar o espaço em tempo real. Com grandes campeonatos nacionais e internacionais, o StarCraft II tem sido um dos jogos eletrônicos mais procurados do momento.


Esportes

Os jogos on-line de esportes têm se tornado cada vez mais importante para o mercado. São competitivos, como a maioria dos esportes na realidade, possuem números grandes de partidas e séries e apresentam características de times e jogadores também reais. Confira a lista de esporte eletrônico abaixo:

FIFA series

FIFA series

Mais conhecido pelos jogadores como FIFA Football ou mesmo FIFA Soccer, essa série é composta por videojogos de futebol, com atualizações todos os anos pela Eletronic Arts. Por meio de simulação, as partidas são bastante realistas e ganham adeptos a cada novo lançamento.

Madden

Madden

Assim como a anterior, a Madden também é uma série de jogos de futebol, mas aqui estamos falando do futebol americano. Esses jogos eletrônicos são desenvolvidos pela Electronic Arts também, junto da EA Sports.

NBA 2K

NBA 2K

A NBA 2K é uma série – também com foco em simulação virtual – de jogos on-line de basquete do campeonato norte-americano NBA. Com muitos jogadores nos EUA, é um dos games mais jogados no país.

Pro Evolution Soccer (PES)

Pro Evolution Soccer (PES)

Versão japonesa dos jogos eletrônicos de futebol, a série é produzida pela Konami com orientação de 3B The Kop. Possui atualizações todos os anos e, além do PlayStation4, já está disponível nas versões para Microsoft Windows, Xbox One, iOS e Android.

Rocket League

A Rocket League é uma marca de jogo eletrônico que mescla futebol com automobilismo. Aqui, se liga no spoiler: foi anunciado que o game vai passar a ser gratuito até setembro deste ano. Os geeks piram!


MOBA – Multiplayer Online Battle Arena

Chamados de MOBA no universo dos gamers, o Multiplayer Online Battle Arena é um jogo de estratégia de ação em tempo real. Na verdade, esse gênero é um subgênero do RTS, envolvendo mais jogadores e trabalho em equipe em um mapa e/ou nível estabelecido. Listamos os principais abaixo:

Dota 2

Dota 2

O Dota 2 se dá por meio de partidas off-line e on-line, sendo que, em cada uma delas, a meta é derrotar a equipe adversária. Para isso, é imprescindível, antes, derrubar o Ancestral (Ancient) localizado no centro da base inimiga.

League of Legends

League of Legends

Chegamos ao top of mind de todo o texto. Sim, esse é o jogo mais jogado do mundo. O League of Legends, mundialmente chamado de LOL, é o jogo eletrônico mais popular nos dias de hoje. Trata-se de um game de estratégias, no qual duas grandes equipes – de cinco campeões poderosos – enfrentam entre si com o objetivo de destruir a base adversária. As rodadas são épicas e os campeonatos cada vez mais conhecidos.

Heroes of the Storm

Trata-se de um jogo eletrônico que mistura heróis e personagens de outros games da Blizzard, como os do StarCraft e da Warcraft. É um videojogo multiplayer e está disponível nas plataformas Microsoft Windows e OS X.

Heroes of Newerth

Heroes of Newerth

Desenvolvido pela S2 games e disponível nas plataformas Microsoft Windows, Mac OS X e Linux, o Heroes of Newerth é um jogo eletrônico de fantasia científica, no qual é preciso planejamento estratégico em tempo real.

Smite

Smite

Neste MOBA, você vai encontrar dois diferenciais: personagens deuses da mitologia e jogo em terceira pessoa. É um jogo eletrônico gratuito para PC e lançado pela Level Up Games.


Battle Royale

Mais um gênero em grande abrangência nos jogos eletrônicos, o Battle Royale mescla alguns pontos de exploração com sobrevivência, abordando equipamentos e armas, no qual o objetivo é ser o último sobrevivente. Confira os principais logo abaixo:

PUBG

PUBG

Traduzido para o português como campo de batalha do jogador desconhecido, o PUBG – PlayerUnknown´s Battlegrounds é uma grande marca dentro da indústria gamer, com mais de 70 milhões de vendas para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Fortnite

Fortnite

Lançado em 2001, o Fortnite se apresenta como variados modos de jogos que possuem a mesma jogabilidade e motor gráfico. Disponível para download em Windows, Mac, Apple Play e Android.

