Quais são os problemas mentais que mais afetam os estudantes? Quais são os problemas mentais que mais afetam os estudantes?

Quais são os problemas mentais que mais afetam os estudantes?

Ainda que se fale pouco sobre isso, problemas mentais são muito comuns entre estudantes. O estresse e a pressão constante fazem com que o estudante se sinta inseguro, perca a confiança em suas habilidades e passe a temer o futuro.

A vida acadêmica não é fácil e pode levar a problemas sérios. Os problemas mentais podem começar em crianças muito novas, mas também podem se fazer presentes em adolescentes, inclusive, durante a entrada na puberdade. Quanto mais cedo os sintomas forem identificados, melhor e mais ágil será o tratamento.

Problemas mentais que mais afetam os estudantes

Vale lembrar que, se o educador tiver algum aluno apresentando alguma das doenças a seguir, além de avisar à família, também é fundamental fazer com que o ambiente escolar seja acolhedor e faça com que o estudante se sinta seguro.

Veja quais são os problemas de saúde mental mais comuns entre estudantes e fique atento aos sinais.

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Quem sofre de TDAH perde a atenção muito fácil, se distrai com qualquer coisa, pode falar demais – interrompendo os outros constantemente – e é hiperativo. Isso pode acontecer com adultos, mas TDAH costuma ser identificado já na infância. Isso pode prejudicar o estudante, que não se concentra para estudar, também afeta todos os colegas e o funcionamento da aula num geral, por causa da hiperatividade.

Transtorno de ansiedade

Ter transtorno de ansiedade não é o mesmo que estar ansioso: pessoas ficam ansiosas em várias situações importantes e isso é comum. Pessoas com transtorno de ansiedade ficam ansiosas por coisas menores e mais cotidianas.

Elas não conseguem executar tarefas de sala de aula, por exemplo, pelo medo de falhar. Os estudantes que sofrem disso também costumam se preocupar obsessivamente com deveres de casa, provas e trabalhos de escola. Apesar de poder ser visto em pessoas de qualquer idade, o transtorno de ansiedade afeta especialmente estudantes adolescentes.

Depressão

Muitas pessoas ainda confundem a depressão com o simples sentimento de tristeza, mas isso não pode ser confundido. Depressão é uma doença séria que precisa ser tratada.

Quando um estudante está em depressão, ele costuma passar a faltar às aulas, perde sua motivação, começa a se isolar e não falar com os colegas. Também é comum que ele passe a ter mais sono e se apresentar mais cansado. Esse é um problema comum em todas as idades, mas afeta cada vez mais estudantes de graduação e pós-graduação.

Distúrbios alimentares

Apesar de serem relacionados constantemente às meninas, os distúrbios alimentares, como anorexia e bulimia, podem afetar qualquer um. Muitos estudantes apresentam hábitos alimentares que não são saudáveis e são obcecados com suas aparências, geralmente por sentirem a necessidade de se encaixarem em um grupo. Esses hábitos podem fazer parte de um quadro de distúrbio alimentar, algo que não só atrapalha a vida do estudante, mas que também pode matá-lo pela desnutrição.

O que fazer?

Se você conhece algum estudante que parece apresentar esses sinais, converse com ele para entender um pouco mais e ofereça sua ajuda. Se você for um estudante e estiver passando por isso, procure ajuda com seu orientador educacional, com seus pais, com um psicólogo, com um adulto capaz e responsável que vai ajudá-lo.

Mesmo que esteja passando por um momento difícil, esse não é o fim: você pode superar esse problema se aceitar ajuda. Você vai ter que ser forte, mas a recompensa no fim dessa jornada é uma vida mais segura, com seus problemas mais controlados. Você pode fazer isso!

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando, você está ciente dos nossos Termos e Políticas.

CONTINUAR