Mercado de trabalho – confira os cursos que mais empregam no Brasil Mercado de trabalho – confira os cursos que mais empregam no Brasil

Mercado de trabalho – confira os cursos que mais empregam no Brasil

Quando saímos do ensino médio, a grande dúvida que surge na cabeça de qualquer estudante é: qual profissão devo seguir? Isso porque o mercado de trabalho é amplo e traz centenas de possibilidades, mas alguns garantem futuros mais promissores do que outros, o que dificulta ainda mais o processo de escolha de carreira.

Além disso, quem vai começar a vida profissional também tem a preocupação de encontrar profissões legais, que possuem uma boa remuneração e que ainda permita que desenvolvam funções que o estudante goste e se identifique.

Por todos esses questionamentos, não é fácil decidir qual profissão seguir, mas estamos aqui para te ajudar com isso! A primeira dica é atentar-se para o que está em alta no mercado e entender como as suas habilidades podem contribuir para o setor desejado.

Se mesmo assim, você continua com dúvidas, vamos te mostrar algumas profissões em alta para 2020 e ainda as profissões que deixarão de existir no futuro. Continue com a gente ?!

Profissões em destaque

Os destaques de carreiras para o futuro são aqueles que estão preparados para a evolução do mundo e, mais do que isso, vão contribuir para tal avanço. Hoje, o mercado conta com cargos e funções que eram pouco conhecidos ou até mesmo nem existiam e, ainda, com uma nova geração de profissionais, o modo de lidar com o negócio e os conhecimentos da humanidade foram potencializados.

No entanto, ao mesmo tempo em que as novas profissões estão sendo valorizadas, algumas carreiras tradicionais também contribuem cada vez mais para a evolução do futuro do Brasil. Confira as profissões que estão em destaque em 2020:

Com ensino superior

Dentre as que exigem o diploma de ensino superior em alta estão algumas profissões na área da saúde, inovação tecnológica, administrativa, jurídica e àquelas que buscam a sustentabilidade. Os destaques são:

Medicina

Uma das áreas que menos sofre impactos no mercado de trabalho. Isso porque contempla o cuidado humano em diversas frentes. Os setores em destaque são enfermagem, psicologia, medicina clínica e fisioterapia.

Tecnologia da Informação

O mundo está cada vez mais tecnológico e automatizado. Para permanecerem ativas no mercado, as empresas buscam profissionais que entendam e implementem ferramentas tecnológicas. As áreas com mais procura são de programação, big data, engenharia de software e segurança da informação.

Marketing

A experiência entre marca e consumidor é assunto cada dia mais em alta. Por esse motivo, profissionais de marketing estão entre os mais requisitados e com expectativas de crescimento. Marketing digital, e-commerce, UX e marketing de conteúdo são alguns dos setores em ascensão.

Direito

Uma área tradicional no mercado, mas que continua em crescimento, o profissional de direito é fundamental para empresas e tem chances de evoluir até mesmo com o próprio escritório. Dentre as vertentes em alta, estão o tributário, trabalhista, recuperação judicial e segurança de informação.

Gestão Ambiental

Outro tema muito discutido no mercado atual é a sustentabilidade e qualidade de vida do planeta e das pessoas. É por esse motivo que áreas que envolvam a gestão ambiental estão  ganhando espaço nas empresas. Engenharia ambiental, hídrica ou florestal, gestão de resíduos e biotecnologia são as áreas destacadas.

Sem ensino superior

Apesar de um diploma de curso superior contar – e muito – na contratação do profissional, algumas profissões não levam isso como exigência obrigatória. No entanto, é fundamental investir em cursos de capacitação e aperfeiçoamento de técnicas para evoluir na carreira escolhida. Os destaques para profissões sem ensino superior obrigatório são:

Beleza

O cuidado pessoal foi sempre tema em alta nas rodas de conversa. E isso impacta constantemente na evolução desse mercado. Além disso, as novas tecnologias implementadas no setor da beleza contribuíram ainda mais para sua expansão. As áreas em destaque ficam para cabeleireiros, esteticistas, massagistas e designer de unha.