Free Fire

Free Fire

Em formato exclusivo para mobile, o Free Fire é um dos mais queridinhos dos gamers como distração momentânea, já que cada jogo dura cerca de dez minutos. Nele, o gamer é lançado em uma ilha deserta com mais 50 jogadores, onde todos buscam sobreviver.      

Apex Legends

Apex Legends

Com personagens dos mais variados tipos – soldados, misantropos, excêntricos e foras da lei, esse é um jogo que explora as habilidades peculiares de cada jogador. Ah, ponto importante: ao começar a jogar, podem passar a chamar você de lenda.


Corrida

O gênero da corrida, os jogos de carro, foi um dos jogos on-line mais beneficiados com o avanço da tecnologia. Hoje, é possível que os jogadores experimentem cenários muito próximos da realidade. Entre os mais conhecidos, existem os que exploram bastante a simulação virtual e outros que são mais arcades – existindo, ainda, alguns que mesclam entre os dois. Dá uma olhada nos melhores jogos:

iRacing

iRacing

Lançado em 2008 e já disponível nas plataformas Windows, Linux e OS X, o iRacing é um dos jogos eletrônicos de corrida mais conhecidos dos geeks. Nele, a simulação de corridas de automóveis aproxima-se da realidade, possuindo características de destaque dos demais.

Project CARS

Com gráficos super-realistas e um nível de jogabilidade bastante alto, o Project CARS é um simulador de corrida que revolucionou o gênero, saindo na frente de franquias renomadas, como Gran Turismo, Motorsport e Forza.

Need For Speed (NFS)

Need For Speed (NFS)

Produzido pelo Ghost Games, o NFS é um jogo on-line de corrida lançado pela Electronic Arts e disponível para PS4, Xbox One e Microsoft Windows. É o primeiro título do gênero que apresenta uma garagem aos jogadores, onde é possível customizar os veículos de maneira completa.

Forza

Forza

É uma série de videogame de corrida bastante reconhecido na indústria dos jogos. É voltado para consoles Xbox e Windows e publicado pela Xbox Game Studios. As últimas versões lançadas contam com uma jogabilidade melhorada, novos modos e gráficos aprimorados.

F1

F1

Um dos mais antigos e reconhecidos do gênero de corrida, o F1 foi lançado em 1993 e é licenciado pela FIA e pela Fuji Television, o que quer dizer que todos os pilotos, as equipes e as pistas simulados são licenciados e originais. Incrível, né?


Mobile

Conhecidos por ser entretenimento momentâneo (ou tira tédio em salas de espera, rs) já que estão sempre conosco, os jogos para celular são febres desde a época do jogo da cobrinha. Quem não se lembra? Com uma usabilidade bastante fácil e partidas mais curtas, os jogos eletrônicos para celular continuam em alta, sempre com novidades no mercado. Geralmente, esses jogos são adaptações da versão original console do game, em um formato um pouco mais simples e leve. Confira a nossa lista:

Arena Of Valor

Adaptado do game internacional Honor of Kings, esse game conta com uma arena de batalha online multiplayer e está disponível para Android, iOS e Nintendo Switch.

Free Fire

Pertencendo ao gênero battle royale, como vimos acima, o Free Fire também entra na nossa lista de jogos mobile exatamente por estar disponível nos aparelhos eletrônicos, tanto para Android como iOS.

PUBG Mobile

PUBG Mobile

Desenvolvido exclusivamente para mobile, o PUBG é gratuito e pode ser jogado quando e onde quiser. É considerado o jogo eletrônico de ação multiplayer mais intenso entre todos.

Fortnite Mobile

Fortnite

Também do gênero battle royale, o Fortnite é bastante conhecido em sua versão para aparelhos eletrônicos, disponível para todos os formatos.

