Primeiro estágio – quando devo começar a procurar? Primeiro estágio – quando devo começar a procurar?

Primeiro estágio – quando devo começar a procurar?

Após a entrada na faculdade, apesar de ser o fim de um ciclo de estudo árduo para passar no vestibular, outra preocupação começa a tomar conta dos estudantes: o estágio. Isso porque, após os primeiros anos (ou mesmo os primeiros semestres), é importante pensar no assunto para começar a planejar uma carreira e entender um pouco das oportunidades no mercado que a graduação pode oferecer.

Antes de mais nada, é importante falar: calma, é normal se sentir perdido no início. São muitas as possibilidades a depender do seu curso e, por isso, o leque de opções para estagiar também pode ser grande. Além disso, a concorrência – dependendo da empresa ou companhia – pode ser alta, o que gera bastante ansiedade nessa etapa. Algumas perguntas devem passar pela sua cabeça enquanto graduando: será que estou atrasado para iniciar no mercado? Quando devo começar a procurar um estágio? A partir de que semestre pode estagiar?

São muitas as dúvidas, não é? Por isso, estamos aqui para ajudar. Hoje, vamos falar um pouco do primeiro estágio e quando você deve começar a procurá-lo. Ficou interessado no assunto? Continue com a gente e boa leitura!

A importância do primeiro estágio

Uma coisa é fato: o desenvolvimento profissional dos alunos que iniciaram carreira ao longo da faculdade com um estágio é bem melhor e mais fácil comparado àqueles que preferiram esperar o término do curso para procurar um emprego. Isso porque há infinitas habilidade a serem aprendidas, desenvolvidas e corrigidas enquanto se estuda, além da possibilidade de aliar teoria e prática para um melhor desempenho nas disciplinas da graduação.

A experiência do estágio no currículo é de extrema importância para as grandes empresas e, com certeza, você ganhará destaque entre os demais se optar por esse caminho. Além disso, estudos comprovam que os alunos que se formam sem nenhuma prática têm menos chances de serem contratados e conseguirem o primeiro emprego.

Com isso em mente, vamos falar um pouco da importância do primeiro estágio. A partir do segundo semestre da faculdade, ainda no primeiro ano, já é possível procurar alguma oportunidade na sua área, mesmo que em funções mais amplas. É normal não se identificar com o primeiro estágio e é exatamente por isso que ele é tão imprescindível. Apenas apostando e se arriscando nas áreas é que você saberá qual caminho trilhar e com qual ramo tem mais aptidão.

Dessa forma, após a primeira experiência estagiando, é possível opinar sobre determinada área de atuação que o seu curso proporciona e testar diversas possibilidades ao longo da graduação, encontrando-se conforme os anos passam e saindo mais bem preparado para o mercado após a formação.

Como montar seu currículo

Para montar um bom currículo, é preciso ter experiência profissional. Porém, como fazer se essa é a sua primeira vez? Há diversas maneiras de montar um currículo para o primeiro emprego, fique tranquilo. As vagas de estágio já são abertas exatamente para alunos e, por isso, as empresas já sabem que experiência anterior não será o critério de avaliação no processo seletivo. Dessa forma, você pode explorar outras habilidades, cursos e aptidões que tenha, além de citar que está cursando faculdade, é claro.

Como colocar que está cursando faculdade no currículo? Essa deve ser a primeira informação, citando o curso, o nome da faculdade que está cursando, o período que está e o que você pretende com qual experiência. Não tenha medo: as empresas estão acostumadas em receber currículos de quem pretende estagiar e, por isso, já se preparam para a realização de entrevistas de emprego com foco em habilidades, aptidões, gostos e soft skills dos estudantes. Para ajudar você a desenvolver um bom currículo para conseguir estágio rápido, listamos alguns pontos que devem aparecer, confira abaixo:

Experiências e atividades extracurriculares

Como falamos acima, se esse for o seu primeiro estágio, não há experiências anteriores a serem acrescentadas. Porém, caso já tenha estagiado, não esqueça de mencionar a atividade no seu currículo, ok? É importante colocar quais eram as suas responsabilidades no local em que atuou e quais foram os seus aprendizados com o aquele trabalho.

