UFRGS – inscrições abertas para o vestibular EAD 2021 de Ciências Biológicas

Seletiva se dará por meio da nota do Enem; ao todo, são 191 vagas ofertadas para o curso de Licenciatura em Ciências Biológicas na modalidade EAD.

UFRGS – inscrições abertas para o vestibular EAD 2021 de Ciências BiológicasUFRGS – inscrições abertas para o vestibular EAD 2021 de Ciências Biológicas

Por PRASABER

A UFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, abriu as inscrições para o processo seletivo 2021 do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas na modalidade a distância. Os interessado devem se inscrever pela página do vestibular até o dia 26 de abril, sem pagar taxa. 

Oportunidades

Nesta seletiva, a Universidade está oferecendo 191 vagas distribuídas entre os seguintes polos educacionais de apoio presencial:

  • Porto Alegre – 66 vagas
  • Imbé – 29 vagas
  • Gramado – 39 vagas
  • São Francisco de Paula – 27 vagas
  • Jacuizinho – 30 vagas

É importante lembrar que a UFRGS destina metade das vagas para pessoas de baixa renda, pretos, pardos e indígenas (PPI) e pessoas com deficiência, conforme prevê a lei de cotas.

Processo seletivo

O vestibular EAD de Ciências Biológicas da UFRGS será realizado por meio da análise de notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizados entre os anos de 2015 e 2020. Para participar, é imprescindível que os estudante tenha obtido, no mínimo, 1.500 pontos somando todas as provas.

O resultado do processo seletivo está previsto para o dia 03 de maio. Para mais informações, acesse o edital do vestibular ou entre em contato pelo [email protected].

Sobre a UFRGS

Com mais de 100 anos de história, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com sede em Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul, é uma instituição de ensino reconhecida nacional e internacionalmente, com cursos em todas as áreas e em todos os níveis, desde o ensino fundamental até a pós-graduação.

Alguns diferenciais contribuem para esse reconhecimento. São eles:

  • qualificação do seu corpo docente, composto em sua maioria por mestres e doutores;
  • atualização permanente da infraestrutura dos laboratórios e bibliotecas;
  • incremento à assistência estudantil, bem como a priorização de sua inserção nacional e internacional.

Compartilhar