Clash of Clãs

Podcast Pocketcast

Construir uma vila, fundar um clã e lutar uma das guerras mais épicas pelo celular? Sim, é possível. É isso que o Clash of Clãs oferece de experiência, exclusivo para mobile, em Android e iOS.

Clash Royale

Clash Royale

Conhecido por ser um game de estratégia freemium, o Clash Royale foi desenvolvido pela Supercell e está disponível para mobile, em Android e iOS.

Vainglory

Vainglory

Este jogo eletrônico é conhecido pelo gênero multiplayer on-line de battle arena e possui a sua versão para mobile, em dispositivos Android e iOS.


Cartas

Tendo como base os jogos de cartas mais tradicionais do mundo, os jogos de cartas eletrônicos disponibilizados em aparelhos celulares e computadores contam com habilidades além do raciocínio: competitividade mais acirrada e estratégia. Listamos os games mais conhecidos do gênero para que você possa aproveitar e começar a jogar agora mesmo:

Hearthstone

Podcast Pocketcast

É um jogo de cartas on-line bastante estratégico, criado pela Bizzard Entertainment. Além de ser o primeiro game gratuito da marca, é também o primeiro a ser lançado em plataformas móveis digitais.

Legends of Runeterra

Legends of Runeterra

Do mesmo mundo e cenário de League of Legends (LOL), esse é um jogo eletrônico de cartas colecionáveis, gratuito e publicado pela Riot Games. É um game bem novo, lançado em abril deste ano, e disponível para todos os dispositivos móveis.

Magic The Gathering Arena

Magic The Gathering Arena

É um TCG (trading card game ou jogo de cartas colecionáveis), ou seja, um jogo de estratégia no qual o jogador precisa montar um deck personalizado e enfrentar outros gamers, com o objetivo de derrotar o adversário.

Artifact

Artifact

Um jogo de cartas digital concentrado em batalhas entre jogadores em três pistas (chamadas de tabuleiros). A temática tem base no universo do Dota 2 – jogo de arena multiplayer on-line, já citado acima.


Outros tipos de jogos on-line

Como vimos, o leque de gêneros de jogos eletrônicos é amplo e, independente do seu gosto ou estilo, vai existir um game voltado a você. Além disso, buscamos alguns videojogos que não se enquadram nos tópicos acima, mas são altamente buscados no universo geek e possuem particularidades quanto à temática. Confira abaixo:

Guild Wars 2

Guild Wars 2

O Guild Wars 2 é um game eletrônico de RPG multiplayer, que foi criado e desenvolvido pelas empresas NCSoft e ArenaNet.

Gears of War

Gears of War

Série de jogos on-line desenvolvida pela Epic Games e com direito de publicação concedida para a Xbox Game Studios. São jogos de tiro em terceira pessoa e já ganhou o prêmio de heróis mais fortes da história (VGX).

War Thunder

War Thunder

Um dos melhores simuladores virtuais de combates aéreos, blindados e navais. A cenário ganha a atenção por se passar na Segunda Guerra Mundial e na Guerra Fria. É bastante interessante, vale a pena conferir!

World of Tanks

World of Tanks

Jogo no estilo free-to-play multiplayer on-line criado pela Bielo Russa Wargaming. Apresenta veículos de combate do século XX e o objetivo é uma gameplay de jogador versus jogador, na qual ambos controlam os seus veículos.

World of Warship

World of Warship

Outro jogo com cenário que chama a atenção é o World of Warship, com a temática de guerra naval. É gratuito e disponível para PlayStation 4, Xbox One, Mac OS Classic, Microsoft Windows.

Tipo de gamers

O universo dos jogos on-line tem desenvolvido a indústria de games, é um fato. Isso porque os gamers – ou jogadores – não se voltam apenas ao jogo em si, mas criam comunidades virtuais, marcam encontros on-line e realizam competições. Porém, nem todo gamer é igual, cada grupo possui características diferentes. Por exemplo: às vezes, por um jogador ter aparatos mais modernos ou um nível bem alto em algum jogo, ele já é conhecido com um status diferenciado em meio à comunidade que faz parte. E isso gera lucro para as marcas, né? Que contribuem para a disputa e fomentam a compra de novos consoles a cada dia.