Produção de alimentos

Necessidade básica de qualquer ser humano, o setor alimentício é um dos que mais contribuem para a economia no país. Com o aumento da preocupação das pessoas com a saúde, alimentos orgânicos e com níveis nutricionais elevados são intensamente procurados, causando um aumento na busca por profissionais na área. Nesse contexto, agricultura, buffets orgânicos e produção de alimentos que não sejam de origem animal ganharam espaço no mercado brasileiro.

Cuidados com pets

As famílias brasileiras estão cada vez mais tratando seus animais como membros de sua família, e isso potencializou o mercado e cuidados e estética de pets. As funções em alta no setor são tosadores, treinadores e petcare.

Conteúdo digital

Nem sempre atuar com o mercado digital exige a formação em curso superior. A área, em grande evolução e destaque, fez com que a criação de conteúdos digitais se tornasse um mercado rentável na economia brasileira. No entanto, para encarar e se dar bem é preciso muita criatividade. Para seguir com a profissão, os setores mais buscados são de edição de vídeo, animação, roteirista ou até mesmo apresentador (como youtubers e influenciadores).

Mecânica

A automatização de equipamentos na linha de produção ou ainda a evolução do setor automotivo, com o surgimento de veículos híbridos e elétricos, fez com que o profissional em mecânica seja ainda mais requisitado e, consequentemente, precise de mais capacitação. Hoje, as profissões em alta desse setor são técnicos em manutenção de equipamentos industriais, mecânicos reparadores de veículos automáticos, híbridos e elétricos e ainda importador de peças para reparação.

Profissões com os maiores salários

A média salarial das profissões variam de acordo com diversos fatores, como a região em que atua, a empresa e a função desenvolvida. No entanto, alguns cargos contam com benefícios acima da média.

Confira uma lista com cargos que exigem diplomas de faculdades que ganham bem no mercado e ainda profissões que ganham bem e não precisam de faculdade para isso:

Com ensino superior


  • Medicina: salário médio inicial de R$ 8.460;
  • Engenharia: salário médio inicial de R$ R$ 5.768;
  • Tecnologia da Informação: salário médio inicial de R$ 5.971;
  • Odontologia: salário médio inicial de R$ 5.367;
  • Direito: salário médio inicial de R$ 4.104.

Sem ensino superior


  • Técnico em Jogos Digitais: salário médio inicial de R$ 6.500;
  • Auxiliar Judiciário: salário médio inicial de R$4.400;
  • Técnico em Inspeção de Equipamentos: salário médio inicial de R$ 4.127;
  • Ferramenteiro de Manutenção: salário médio inicial de R$ 3.892;
  • Projetista Mecânico: salário médio inicial de R$ 3.810.

Profissões em extinção

É importante que você também acompanhe as profissões extintas ou que correm riscos de não existirem mais nos próximos anos, assim, garante que a sua escolha de carreira não seja frustrante. Confira uma lista com as profissões que poderão se tornar obsoletas:

  • Profissional de Telemarketing;
  • Agricultor;
  • Contador;
  • Anestesista;
  • Recrutador de Recursos Humanos.

Teste as suas aptidões e habilidades profissionais

Seja qual for a sua escolha, lembre-se de que é essencial compreender o seu perfil profissional, testar as suas capacidades para o mercado e, principalmente, entender as atribuições que mais se identifica. Dessa forma, será muito mais fácil encontrar a sua profissão e se dar bem no setor.

Para dar um empurrãozinho no processo de escolha, ainda é possível realizar testes de aptidão ou ainda testes vocacionais em sites especializados, assim, se você estiver em dúvida sobre qual área seguir, fica muito mais fácil decidir qual carreira o seu perfil se encaixa melhor.

Categoria: DiversosPRASABER

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.