O que é banco de dados e como se destacar no mercado de trabalho O que é banco de dados e como se destacar no mercado de trabalho

O que é banco de dados e como se destacar no mercado de trabalho

Uma das maiores conquistas proporcionadas pela revolução tecnológica é a tomada de decisões baseada em dados. Esses dados, antes de serem interpretados, precisam ser armazenados. Desde informações sobre os hábitos de consumo de um cliente, até a informações sobre a produtividade de uma equipe, todos têm valor e precisam de um abrigo e proteção, fornecidos pelos bancos de dados. Se você está se perguntando: o que é banco de dados? Calma, a gente já vai chegar nessa parte. 

A proteção, nesse caso, é necessária porque parte considerável das informações que orientam as decisões de grandes empresas são confidenciais. Já pensou se um banco não protege os dados referentes às transações de seus clientes? É para falar sobre essas questões que criamos esse conteúdo. Além de explorarmos o que é banco de dados, também olharemos para a diferença entre dados e informações e como toda essa estrutura pode influenciar a vida dos profissionais de tecnologia. 

Você sabe por que dados e informações são diferentes?

Antes de falarmos sobre o que é banco de dados, é importante deixar uma explicada: dados e informações são coisas diferentes. É como se os dados fossem os fatos em sua forma mais bruta, tão primários que não fazem sentido sem algum tipo de complemento. Paralelo a isso, as informações são grupos de dados, organizados de uma maneira que transmitam uma mensagem. 

Por exemplo, o número 209.3 milhões é um dado. Agora, quando dizemos: o Brasil atualmente tem 209.3 milhões de habitantes, nós temos uma informação. É fundamental entender essa diferença, porque o trabalho dos profissionais de tecnologia é diretamente afetado por ela. Mas essa parte a gente vai guardar para o final… ?

Tá, mas afinal, o que é banco de dados?

Podemos encarar como banco de dados todos os conjuntos de dados, armazenados em um mesmo local e que, quando organizados, nos fornecem informações relevantes. A explicação é simples, mas existe muito mais por trás desse nome.

Para que você tenha uma ideia do caminho percorrido, quando o assunto é banco de dados, a lista telefônica, aquele livrão antigo que continha diversos telefones comerciais e residencias, é um tipo de banco de dados. Com a evolução das tecnologias que temos à nossa disposição, os seus formatos também evoluíram. 

Aqui neste conteúdo, nosso foco são os bancos de dados digitais, que armazenam uma gigantesca quantidade de informações e são considerados partes fundamentais de qualquer empresa bem-sucedida. 

Quais são as linguagens vigentes?

Todo banco de dados contemporâneo é administrado através de um SGBD, Sistema Gerenciador de Bancos de Dados, que são softwares usados para gerir a base de dados. Para que essa mágica aconteça, o SGBD precisa usar um tipo de linguagem +SQL (Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada)+. Vamos apresentar as linguagens mais usadas no mercado atualmente:

  • SQL: uma das linguagens de programação mais populares;
  • Oracle; linguagem criada na década de 70 e que segue vigente em tempos atuais;
  • MySQL: um software livre, com código fonte aberto;
  • FirebirdSQL: tem código fonte aberto e roda na maioria dos sistemas Unix;
  • MSQL: um pequeno sistema criado pela Hughes Technologies que trabalha mais com o uso eficiente da memória;
  • Microsoft Access: um SGBD que vem junto com o Pacote Office da Microsoft.

Como tudo isso pode influenciar a vida dos profissionais da tecnologia?

Como mencionamos ali em cima, os bancos de dados são geridos por softwares. Quem desenvolve cada um deles? Quem cuida do seu constante aprimoramento? E da segurança de toda essa estrutura? Para todas essas perguntas, a resposta é a mesma: profissionais de tecnologia!

Isso significa que toda essa história de decisões baseadas em dados representam um mar de oportunidades para desenvolvedores, arquitetos da informação, BIs e vários outros profissionais do universo da tecnologia. Então, se você se deparar com uma daquelas empresas que fazem questão de basear todas as suas decisões em dados comprovados e sólidos, ela provavelmente valorizará quem liga com esse tipo de tecnologia.

Acha que esse pode ser um bom caminho para você?

Se você tem vontade de entrar para o mundo da tecnologia ou já faz parte dele e, depois de entender o que é banco de dados, ficou com vontade de tentar uma oportunidade nessa área, não perca tempo e invista nisso! Lembre-se que as pessoas vitoriosas, em algum momento, precisaram tentar coisas novas e assumir riscos. 

Um ótimo jeito de começar e buscar mais informações e cursos sobre as linguagens que te mostramos no tópico “quais são as linguagens vigentes”. Chegar em uma entrevista de trabalho já familiarizado com o que existe de mais atual no mercado com certeza contará muitos pontos a seu favor. 

O seu primeiro passo pode ser conferir essas certificações em SQL, oferecidos pela Microsoft

Aproveite que você já está nesse clima de estudos, e leia também o nosso conteúdo O que é um roadmap de produto e como fazer o seu em 8 passos

 

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.