Vestibular: saiba tudo sobre o exame


O estudante com ensino médio completo tem algumas formas para conseguir entrar no ensino superior. Entre elas estão os processos seletivos e o vestibular. O interessante é que, por mais que pareçam, essas avaliações não são a mesma coisa. Existem diferenças entre elas que as tornam específicas para cada finalidade.

Ficou interessado? Então se quer saber o que realmente é o vestibular, entender como funciona e conferir boas dicas, vem com a gente.

O que é o vestibular

Tradicionalmente, os alunos se inscrevem para uma prova e comparecem ao endereço definido em uma determinada data e horário. A isso damos o nome de vestibular, um exame que acontece em uma fase única para selecionar ingressantes em uma instituição.

O processo seletivo é algo que engloba o vestibular. Isso fica mais fácil de entender quando pensamos em concursos públicos, nos quais é necessário realizar mais de uma etapa para selecionar os aprovados. Na prática, o vestibular é um tipo de processo seletivo direcionado para instituições de ensino superior, enquanto o processo seletivo pode ser qualquer tipo de concurso, como o concurso público da Polícia Militar.

O vestibular tradicional traz uma prova única, geralmente uma vez por ano para todos os inscritos. É o mecanismo mais comum em instituições tradicionais como as universidades públicas.

Processos seletivos também estão associados a períodos mais longos para que o aluno se inscreva e realize a prova. O processo seletivo continuado é um exemplo de modelo que costuma ser mais comum em instituições particulares, em especial, na oferta de cursos de educação a distância (EAD), pois essa modalidade não precisa seguir qualquer calendário fixo para o início das aulas.

Como fazer a inscrição no vestibular

Cada instituição de ensino é responsável por definir a forma como fará o processo de seleção de seus alunos. Elas podem aderir a programas do governo federal como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e assim usar as notas do exame para compor seu quadro discente. Além disso, existe a possibilidade de realizar a própria prova, seja internamente, seja terceirizando o serviço ao contratar uma empresa especializada.

De qualquer forma, todo o processo começa com a publicação do edital, que é um documento que existe para esclarecer não somente os estudantes, mas também todos os envolvidos a respeito de como será o vestibular. É no edital que cada instituição define suas regras, entre elas as datas de início e fim das inscrições e os valores cobrados.

Para se inscrever, é preciso acompanhar as datas divulgadas por cada faculdade e atender às exigências. A inscrição costuma acontecer meses antes da prova. Uma vez inscrito, cabe ao candidato aguardar os dias da avaliação para então prestar o concurso.

Quem pode fazer o vestibular

Cada instituição define como serão as suas regras. Como o Enem é conhecido como o maior vestibular do país, permitindo acesso às nossas melhores faculdades, podemos usá-lo como exemplo para o vestibular 2019. Neste caso, o governo federal, por meio do Ministério da Educação (MEC) permite que qualquer estudante do ensino médio faça o exame. Além disso, pessoas que já concluíram o ensino médio também podem participar da prova.

Vestibular e pré-vestibular

O pré-vestibular é como se tornou comum chamar a preparação do aluno para o vestibular. São os famosos “cursinhos” que contemplam todo o conteúdo do ensino médio dentro de seu programa que, na maioria das vezes, corresponde a um ano.

Existem diferentes tipos de cursos pré-vestibular. Os mais comuns são os extensivos que são dados no primeiro e no segundo semestre de um ano, acompanhando o calendário das principais instituições do país. Outras opções são os semiextensivos, com aulas concentradas em um único semestre, e as turmas de maio, nas quais as matérias do primeiro semestre costumam ser condensadas entre maio e junho para que no segundo semestre a turma esteja alinhada com os alunos do extensivo.

Com a tecnologia, surgiram também as opções a distância, como os cursinhos online. Por se tratar de uma solução marcada pela flexibilidade, esse tipo de preparação não precisa seguir um calendário rigoroso, pois cabe a cada aluno definir como e quando pretende estudar.

Como é a prova do vestibular

De uma maneira geral, as provas compreendem todo o conteúdo do ensino médio. O que muda de uma instituição para a outra é o formato da avaliação, além do número de questões.

Essa variação tem a ver com o tipo de exigência de cada faculdade e dos diferentes cursos que ela oferece. Na maioria das vezes, o aluno precisa fazer uma prova com questões de múltipla escolha e uma redação. Existem casos em que é preciso fazer mais de uma prova, com fases diferentes.