Além disso – e aqui serve também para os estagiários de primeira viagem – é interessante mencionar as atividades extracurriculares, ou seja, tudo aquilo que você tem feito para além da sala de aula, como grupos de estudos e cursos que toda universidade disponibiliza fora da grade curricular. Dica: se você entrou agora para a faculdade e ainda não buscou uma atividade desse tipo para fazer, é hora de correr atrás!

Portfólio

Ué, mas só quem já trabalhou tem um portfólio. Se esse foi seu pensamento ao chegar até aqui, saiba que isso não é real. Todo portfólio realmente tem a finalidade de mostrar os trabalhos já realizados e as suas habilidades em determinada atividade, porém, ele pode ser fictício.

É isso mesmo: suponhamos que você esteja à procura de um estágio na área de design, certo? Desenvolver uma arte, uma linha de campanha ou qualquer outra peça que mostre o seu conhecimento nas principais ferramentas pode ser o suficiente para que você conquiste a vaga! 😊

Agora, caso você já tenha trabalhado ou estagiado, é importante colocar os seus trabalhos para que as empresas saibam com o que você já teve contato, com qual setor já atuou e quais são os seus conhecimentos em tal assunto. É bom caprichar aqui e selecionar os seus melhores trampos até agora, ok?

Porém, além do portfólio que conhecemos tradicionalmente, há um outro tipo: o portfólio acadêmico. Nele, são colocadas todas as atividades e trabalhos já realizados ao longo da graduação, em todas as disciplinas, arquivando de maneira organizada tudo o que já foi feito nesse período: atividades, trabalhos, exercícios, pesquisas, seminários etc.

Carta de apresentação

Quem é você e por qual motivo o estágio deve ser seu? Com isso em mente, é hora de partir para a carta de apresentação. Nela, de maneira sucinta e bastante sincera, você deve contar um pouco da sua história, quais os seus gostos, os motivos que te levaram para tal curso e mencionar a importância daquele estágio para o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Porém, apesar de ser uma carta pessoal, é importante seguir algumas recomendações para não falhar nessa etapa. Insira as suas habilidades e suas conquistas, mas lembre-se de que isso deve sempre estar ligado com a vaga. Além disso, é legal que você faça uma carta de apresentação que vá de encontro com a cultura da empresa, ou seja, leve em consideração se é uma multinacional, uma startup ou uma instituição financeira, por exemplo, e adeque a linguagem. Se puder, dirija a carta para a pessoa que vai ler (essa informação geralmente vem na descrição da vaga) e insira o seu nome no documento.

Entrevista de estágio

Após o envio dos currículos e um tempinho na busca por um estágio, eis que surge a oportunidade e chega a hora da entrevista. Por ser algo novo para muitos dos estudantes, essa etapa também pode gerar ansiedade. Mas não precisa se preocupar: com algumas dicas e um pouco de atenção aos detalhes, é fácil se sair bem na entrevista de estágio.

A depender da área ou da empresa que você foi selecionado, a etapa da entrevista pode conter alguns testes e dinâmicas em grupo, sendo um processo seletivo mais longo. Em outros casos, você pode conseguir um estágio em seletivas mais rápidas, as quais avaliarão o seu perfil após o currículo. Listamos algumas instruções para que você mande bem nessa etapa, confira abaixo:

Conheça a empresa

Muitas vezes, por ter enviado currículos para várias vagas, pode acontecer de você não gravar todos os lugares para os quais se candidatou. Por conta disso, assim que for chamado para a entrevista, é hora de conhecer melhor a empresa ou companhia para não chegar totalmente perdido, saber o básico a respeito daquele trabalho.

Demonstre interesse pela vaga

Busque um pouco sobre a história da empresa, assim como os seus valores e missões, para que perguntas como “por qual motivo gostaria de trabalhar aqui?” não te peguem de surpresa. Procure saber um pouco mais sobre a vaga, com o que a empresa trabalha e qual o setor de atuação – pode parecer pouco, mas muita gente é eliminada na entrevista do primeiro emprego por não ter tido o mínimo de interesse em conhecer o local.

Além disso, demonstre interesse por aquela vaga, por ocupar tal posição e ter muito o que aprender com aquele estágio. É importante ser comunicativo, simpático e demonstrar certo entusiasmo – só cuidado para não parecer “forçado” demais, é claro. Seja questionador e tire todas as suas dúvidas a respeito da empresa e da vaga, esse interesse costuma ser decisivo para os recrutadores.

