Projeto Lá Vem o Enem 2020 – jornal da Paraíba lança plataforma de correção de redações

O serviço é gratuito e formado por uma equipe de professores especialistas que fará análise de mil textos mensais.

Por PRASABER

Nesta segunda-feira (21), o jornal da Paraíba estreou o projeto Lá Vem o Enem 2020, uma plataforma gratuita de correção de redações. O serviço é uma das iniciativas do projeto multiplataforma que envolve veículos da Rede Paraíba de Comunicação, com conteúdos no G1 Paraíba, TVs Cabo Branco e Paraíba, CBN Paraíba e Jornal da Paraíba.

Para ter acesso ao sistema, os candidatos interessados poderão se inscrever na página especial criada para a ação, no Jornal da Paraíba.

Como irá funcionar? Mensalmente, uma equipe de professores vai escolher um tema atual com grandes chances de cair na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quem estiver interessado, vai poder conferir a proposta de tema com os materiais de apoio e ainda baixar a folha de redação no site, que possui um layout semelhante ao oficial. Para os alunos que não possuem impressora, é permitido redigir o texto em uma folha pautada, de caderno tamanho A4.

Ao concluírem a redação, os estudantes precisam tirar uma foto em boa qualidade e voltar ao Jornal da Paraíba para enviar para análise. Por meio de uma parceria com a Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), um time de professores da empresa Redação Interativa vai fazer as correções apenas nas mil primeiras de cada tema. Após a análise, o estudante vai receber um relatório com as observações e a pontuação nas devidas competências, junto da nota geral.

O primeiro tema é “Os cuidados com a saúde mental no Brasil” e já está disponível. Para ajudar os alunos, a edição desta semana do podcast CBN do Lá Vem o Enem fez uma discussão sobre o assunto, recebendo um psiquiatra e um professor de redação para analisar como a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social trouxeram um alerta para o equilíbrio psicológico dos cidadãos.

O programa Paraíba Comunidade também realizou uma edição especial sobre a proposta e pode servir de base para os alunos. Antes de usar a plataforma, leia as instruções de uso do sistema de correção de redações do Jornal da Paraíba.


Fonte: G1

Compartilhar