Curso de Nutrição – saiba tudo sobre a área da nutrição Curso de Nutrição – saiba tudo sobre a área da nutrição

Curso de Nutrição – saiba tudo sobre a área da nutrição

O curso de nutrição é o responsável por preparar profissionais para uma daquelas carreiras que é muito importante para todos nós: a que cuida da nossa alimentação. Muitas vezes não percebemos, mas é fundamental valorizar o profissional que se dedica àquilo que ingerimos no dia a dia, principalmente aqueles que trabalham em ambientes muito movimentados como escolas, hospitais, entre outros.
Se é do seu interesse saber mais sobre o curso de nutrição, bem como se informar melhor a respeito dessa carreira, continue conosco e acompanhe as informações na sequência.

O que faz o nutricionista

Ele se dedica aos cuidados com a saúde por meio da alimentação e nutrição. Assim, pode atuar na promoção, na recuperação e na manutenção da saúde das pessoas de acordo com o que é mais indicado como prática alimentar, além de estar apto para prestar consultoria nutricional para grupos que pretendem performar mais em determinada atividade, por exemplo esportiva, por meio da melhoria na alimentação coletiva do time.

Para tanto, o nutricionista está habilitado a fazer diagnósticos nutricionais dos pacientes, pois é por meio desse tipo de procedimento que será possível encontrar abordagens possíveis para a melhora do consumo de alimentos. Além disso, o nutricionista pode prescrever dietas e suplementos nutricionais.

Ele também pode cuidar da manutenção da qualidade de vida de seus pacientes saudáveis e da melhora nutricional de quem enfrenta problemas de saúde. É o nutricionista também quem faz o controle da qualidade dos alimentos em ambientes como refeitórios e restaurantes e quem analisa os produtos para serem usados na dieta das pessoas.

Quais são as áreas onde o nutricionista pode trabalhar

Existe espaço principalmente na nutrição clínica, além da pesquisa alimentícia. Outras oportunidades também podem surgir na nutrição esportiva e no marketing nutricional. O nutricionista geralmente atua em hospitais, clínicas, indústrias de alimentos, entre outros.

Para trabalhar na área é necessário ter o diploma de bacharel no curso de nutrição em uma instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, o nutricionista precisa obter o registro profissional no Conselho Regional de Nutricionistas, conhecido como CRN.

A atuação na saúde coletiva

Destaque para a assistência e educação nutricional que o profissional pode oferecer a indivíduos e coletividades. Cabe ao nutricionista promover a saúde das pessoas via realização de projetos como campanhas, pesquisas e atendimentos em parceria com especialistas de outras áreas.

A saúde coletiva é importante especialmente para a saúde pública, na qual existem profissionais como os conselheiros de saúde, que são quem criam as políticas públicas de controle e combate a problemas como a obesidade e a desnutrição.
Além disso, os fiscais sanitários são os responsáveis por verificar a qualidade dos procedimentos realizados na produção dos alimentos consumidos pela população. Em programas governamentais, existe espaço para os gestores que coordenam a produção de alimentos para o setor público.

O nutricionista na indústria

Algumas das melhores oportunidades para o profissional formado em nutrição está na indústria alimentícia, uma vez que cabe a ele lidar com a qualidade dos alimentos produzidos não somente considerando o resultado do processo, mas todo o movimento que leva determinada solução ao mercado.

Assim, o nutricionista acompanha os procedimentos e orienta os colaboradores em relação à higiene, o que diz respeito ao uso correto dos uniformes, ao manuseio dos produtos e a higienização dos equipamentos, entre outros, além de ser o responsável pela criação do conteúdo nutricional que a empresa colocará nas embalagens de seus produtos.

Quanto ganha um nutricionista

Em média, o profissional recebe em torno de R$2.500,00, de acordo com o Guia do Estudante. Entretanto, isso é algo que depende de uma série de fatores, como a região em que o nutricionista atua e a sua experiência na área.

Para fins de exemplificação, saiba que, de acordo a Catho, o nutricionista que conta somente com a graduação recebe cerca de R$2.300,00, em São Paulo, enquanto o diploma de superior, na Bahia, garante uma média de R$2.157,00.

É na região sudeste, em especial no eixo Rio-São Paulo, que o profissional da área encontra as melhores oportunidades de trabalho em termos de vencimentos. Isso acontece porque é nessa região que se encontram algumas das principais empresas alimentícias do país, além de um forte incentivo do poder público em relação às práticas nutricionais mais recomendadas.

Ao se aprofundar nos estudos, o profissional vê sua média salarial aumentar. Também segundo a Catho, o Gerente de Nutrição ganha por volta de R$3 mil. Assim, profissionais que ocupam cargos de liderança podem ultrapassar os R$4 mil como CLT.