Postura profissional

Em entrevistas de emprego, as pessoas costumam avaliar a sua linguagem corporal. Por esse motivo, é importante manter uma postura adequada ao longo do papo, agindo naturalmente, sem exagerar nos gestos, e demonstrar bastante segurança e tranquilidade.

Pontualidade

Nem precisa dizer que esse ponto é imprescindível para uma entrevista de primeiro estágio, não é? Chegar atrasado já não é ideal para qualquer ocasião, tratando-se de emprego chega a ser inadmissível (claro, existem exceções, mas nada que um bom planejamento não evite 99% dos casos).

O descompromisso com o horário pode demonstrar o quão desorganizado você é com a sua rotina e, consequentemente, com o futuro trabalho que está prestes a iniciar. Ou seja, é outro ponto decisivo para os recrutadores.

Conheça o local com antecedência

Para garantir a pontualidade no dia da entrevista, o ideal é que você conheça o local com antecedência. Dessa forma, caso tenha a possibilidade, vá até a empresa no dia anterior, conheça os caminhos que podem ser seguidos e se prepare com o horário levando em consideração o trânsito ou qualquer outro imprevisto que pode surgir.

Dica de ouro: caso o trajeto dure cerca de vinte minutos, saia com meia hora ou quarenta minutos de antecedência. Assim, além de ter uma folguinha no tempo para qualquer situação inesperada pelo caminho, você também pode chegar com calma ao local, sem afobações.

Fale sobre seus objetivos profissionais

Falar sobre onde você quer chegar profissionalmente chega a brilhar os olhos de quem está te entrevistando, de verdade. Isso porque, com isso, é possível demonstrar com clareza o seu foco, os seus objetivos e o quão organizado você é para trilhar esse caminho.

Dessa forma, mesmo que você não tenha um plano de carreira já estabelecido (e isso pode ser muito normal caso seja seu primeiro estágio), basta falar dos seus objetivos profissionais com aquele emprego de maneira simples, mas direta. Pense em objetivos a curto, a médio e a longo prazo, conforme indicamos abaixo:

Curto prazo

De maneira resumida, falar dos seus objetivos profissionais a curto prazo é pensar em metas que deseja atingir em alguns dias, algumas semanas ou, no máximo, alguns meses. São os objetivos imediatos e ações rápidas que pretende tomar assim que iniciar o estágio.

Médio prazo

Para um plano de carreira de médio prazo, estima-se cerca de cinco anos. Claro que essa não é uma regra, vai depender do seu desenvolvimento na empresa e o quão satisfeito está com aquele trabalho. Se tudo estiver fluindo bem, é hora de planejar cargos superiores, aumento de salários e formas de desenvolver habilidades.

É importante pensar que, nesse momento, você vai estar no último ano de graduação ou mesmo com o diploma em mãos e cabe avaliar se chegou a hora de ser efetivado na empresa que está estagiando ou de trilhar novos caminhos.

Longo prazo

Na verdade, falar sobre um plano de carreira de longo prazo é mais simples do que pode parecer. Isso porque ele corresponde ao seu objetivo principal como profissional: onde você quer estar daqui tantos anos? Resposta que pode ser respondida logo no início da faculdade, mesmo que de forma mais abrangente.

É com base nesse objetivo que você vai registrar quais serão os seus passos para alcançá-lo, quais as pequenas metas diárias que te ajudarão no processo e, assim, fechar um compromisso consigo mesmo profissionalmente.

Demonstre vontade de aprender

Na maioria das vezes, os recrutadores querem saber de você e abrem espaço para que sejam feitas quaisquer perguntas. Utilize esse tempo para, além de tirar as suas dúvidas, mostrar interesse e vontade de aprender. Tudo o que foi anotado na pesquisa sobre a empresa deve ser usado nesse momento, demonstrando que você realmente deseja aquele estágio.

Principais erros

Pensando em ajudar você ainda mais na entrevista de primeiro estágio, listamos também os principais erros que os candidatos cometem e que, por consequência, acabam por serem eliminados do processo seletivo. Atente-se a todos os itens e evite cometê-los para uma melhor avaliação do recrutador.

Ingratidão com empresas anteriores

Caso esse não seja o seu primeiro trabalho, e independente de qual tenha sido o motivo do seu desligamento da empresa anterior, é ruim que você fale mal da experiência ao longo da entrevista. Além de ser uma atitude ingrata com o emprego de antes, a imagem que passa é de que fará isso com qualquer outra empresa.