Existe também os gamers profissionais, os que passam a maior parte do tempo jogando e levam isso como trabalho. Geralmente, esses jogadores já são visados por empresas que os patrocinam e os lançam no mercado. Confira os tipos de gamers abaixo:

Gamer casual

Geralmente interessado em games com jogabilidade simples e pouco sofisticado visualmente – como o tretis, snake e demais dos aparelhos celulares, esses jogadores dificilmente passam muito tempo nos jogos de PC. Além disso, o gênero que esse tipo de jogador prefere varia e não há preferência por um tipo de console.

Hardcore gamer

É uma pessoa gamemaníaca. Ela passa a maior parte do seu tempo destinado ao lazer jogando e, como “prêmio”, já atingiu o nível mais difícil do game de preferência. Esse tipo de gamer costuma se especializar em um estilo de jogo, conforme a plataforma, a jogabilidade e o gênero.

Retrogamer

É aquele gamer que curte as safras mais antigas dos videogames. Os retrogamers são responsáveis por não deixarem os antigos jogos morrerem e, por isso, geralmente juntam velhos videojogos e protótipos. Alguns, inclusive, criam as suas próprias cabines de arcade.

Import gamer

O famoso importador, se assim podemos chamá-lo. É aquele jogador que coleciona jogos produzidos internacionalmente. Jogos do Japão (manga, anime, jogos de história e de romance) são os que mais chamam a atenção desses gamers, que também fazem coleção dos videogames advindos de países europeus.

O interessante é que, conforme o game adquirido, é preciso contar com um dispositivo diferente – como modchips, discos de boot e gamesharks – para conseguir quebrar a proteção do software. E adivinha quem lucra aqui? O mercado dessas tecnologias, é claro.

Habilidades desenvolvidas ao jogar games

Como vimos, os jogos on-line têm ganhado a cada dia mais adeptos e servido para além do entretenimento. Várias pesquisas (incluindo uma da universidade de Denver) têm mostrado a importância de um game no desenvolvimento de atividades para a carreira, por exemplo. Ou seja, se ganhar um videogame na próxima data comemorativa, saiba que acaba de receber um ótimo aparato para exercitar o cérebro, organizar os estudos, e desenvolver a capacidade de concentração – ótimas ferramentas de um profissional muito bem preparado para o mercado de trabalho, né?

Segundo a mesma pesquisa de Denver, quem desenvolve as habilidades de um bom gamer também é possui 9% a mais de capacidade de reter informações, por exemplo. Confira abaixo algumas outras habilidades que podem ser estimuladas ao jogar videogame, segundo os especialistas:

Aumento na capacidade de concentração

Essa, com certeza, é uma das habilidades principais que pode ser desenvolvida por meio dos jogos on-line. A capacidade de concentração de um gamer é extremamente elevado, de forma que ele dificilmente tira os olhos do monitor caso alguém o interrompa com algum assunto. Essa experiência é levada para o trabalho, onde o foco é uma das premissas para ser mais produtivo ao longo do expediente.

Mentalidade com foco na evolução

Passar de fase. Tornar-se mais forte. Chegar até o chefão. A mentalidade com foco na evolução é característica clássica de jogos on-line e pode ser facilmente traduzida no dia a dia de um funcionário dentro da empresa, já que, para que a evolução ocorra, é preciso se planejar para chegar até a próxima etapa, por meio de raciocínio estratégico dos jogadores e apostando em desafios ao longo da partida e/ou da fase.

Isso se assemelha muito ao desenvolvimento de um profissional, que quebra as próprias barreiras para crescer dentro de uma organização, mas, para isso, é preciso inteligência para traçar metas e saber como trilhá-las.

