Machado de Assis – vida e obra de um dos maiores escritores brasileiros Machado de Assis – vida e obra de um dos maiores escritores brasileiros

Machado de Assis – vida e obra de um dos maiores escritores brasileiros

Não são poucos os críticos que o consideram o maior nome da literatura brasileira, superando todos os outros autores. Versátil, Machado de Assis escreveu poesias, romances, dramas, contos, artigos de jornal, críticas literárias, sempre se destacando por sua grande expressividade.

Suas crônicas, contos e romances estão fortemente presentes nos vestibulares hoje em dia, bem como em livros didáticos do fundamental ao médio, nos quais seus textos são usados para o ensino da gramática em que também se exige habilidade de interpretação.

Sendo assim tão renomado e tão presente, é necessário saber quem ele foi e quais são suas principais obras. Continue acompanhando para descobrir!

Quem foi Machado de Assis?

Nascido no Rio de Janeiro, o carioca Joaquim Maria Machado de Assis, nascido em 1839, ficou órfão muito cedo. Tendo perdido os pais enquanto ainda era criança, foi acolhido por sua madrinha. Por sua condição financeira, não teve acesso aos estudos regulares, tendo de aprender muitas coisas de forma autônoma.

Chegou a ser, na adolescência, aprendiz de tipógrafo. Isso se deu por volta de 1856. Trabalhando na Tipografia Nacional, conheceu o também escritor Manuel Antônio de Almeida. Em 1858 já trabalhava como revisor em uma livraria e pouco tempo depois já estaria publicando alguns contos e algumas poesias em jornais e revistas.

O escritor, por muitos anos, residiu na Rua Cosme Velho, no Rio de Janeiro. Neste endereço, há uma lenda em que ele teria queimado várias cartas em um caldeirão, o que fez a vizinhança o chamar de “O Bruxo do Cosme Velho”, que acabou se popularizando quando o também poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu “A um bruxo, com amor” em que faz uma homenagem a vida e a obra de Machado.

Nessa fase, Machado de Assis ainda não ganhava a vida como escritor. Foi funcionário público e também chegou a ser ajudante do diretor do Diário Oficial, cuidando de algumas publicações. Sua vida foi se ajeitando e nem mesmo solteiro permaneceu, casando-se com Carolina Augusta Xavier de Novais. Com ela esteve casado por 35 anos.

Por suas contribuições para a literatura nacional, Machado de Assis chegou a receber, do Imperador do Brasil, Dom Pedro, o grau de Cavaleiro da Ordem Rosa, o que o consagra como um dos escritores mais relevantes de sua época.

Machado também foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, em 1986, chegando a ocupar o posto de presidente – sua cadeira era a de número 23. Perdeu sua esposa em 1904 e dificilmente saía de casa depois desta perda. Para homenageá-la, escreveu o poema “A Carolina”.

Machado de Assis faleceu em setembro de 1908, aos 69 anos de idade, em sua casa no Cosme Velho.

Principais obras de Machado de Assis

Listamos as 10 principais obras dentre o grande conjunto publicado pelo autor, justamente por serem as mais cobradas nos vestibulares e no Enem.

1 – Memórias Póstumas de Brás Cubas


História contada por um defunto, Memórias Póstumas de Brás Cubas é uma obra cercada de ironias e críticas à elite do Rio de Janeiro da época. Escrita em uma fase mais madura do autor, foi um divisor de águas em sua carreira e na literatura brasileira, marcando a transição do romantismo para o realismo.

  • Publicação: 1881
  • Oxford university Press
  • Gênero: Romance, Ficção

2 – Dom Casmurro


Em Dom Casmurro, o principal tema dessa obra é o ciúme. Dela é que vem a famosíssima indagação: Capitu traiu ou não traiu Bentinho? Machado de Assis não revela e deixa que seus leitores interpretem.

  • Publicação: 1889
  • Livraria Garnier
  • Gênero: Romance, Ficção, Memórias, Realismo Literário

3 – A mão e a Luva


Romance publicado nos jornais em formato de folhetins, isto é, separadamente como em capítulos de novela. A protagonista e heroína é Guiomar.

  • Publicação:1874
  • Inicialmente publicado em 20 folhetins no jornal O Globo
  • Gênero: Ficção

4 – Helena


Romance com amor proibido, surpresas e personagens dramáticos. O nome Helena é tradicional e forte na literatura, não só brasileira, mas também mundial. Também foi inicialmente publicado em formato de folhetim.

  • Primeira publicação: 1876
  • A obra foi publicada inicialmente no jornal O Globo
  • Gênero: Ficção, Romance

5 – Quincas borba


Essa é uma das mais famosas de Machado de Assis também. O personagem principal é Rubião, um ingênuo rapaz que segue as ideias do filósofo Quincas Borba. Esta obra tem altas doses de pessimismo.

  • Primeira publicação: 1891
  • Livraria Garnier
  • Romance, Ficção

6 – Iaiá Garcia


Livro que marca o fim da fase romântica do nosso autor. Temas relacionados: Interesses, poder, amores proibidos e casamentos arranjados.

  • Primeira publicação: 1878
  • Editora Núcleo
  • Ficção

7 – Ressurreição


O estilo machadiano aparece fortemente nesta obra, com traços de romance, intimidade com o leitor e pessimismo. Félix está desesperançado, já desacreditou em sua vida amorosa… até que se apaixona novamente. O nome dela é Lívia. O ciúme também marca presença nessa obra.

  • Primeira publicação: 1872
  • Editora Garnier
  • Gênero: Ficção

8 – Esaú e Jacó


Penúltimo romance de Machado de Assis, que referencia claramente a história bíblica dos dois irmãos que se tornaram inimigos. Neste livro, temos as desavenças entre os irmãos gêmeos Pedro e Paulo.

  • Primeira publicação: 1904
  • Editora Garnier
  • Gênero: Ficção

9 – Memorial de Aires


Entre os mais relevantes, este é o último romance de Machado de Assis. Seu estilo é considerado romance psicológico, sem ironia e sem sarcasmo.

  • Primeira publicação: 1908
  • Editora Garnier
  • Gênero: Ficção

10 – Casa Velha


Este é mais um daqueles que originalmente foi um folhetim. A história gira em torno de um padre que também é escritor. Ele fazia investigações para uma obra sua quando se apaixonou por Lalau.

  • Primeira publicação: 1885
  • Livraria Garnier
  • Gênero: Ficção e Romance

Presença nos vestibulares

O autor é bastante presente nos vestibulares e, dessa forma, ficará mais fácil direcionar os estudos para certas temáticas que sempre são mais abordadas e cobradas nos exames.

Nesse sentido, é importantíssimo estudar o realismo, já que essa vertente literária permitirá entender vários de seus romances de uma vez só. Busque saber mais quais são as principais características realistas e você estará, ao mesmo tempo, descobrindo Machado de Assis.

Há também uma tríade presente em quase todas as suas obras: ironia, humor e pessimismo. Isso inclusive prejudica muitos alunos na hora da interpretação. Afinal, quando saber qual ele está usando? Para compreender o contexto, é preciso ter um contato recorrente com as obras e os estudos críticos sobre o autor.

Busque também conhecer o humanitismo, a filosofia de um de seus personagens e se prepare para explicar a frase: “Ao vencedor, as batatas.” Machado também critica o cientificismo, logo, pode ser que você se depare com esse tema em algumas das questões.

Gostou desse conteúdo? Então vai gostar desses outros temas relacionados ao vestibular. Bons estudos!

Categoria: DiversosPRASABER

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.