Chegar atrasado

Já falamos da importância de ser pontual logo acima, não é? E esse ponto é tão importante que resolvemos reforçá-lo: chegar atrasado ao local, desrespeitar o horário que foi reservado a você e, pior, não se importar com o ocorrido, pode ser decisivo para que o recrutador não avance contigo na contratação.

Falta de autoconhecimento

Falar de modo confusão, ser impreciso e, por vezes, se contradizer com o que está no seu currículo ou na sua carta de apresentação são sinais de despreparo frente ao entrevistador. É importante dominar a própria história profissional, ser sincero nas respostas e não se mostrar vago quando questionado sobre si próprio.

Se necessário, antes da entrevista, anote alguns pontos importantes da sua jornada de trabalho ou de estudo até aqui, isso pode ajudar a ter um discurso mais coeso e coerente, pode acreditar!

Distrações

Não prestar atenção na pessoa que está falando, se mostrar distraído ou disperso com qualquer outro objetivo é, além de falta de respeito, fator decisivo para que você seja eliminado. Cuidado ao ficar manuseando canetas, papeis, anéis ou o que estiver em mãos, essa atitude pode causar a impressão de nervosismo também.

Desligue o celular

Não mexa no celular ao longo da entrevista. Além de ser desrespeitoso, mostra que você não está realmente interessado em estar ali, ou que está apenas de corpo presente. Para que qualquer barulho de mensagem ou ligação seja evitado, indicamos que você o deixe desligado – e não no silencioso ou modo avião, ok?

Networking

Um dos pontos mais importantes de começar um estágio o quanto antes é o networking que ele proporciona. Isso porque você terá contato com os mais diferentes profissionais do ramo, fará uma rede de contatos para oportunidades futuras e garantirá indicações quando necessário.

Pode parecer bobagem, mas conhecer pessoas do seu ramo de atuação – ou mesmo de outros ramos – é imprescindível para toda a sua carreira, não apenas para o primeiro estágio ou primeiro emprego. É por meio desses contatos que você se mantém ativo no mercado de trabalho, garante portas abertas em empresas e companhias e se relaciona com quem tem os mesmos objetivos profissionais que você, trocando figurinhas em relações a cursos, especializações, oportunidades etc.

Sites para estágios

Se você chegou até aqui, já deve ter se convencido de que o estágio é a melhor opção para iniciar uma carreira de sucesso logo na faculdade. Seja para conseguir estágio no primeiro período ou depois, existem sites especializados no assunto e que podem ajudar na busca por essas oportunidades.

O que não falta é ferramenta na internet para que os estudantes cadastrem currículos, consultem vagas e entrem em contato com os recrutadores ou com o pessoal do setor de recursos humanos de uma empresa. A boa notícia é que a maioria desses serviços está disponível de maneira gratuita. Confira abaixo alguns sites para estágio:

LinkedIn

Print Linkedin

Conhecido como a maior rede social do mundo voltada para o relacionamento de profissionais, no LinkedIn permite que você encontre vagas e seja encontrado pelos recrutadores. 

Acesse o site


Universia

Print Universia

Programa de estágios do banco Santander, voltado para facilitar a vida dos estudantes que buscam uma oportunidade de estagiar no ramo.

Acesse o site


Nube

Print Nube

Uma das maiores corporações privadas do país voltada para a colocação de jovens estudantes no mercado de trabalho, seja por meio de um estágio ou primeiro emprego.

Acesse o site


Ciee

Print Ciee

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é uma associação privada, sem fins lucrativos, reconhecida como uma agência de estágios que liga estudantes e empresas para vagas de estágio ou menor aprendiz.

Acesse o site


Estagiários.com

Print Estagiários.com

O site é um prestador de serviços online, de abrangência nacional, dedicado a universitários e estudantes de nível médio.

Acesse o site


Wall Jobs

Print Wall Jobs

Desenvolvido por universitários, o site tem a missão de descomplicar o início da carreira dos alunos por meio da tecnologia. Nele, você encontra programas de estágio, programas de trainee e vagas efetivas.

Acesse o site


Na Prática

Print Na Prática

Desenvolvido pela Fundação Educar, o Na Prática é uma organização que visa ligar estudantes a empresas de maneira simples, facilitando todo o processo.

Acesse o site

Categoria: EstágioPrasaber

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.