Resolução de problemas

O jogo é configurado com base no objetivo que precisa ser atingido, isso é bastante claro. Só que, para isso, é imprescindível respeitar regras e resolver os problemas que surgem ao longo do caminho. Dessa forma, é preciso alinhar meta com estratégias de resolução dos problemas para tomar a melhor decisão, superando adversidades e mantendo-se concentrado no objetivo final, no que realmente é importante.

O parágrafo acima diz respeito aos games, mas cabe muito bem em um ambiente de trabalho, certo? Por isso, a resolução de problemas é uma capacidade bastante procurada pelos recrutadores e, caso você a tenha desenvolvida, tem grandes chances de estar à frente num processo seletivo. Quer treinar a sua capacidade de resolver problemas para crescer na carreira? Aposte nos jogos virtuais!

Capacidade de trabalho em equipe

Muitos jogos são colaborativos e dependem de um time todo para chegar até o objetivo comum. Por conta disso, a capacidade de trabalho em equipe também é uma habilidade de destaque dos jogadores, que precisam estar em contato com os demais o tempo todo e, mais que isso, dependem de outras pessoas para que o jogo desenrole. Aqui, o lance é cooperação e confiança.

Entre os jogos que necessitam de um trabalho em equipe, destacam-se os MMORRGS – que envolvem centenas de jogadores que assumem papeis de personagens distintos mas que precisam interagir entre si para compartilhar o mesmo objetivo ou meta parecida, e os MOBA – que envolvem diversos jogadores que trabalham em um único time em um mapa, nível ou mundo definidos pela etapa do jogo, ou seja, é uma batalhe de equipes.

Criatividade

Uma parte considerável dos jogos apresenta personagens fantásticos e contextos ilusórios, o que faz com que o jogador abra a mente e compreenda o mundo lúdico por meio da imaginação. Por conta disso, a criatividade é outra habilidade desenvolvida pelos jogadores, que estão em constante contato com o universo lúdico.

Trabalhar com o que foge do tradicional, trazer ideias inovadoras e pensar fora da caixa são três pontos que as grandes empresas, e as mais modernas também, têm buscado nos profissionais. Ou seja, mais um ponto para os gamers nesse quesito de criatividade.

Pensamento estratégico

A capacidade de concentração, assim com o foco em resolução de problemas, depende muito de um pensamento estratégico, também desenvolvido por meio de jogos on-line. Isso porque, para passar de uma fase para outra, é preciso criar um plano mental bem elaborado, é preciso planejar todos os movimentos.

E tem mais: já sabendo que essa é uma habilidade a ser desenvolvida pelos jogadores, e apostando na inovação, muitos jogos já apresentam desafios bastante complicados e que demandam um raciocínio bem acirrado – tudo isso propositalmente. Tá achando que é fácil ser gamer?

Para analisar essa capacidade um pouco mais a fundo, especialistas realizaram dois estudos – o primeiro, envolvendo jogadores de MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) e, o segundo, com jogadores de FPS (First Person Shooters). De exemplo para o primeiro tipo de jogo, foi usado o LOL (League of Legends) e o Dota 2 e, para o segundo, jogadores de Destiny e Battlefield foram recrutados.

Na pesquisa, a conclusão foi a de que o QI e a performance dos gamers de MOBA permanecem constante conforme a idade passa, caso a rotina de jogo for mantida durante a vida (como um exercício diário mesmo). Para os players de FPS, a resposta foi diferente: a performance, nesse caso, tende a diminuir um pouco conforme os anos passam.

O que isso quer dizer? Que a ligação entre jogos on-line que envolvem estratégia x alto QI é bastante similar à relação com os jogos mais tradicionais estratégicos, como o xadrez.

Agilidade

Ser ágil é sinônimo de ganhar pontos nos jogos. Por conta disso, a velocidade é uma característica bastante visada nos jogos atuais (e em qualquer outra situação, convenhamos). Os videogames estimulam que os jogadores tenham resposta rápida e precisas por meio de estímulos para, a seguir, serem recompensados por isso.