Como funciona o curso de Nutrição

O Bacharelado em Nutrição costuma durar cerca de quatro anos, sendo uma formação multidisciplinar. Assim, além das matérias relacionadas à nutrição, como é o caso da Avaliação Nutricional, o aluno também estuda temas como Anatomia e Bioquímica.

Dessa forma, e para que tenha como se aprofundar nas mais diferentes demandas da profissão, o aluno do curso de Nutrição tem aulas teóricas, mas também realiza uma série de atividades práticas dentro de laboratório. Vale lembrar que para conseguir o seu diploma é necessário fazer um estágio supervisionado e entregar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Após sua graduação, a tendência é que o nutricionista se especialize fazendo mestrado ou especializações lato sensu, para obter diferenciais em sua atuação.

Algumas matérias que você encontrará no curso

  • Anatomia;
  • Biologia Celular;
  • Bioquímica;
  • Composição de Alimentos;
  • Epidemiologia;
  • Farmacologia;
  • Nutrição Clínica;
  • Nutrição Experimental;
  • Nutrição no Esporte;
  • Processos Metabólicos;
  • Química;
  • Tecnologia de Alimentos.

A vida do profissional em Nutrição

O mais comum é o profissional trabalhar em consultório próprio, se dedicando à carteira de clientes. Isso acaba sendo o caminho natural para quem opta por uma especialização na área, pois dessa forma é possível solucionar problemas mais específicos e garantir retornos maiores das consultas.

Mas não é somente em consultórios particulares que o nutricionista tem espaço. Seu campo de atuação está em locais que trabalham com alimentação, tais como: restaurantes, supermercados, hospitais, entre outros.
O nutricionista é o responsável por avaliar a qualidade do que está sendo servido para os pacientes, por exemplo, além de determinar qual é a dieta mais indicada para um conjunto maior de pessoas, como estudantes que se alimentam em bandejões dentro de universidades públicas.

De maneira geral, devido ao fato de as pessoas estarem cada vez mais entendendo a importância da alimentação, o espaço para o nutricionista em relação ao mercado de trabalho tende a ser cada vez maior.

Características de um bom nutricionista

É importante que esse seja um profissional apto para trabalhar em equipe, pois muitas oportunidades interessantes surgem em função dessa demanda. Ambientes coletivos, como hospitais e clínicas, estão entre os espaços mais requisitados para os nutricionistas profissionais, que precisam conviver e dialogar com os especialistas que também atuam no ambiente, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, entre outros.

Além disso, a boa capacidade de comunicação também é útil. O nutricionista precisa ser um porta-voz da qualidade de vida, promovendo melhorias em hábitos alimentares e, para tanto, ele precisa se fazer compreender.

Uma característica que é essencial em qualquer profissão é a busca pelo aperfeiçoamento e não é diferente na área da nutrição. Novos estudos têm revisto a importância dos alimentos nas vidas das pessoas, o que exige do profissional o acompanhamento desse trabalho para que, de fato, consiga gerar resultados para seus empregadores e levar qualidade de vida para as pessoas.

Assim, é fundamental que o nutricionista participe de eventos como congressos e workshops, se envolvendo com outros profissionais e acompanhando o fluxo de informação que se atualiza a cada dia.

Onde cursar a faculdade de Nutrição

Existem faculdades muito boas para quem deseja ingressar na área da nutrição. Entre elas, destaca-se as instituições particulares de ensino que já têm tradição tanto na formação de profissionais qualificados para exercerem as suas funções quanto na inserção desses profissionais de maneira interessante no mercado de trabalho.

Confira algumas opções de Bacharelado em Nutrição na sequência:

Como ingressar em uma faculdade particular

Em comum, essas quatro instituições indicadas apresentam o fato de serem privadas, o que não necessariamente precisa representar um problema. Você pode optar pelo ingresso em qualquer uma delas fazendo a prova do Enem ou via vestibular próprio.

Via Enem, você tem a possibilidade de recorrer ao Financiamento Estudantil do governo brasileiro, o Fies, um programa que atrela o preenchimento de vagas ao desempenho no exame. Além do Fies, existe também o PRAVALER, um programa de financiamento privado que permite acesso mesmo de alunos que não fizeram o Enem, ou seja, basta você estar matriculado em qualquer uma dessas universidades para acessar o site do PRAVALER e fazer a sua simulação, tudo de maneira bastante rápida e intuitiva.

E o que é melhor: você não precisa financiar apenas a sua graduação. Caso seja do seu interesse, você pode usar o PRAVALER para financiar também a sua pós-graduação e, dessa forma, se especializar para conseguir um espaço ainda mais interessante no mercado de trabalho.

Gostou de saber sobre o curso de nutrição? Então fique atento às informações a respeito do curso de Medicina.

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.