Em Pernambuco, alunos do 1° ao 5° ano do ensino fundamental da rede privada retomam nesta terça-feira (17)

Cerca de 52 mil alunos devem retornar às aulas no esquema de rodízio.

Em Pernambuco, alunos do 1° ao 5° ano do ensino fundamental da rede privada retomam nesta terça-feira (17)Em Pernambuco, alunos do 1° ao 5° ano do ensino fundamental da rede privada retomam nesta terça-feira (17)

Por PRASABER

Estudantes do 1º ao 5º ano, da rede privada de ensino retornam às salas de aula, hoje (17), após sete meses de paralisação por conta da pandemia da Covid-19. Com isso, cerca de 52 mil alunos do ensino fundamental devem retornar às aulas no esquema de rodízio.

No total, a rede privada conta com 209 mil alunos matriculados do 1° ao 5° ano. Os números são do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (Sinepe). Seguindo protocolos sanitários, as escolas devem aferir a temperatura das crianças, logo na entrada, bem como estas devem usar a máscara durante todo o tempo.

No Colégio Dom, em Olinda, de acordo com o diretor da instituição, Arnaldo Mendonça, a estimativa é que apenas 25% dos alunos voltem a comparecer à sala de aula. “Na última sexta fizemos uma reunião com pais com todas as orientações. Pedimos aos pais para conscientizar as crianças e mandamos roteiros com medidas preventivas. Fico muito tranquilo com o retorno. Durante a experiência com ensino médio e com ensino fundamental II não houve problema e assim deve permanecer”, destacou.

O diretor ainda explicou que os alunos vão ter aulas em sistema híbrido (parte em casa, parte presencial), com aulas transmitidas em tempo real, para os que estão em casa. Às crianças que retomam hoje, um sistema de rodízio foi implantado no colégio. Parte das crianças vão em dias pares e parte em dias ímpares. Segundo o Sinepe a estimativa é que 150 mil alunos voltem às salas de aula, em forma de rodízio, com o retorno do ensino do 1° ao 5° ano, no Estado.

Ensino Infantil

Na próxima terça é a vez das crianças da educação infantil retornarem às salas de aula. De acordo com Arnaldo Mendonça, que além de diretor do colégio DOM, também é diretor do Sinepe o uso da máscara é obrigatório para todos os alunos, inclusive para os da educação infantil. “As escolas em geral exigem o uso para essas crianças com 2 ou 3 anos, mas algumas estão sendo maleável”, explica o diretor. No ensino infantil, hoje são cerca de 100 mil alunos. Na volta às aulas, cerca de 30 mil devem retornar às salas, estima o Sinepe.

Compartilhar

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.