Levando essa experiência para o mercado de trabalho, pode-se concluir que as pessoas mais ligadas na rapidez de uma transmissão de informação e que saibam utilizar muito bem computadores, tablets, smartphones e tecnologias parecidas, destacam-se entre os demais.

Capacidade de aprendizado

Se os games têm a capacidade de nos ensinar? Opa, e muito! Ter uma rotina de jogos ajuda no aprendizado de coisas novas com muito mais facilidade. Isso porque os jogos eletrônicos ajudam na retenção de informações, fazendo com que os players aprendam com maior velocidade aquilo que se demorariam mais tempo para a memorização.

Facilidade com novos idiomas

Aprender um segundo idioma enquanto joga? É provável que isso aconteça com você. A grande maioria dos games são em inglês, já que possuem jogadores em todo o mundo e o idioma é língua padrão. Com isso, os termos, as falas, a narração e as orientações são na língua inglesa, fazendo com que os jogadores tenham contato com o idioma diariamente. Além disso, você também vai conversar com alguém em outro idioma, já que muitos jogos possuem campeonatos internacionais, aumentando ainda mais a sua fluência.

É possível, entretanto, habilitar a configuração de tradução para o português, mas o indicado é manter a língua padrão para acumular um bom vocabulário, melhorar a pronúncia das palavras e, claro, deslanchar no novo idioma!

Coordenação motora

Apertar uma sequência de botões, assim como digitar rapidamente no teclado de uma máquina, aprimora a coordenação motora e é por isso que essa também é uma capacidade desenvolvida em jogos que é reconhecida pelo mercado de trabalho. Mantendo uma rotina de jogos, é possível tornar-se mais ágil, porém, é importante se atentar ao efeito reverso – em doses equilibradas, o jogo só contribui para o desenvolvimento, mas cuidado para não exagerar no tempo que passa na frente da tela por dia.

Há jogos que vão além da coordenação com as mãos, exigem movimento corporal, contribuindo ainda mais para a coordenação motora. São os casos dos consoles PS3, Wii e Kinect, que contam com jogos em que é preciso praticamente dançar para passar de fase. (Tá precisando gastar umas calorias? A chance pode ser essa!).

Destreza melhorada

Se liga nessa: uma pesquisa com cirurgiões plásticos, que também são jogadores assíduos, revelou que 27% deles são mais velozes no procedimento e apresentam 37% menos de chance de cometer um erro. Bota destreza nisso, hein? Bom, caso esteja pensando em dar uma mudada na aparência, agora já sabe o que perguntar ao chegar no consultório. E aí, caro médico, você também é gamer?

Melhor memória

Outro estudo, realizado pela Federação dos Cientistas Americanos, mostrou que 90% dos estudantes lembram com mais facilidade de uma situação simulada comparado à memorização de uma leitura.

Mantém a calma

Ficar zen jogando? Também é possível. Jogar qualquer tipo de game faz reduzir cerca de 17% a produção de cortisol, hormônio responsável pelo estresse.

Melhor visão

Outro dado importante: games de ação aumentam a capacidade de alcance da visão e amplia a percepção. Mas claro, é sempre bom jogar com doses equilibradas para que isso não tenha efeito contrário, certo?

Maior tolerância a dores

Há quem tenha receio dos jogos mais violentos, mas é importante ressaltar que eles são responsáveis por diminuir a sensação de dores (queimaduras, fraturas e demais lesões) nos jogadores, tornando a resistência 65% maior que a de quem não joga.

Benefícios dos jogos on-line

Como já vimos, os jogos on-line desenvolvem capacidades cognitivas que são extremamente importantes para o mercado de trabalho. Mas não é só isso. Apostar um tempo em um videogame pode aumentar a qualidade de vida de quem joga – inclusive de pessoas com mais de 50 anos. Isso porque esses passatempos mantêm o funcionamento do cérebro e são prazerosos, mantendo o bem-estar mental.

Além disso, há outros pontos benéficos dos games on-line: além de eles estarem disponíveis a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana, alguns são totalmente gratuitos. Ou seja, além de bons, ainda são acessíveis!