Assim, o aluno faz a prova de múltipla escolha em um dia e em outra data faz a redação e as provas de conhecimentos específicos. É possível que, de acordo com o curso, o aluno tenha que fazer uma prova prática para comprovar habilidades específicas, como geralmente é exigido nos cursos de Artes Plásticas e Música.

É bom lembrar que existe também o vestibular agendado, no qual o candidato escolhe uma das datas disponíveis para fazer a prova dentro da instituição de ensino.

Em suma, tudo depende da instituição e do edital a ser divulgado por ela em relação ao vestibular daquele ano. Para o aluno, é preciso ficar atento às datas e acompanhar o programa para não ser surpreendido.

Porque fazer o vestibular

O vestibular é a forma de ingresso em cursos de ensino superior mais tradicional do país. Ele é o método utilizado por grandes universidades para selecionar seu quadro de estudantes de bacharelado e licenciatura, além dos tecnólogos. Assim, se você pretende fazer parte desse conjunto, o vestibular é o caminho.

O importante em relação a isso é saber que trata-se de um exame, ou seja, o vestibular é, na realidade, o parâmetro para o aluno saber se fez ou não um bom ensino médio. Quando a resposta é afirmativa, naturalmente a tendência é que ele tenha acesso às melhores vagas, embora, mesmo quando a resposta é negativa, ainda assim é possível recorrer a soluções como os pré-vestibulares.

O segredo é se preparar bem, dentro do seu próprio tempo, para conseguir boas notas e garantir a sua aprovação no curso e na universidade que deseja.

5 dicas para se dar bem no vestibular 2019

Independentemente de qual seja a prova que você pretende fazer, o ideal é seguir 5 passos básicos para se preparar bem. Quer saber quais são eles? Então confira.

1. Tenha um cronograma

Considere tudo o que precisa estudar até o dia da prova e se planeje para dar conta de toda a matéria. Os cursinhos extensivos costumam ser mais vantajosos em relação aos demais por causa disso. Matriculando-se em um deles você só precisa dar conta de acompanhar todas as atividades propostas ao longo do ano.

2. Estabeleça prioridades

Saiba quais são as matérias com maior peso nas provas que você pretende prestar. Um candidato que pretende passar em Engenharia, por exemplo, não deve passar mais tempo estudando História do que Matemática, a não ser que seja um gênio do cálculo e tenha dificuldade em humanas. Para a maior parte das pessoas, o segredo é dedicar o maior tempo às matérias que mais importam para o curso que escolheram. Isso pode ajudar a somar pontos preciosos no final do processo.

3. Faça simulações

Exames como o da Fuvest e da Fundação Carlos Chagas, por exemplo, costumam seguir um mesmo perfil. Isso significa que se você vai prestar uma dessas provas, vale a pena pegar exames de edições anteriores delas para se preparar.
Além disso, os chamados simulados são provas que simulam os grandes exames do país, como o Enem. Não deixe de fazê-los ao longo do ano para saber quais são as suas condições.

4. Determine metas

Tenha em mente as notas de corte do curso que pretende prestar. Se o mínimo exigido nos últimos anos foi de 75% de acerto na prova de Português e 80% na de Biologia, estabeleça essas metas para quaisquer atividades que fizer ao longo do ano.

Se durante todo o processo você estiver acima do corte, a tendência é que mantenha o desempenho no dia da prova e consiga o resultado que deseja.

5. Fique de olho nas regras

É importante ler o edital e conferir não somente as datas e horários, mas também o que a instituição determina em relação ao conteúdo da prova. Não seja surpreendido tendo que resolver questões dissertativas se você passou o ano todo se preparando para múltipla escolha. É no edital também que você pode ter certeza a respeito do que será cobrado na prova de Redação e de Língua Estrangeira, o que tende a fazer toda a diferença para você.

O que fazer após a aprovação

A aprovação no vestibular não garante a sua matrícula. É preciso conferir as datas e efetivar o seu ingresso na instituição escolhida. Caso tenha sido aprovado em uma instituição particular, não deixe de conferir as possibilidades de financiamento estudantil. O primeiro passo para tanto é verificar se a sua futura faculdade é parceira de algum programa como o PRAVALER, como é o caso da Uninter, da Estácio e da UNIP.

Neste caso, você pode fazer a simulação do financiamento e se inscrever no programa para poder estudar com maior tranquilidade.

Entendeu como funciona o vestibular? Então saiba como conseguir uma bolsa de estudos para faculdade.

Compartilhar
Categoria: Ajuda nos estudos
Tags: ENEM ENEM 2019

Pesquisar

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.