AVALIAÇÕES DO MEC
Universidade
Curso

Curso de Engenharia de Produção Universidade Cesuca

Faça o Curso de Engenharia de Produção Universidade Cesuca com mensalidades que cabem no seu bolso.

Se preferir, FAÇA UMA SIMULAÇÃO no nosso aplicativo, clicando aqui. Disponível, por enquanto, somente no Google Play.

Sobre o Curso


exibir mais

exibir menos

Com fundamento no Projeto Pedagógico Institucional (PPI) da Faculdade Inedi o perfil do egresso tem um equilíbrio entre a formação humanística e a formação técnico-científica, enfocando o conhecimento na realidade sócio-econômica-política e cultural da região, contextualizado pela percepção de um mercado de trabalho globalizado.

O desempenho das atividades inerentes as áreas da engenharia de produção exigem uma ação profissional fundamentada no conhecimento teórico-prático aprofundado da aplicação das soluções tecnológicas e conhecimentos multidisciplinares a problemas existentes nas unidades de negócio de uma empresa.

Inicialmente esta exigência implica em uma capacitação profissional que integre conhecimentos básicos de engenharia, específicos da engenharia de produção e de outras áreas do conhecimento. Além disso, a capacitação inclui o desenvolvimento de habilidades de relacionamento interpessoal, comunicação e trabalho em equipe, na medida que são características cada vez mais importantes na atuação profissional.

Assim, o profissional dispõe de uma sólida formação conceitual aliada a uma capacidade de aplicação destes conhecimentos científicos em sua área de atuação de forma a agregar valor econômico à organização e valor social ao indivíduo.

Competências Profissionais O perfil profissional do egresso da Faculdade Inedi contempla a formação de um engenheiro capacitado a aplicar seus conhecimentos em sistemas produtivos comerciais e industriais, possuindo uma visão sistêmica. Considera-se que o engenheiro egresso do curso tenha competências profissionais para:

  • Dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros a fim de projetar, produzir e construir com eficiência e qualidade bens e serviços, considerando sempre a possibilidade de melhorias contínuas;
  • Incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema, aprimorando produtos, processos e serviços, através da aplicação de normas e procedimentos de gestão, controle e auditoria;
  • Prever a evolução dos cenários corporativos, percebendo a interação entre as organizações e os seus impactos sobre a competitividade e produtividade;
  • Compreender a interrelação das instalações de infra-estrutura com o meio ambiente, tanto no que se refere a utilização de recursos ambientais quanto à disposição final de resíduos e rejeitos, atentando para a exigência de sustentabilidade;
  • Utilizar indicadores de desempenho, sistemas de custeio, bem como avaliar a viabilidade econômica e financeira de projetos;
  • Gerenciar e otimizar o fluxo de informação utilizando tecnologias adequadas;
  • Realizar análises dos custos de produção, quer seja de materiais, quer seja do equipamento e dos recursos humanos;
  • Utilizar técnicas matemáticas e estatísticas para otimizar processos e obter informações para o correto controle dos processos objetivando a produção com a qualidade desejada;
  • Desenvolver e implantar tecnologias inovadoras e métodos modernos de projeto e produção, visando a otimização de produtos e processos;
  • Acompanhar e absorver a evolução tecnológica e desenvolver tecnologias alternativas para aprimorar o desempenho dos processos e da organização considerando as características regionais e locais;
  • Otimizar a utilização de equipamentos disponíveis, bem como o espaço físico necessário a atividades comerciais e industriais;
  • Manter um relacionamento profissional adequado baseado em moldes cooperativos, no respeito mútuo e na participação criadora;
  • Prever a evolução do mercado regional, nacional e global, direcionando a organização no sentido de melhoria de competitividade, rentabilidade e sustentabilidade.
  • Curso Autorizado pelo MEC através da Portaria Ministerial nº 265, de 27/03/2015

    Titulação: Bacharelado em Engenharia de Produção

    Duração do Curso

    Semestres: 10

    Anos: 5

    Turnos

    Noturno

    Tipos de Graduação

    Presencial

    Formas de pagamento

    Sem Juros

    Menor Parcela

    SIMULADOR

    Saiba até quanto você pode financiar

    Qual é a sua renda?

    R$

    Qual é a renda do seu garantidor?

    R$
    Você pode financiar um curso com mensalidade de até:

    R$ 453,64

    Sujeito a análise de crédito e outras comprovações
    Quero me cadastrar
    Comparar juros Pravaler X outros

    Dúvidas Frequentes

    1. O curso de Engenharia de Produção da Universidade Cesuca é reconhecido pelo MEC?

    Sim, o curso de Engenharia de Produção da Universidade Cesuca é reconhecido pelo MEC e possui nota 3.

    2. Qual a grade curricular do curso de Engenharia de Produção da Universidade Cesuca?

    A grade curricular do curso de Engenharia de Produção da Universidade Cesuca é dividida da seguinte forma:

    1º Semestre
    • Introdução à Engenharia de Produção
    • Computação 36 36 -
    • Cálculo Diferencial e Integral I
    • Desenvolvimento Pessoal e Profissional
    • Teoria Geral da Administração
    2º Semestre
    • Química Tecnológica -
    • Álgebra Linear e Geometria Analítica
    • Cálculo Diferencial e Integral II
    • Práticas Sociais e Ética
    • Desenho Técnico I
    3º Semestre
    • Cálculo Diferencial e Integral III
    • Física I - Mecânica -
    • Cálculo Numérico
    • Ciência e Tecnologia de Materiais -
    • Desenho Técnico II
    4º Semestre
    • Cálculo Diferencial e Integral IV
    • Física II – Fluidos e Calor -
    • Métodos Quantitativos e Processos Decisórios I
    • Economia
    • Mecânica dos Sólidos
    5º Semestre
    • Física III – Eletricidade e Eletromagnetismo -
    • Gestão de Custos
    • Métodos Quantitativos e Processos Decisórios II
    • Gestão da Produção
    • Ergonomia e Segurança do Trabalho
    6º Semestre
    • Metrologia e Instrumentação
    • Gestão de Sistemas da Qualidade
    • Métodos Quantitativos e Processos Decisórios III
    • Gestão e Análise de Investimentos
    • Eletricidade Aplicada
    7º Semestre
    • Termodinâmica Aplicada
    • Métodos Quantitativos e Processos Decisórios IV
    • Planejamento e Controle da Qualidade
    • Sistemas Produtivos
    • Modelagem, Análise e Simulação de Sistemas
    8º Semestre
    • Controle Estatístico de Processos Aplicado
    • Gestão da Cadeia de Suprimentos
    • Planejamento e Controle da Produção
    • Projeto de Fábrica e Instalações Industriais
    • Optativa
    9º Semestre
  • Gestão Ambiental
  • Gestão de Serviços
  • Engenharia do Produto
  • Gestão da Manutenção Industrial
  • Estágio Curricular Obrigatório
  • 10º Semestre
    • Responsabilidade Social e Ambiental
    • Trabalho de Conclusão de Curso
    • Gestão de Projetos
    • Gestão da Inovação e Empreendedorismo
    Disciplinas Optativas
    • Direito Empresarial
    • História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena
    • Economia Brasileira e Tópicos Internacionais
    • Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS
    • Fundamento em Gestão de Pessoas

    3. Qual a média salarial de um profissional formado em Engenharia de Produção?

    A engenharia de produção está entre as profissões mais bem pagas do Brasil, com salários iniciais acima dos R$ 4.000,00 O levantamento de salários do Datafolha para a indústria na cidade de São Paulo e região metropolitana, indica a média salarial de alguns cargos que podem ser ocupados por engenheiros de produção nesse setor:
    • Chefia de controle de qualidade: R$ 7.619
    • Chefia de produção: R$ 7.4.79
    • Coordenador de projetos de sistemas: R$ 11.000
    • Supervisor de engenharia: R$ 7.224
    • Gerente de controle de qualidade: R$ 11.865
    • Gerente industrial: R$ 13.788
    • Gerente de planejamento e controle de produção: R$ 15.584
    • Gerente de projetos: R$ 14.136
    • Gerente de engenharia e projetos: R$ 16.103
    • Diretor industrial: R$ 29.926
    De acordo com a Tabela Salarial da consultoria Robert Half, publicada na revista Exame, que leva em consideração o tempo de experiência do profissional e o porte da empresa onde trabalha, temos os seguintes exemplos de salário médio para cargos ocupados por engenheiros de produção: Engenheiros com 3 a 5 anos de experiência em empresas de pequeno e médio porte:
    • Diretor de Supply Chain: R$ 21.000,00 a R$ 30.000,00
    • Diretor de Operações/Industrial: R$ 20.000,00 a R$ 40.000,00
    • Gerente de Projetos/Contratos: R$ 7.000,00 a R$ 13.000,00
    • Gerente de Produção: R$ 7.000,00 a 14.000,00
    A mesma tabela salarial da Exame indica salários acima dos R$ 40.000,00 para engenheiros de produção com mais de dez anos de experiência. A pesquisa salarial do site de empregos Catho indica que um engenheiro de produção no Brasil tem remuneração média de R$ 6.228. Um estagiário em engenharia de produção ganha em média R$ 1.120 e um trainee em engenharia de produção tem média salarial nacional de R$ 2.185.

    4. Quais os objetivos do curso de Engenharia de Produção da universidade Cesuca?

    Ter espírito empreendedor, comprometimento com os resultados da empresa e saber trabalhar em equipe são alguns dos requisitos para atuar como engenheiro de produção. A área engloba um conjunto maior de conhecimentos e habilidades porque o bacharel domina conceitos em Administração, Economia e da própria Engenharia. Sendo assim, o profissional torna-se uma peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Por ter autoridade em saber integrar mão-de-obra, equipamentos e matéria-prima, ele é a indicação perfeita para atuar no avanço da qualidade e aumento da produtividade. Também gerencia recursos humanos, financeiros e materiais de uma empresa. O campo de atuação do Engenheiro de Produção é amplo, devido à grande demanda dos setores de indústria e serviços. Além do ramo industrial, o profissional de Engenharia de Produção é requisitado em hospitais, consultórios, bancos, empresas da área financeira e do setor de ensino, entre outros.

    5. Onde um profissional formado em medicina Engenharia de Produção pode atuar?

    Para quem vislumbra desenvolvimento profissional e mercado promissor para sua carreira, a Engenharia é a melhor opção. A área passa por um momento muito bom, já que há um grande crescimento deste mercado, com a constante demanda por engenheiros de todas as áreas. O campo de atuação do Engenheiro de Produção é bastante amplo, devido à grande demanda dos setores de indústria e serviços. Além do ramo industrial, o profissional de Engenharia de Produção é requisitado em hospitais, consultórios, bancos, empresas da área financeira e do setor de ensino, entre outros.

    Campus e Polos

    Esses são os campus e polos presenciais dessa universidade

    Ainda está com dúvidas? Entramos em contato.

    Deixe os seus dados aqui e ligamos pra você