Confira a nossa lista de benefícios sociais que os jogos trazem para quem faz o bom uso deles:

Potencial de inclusão

Democracia define as plataformas de jogos on-line, uma vez que, nelas, não existe diferença entre os gêneros, todos os jogos são para todos os públicos. Além disso, mulheres ocupam o mesmo espaço que homens, representando o mesmo número de usuários frequentes.

Jogos para todos os bolsos

As plataformas também possuem diferentes jogos, para todos os gostos e bolsos, além de disponibilizarem versões gratuitas de jogos pagos, ou mesmo um teste com gratuidade. Porém, mesmo que você opte por um jogo pago, não é preciso muito dinheiro – há alternativas bem similares e mais baratas que os mais conhecidos e caros.

Cérebro em funcionamento constante

Os jogos virtuais são ótimos para ativar atenção e memória, e deixam o cérebro sempre ativo. Em geral, os games melhoram a memória, a linguagem, a cognição, a atenção, a visão espacial e o raciocínio lógico. Todo o nosso sistema cognitivo precisa de esforço para se manter funcionando e, por isso, é interessante os jogos on-line inclusive para pessoas idosas.

Possibilidade de profissionalizar bons jogadores

Assim como os demais esportes, os melhores jogadores podem se destacar e fazer dinheiro com a habilidade em games. E acredite: as oportunidades para esses profissionais têm crescido a cada dia, já que os jogos permitem interação entre pessoas do mundo todo, além de encontros e campeonatos mundiais bastante visados pela mídia e pelas grandes marcas, que já patrocinam jogadores.


Desafios dos jogos on-line na educação

Hoje, os jogos possuem uma função pedagógica muito reconhecida no mundo da educação, principalmente pelo uso da gamificação como estratégias de ensino-aprendizagem. Além disso, as salas físicas têm dado espaço para as virtuais (ainda mais no cenário de pandemia), e isso tem se tornado cada vez mais tendência no ramo.

A gamificação é considerada uma maneira muito eficaz de gerar autonomia por parte dos alunos e torná-los centro do próprio aprendizado, tornando a aquisição de conhecimento mais interessante e interativa. Além disso, por meio das dinâmicas que os games trazem, é possível estabelecer uma nova relação entre aluno-professor, o que já é bastante presente no ensino a distância. No EAD, então, autonomia é a palavra-chave para definir os estudos, sendo o cenário perfeito para estabelecer a gamificação.

Alguns benefícios do uso de games já são conhecidos no setor educacional, entre eles: aumento no aprendizado de 20%, aumento de motivação e envolvimento dos alunos, jogos personalizados para o ensino de cada aluno, desenvolvimento de habilidades para resolver problemas. Alguns jogos on-line já fazem parte da estratégia pedagógica das escolas, que visam por inclusão, inovação e evolução do ensino-aprendizagem. Entre eles, destacamos: Rachacuca, Escola Games e Bebêlê.

Videogames e mercado de trabalho

De uma coisa, temos certeza: todo bom gamer sonha em ser profissional do ramo, sendo criador de games. E não é por pouco, né? Se você chegou até aqui, viu que as habilidades desenvolvidas por um jogador fazem dele um profissional excelente, capaz de se destacar em diversas áreas de atuação. Por isso, o mercado de trabalho para um gamer é grande, podendo atuar como programador, designer de games, profissional de marketing, gerenciador de projetos, produtor etc.

Além disso, há também quem sonha em desenvolver jogos, fazer parte do processo de produção e desenvolvimento de um game. A boa notícia é que esse ramo também tem crescido bastante, sendo a indústria de jogos eletrônicos uma das que mais movimenta milhões ao logo do ano e tem alto número de contratação anual também.

E aí, se identificou como um gamer em alguma parte do nosso artigo?

Esperamos ter esclarecido as suas dúvidas a respeito do universo geek e que o texto tenha despertado a sua curiosidade por entender ainda mais de jogos on-line, agora na prática. Continue acompanhando o nosso blog para ficar por dentro de demais temas, até mais! ?

Categoria: PRASABERDiversos

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.