Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Setembro Amarelo: promovendo a conscientização sobre a saúde mental Setembro Amarelo: promovendo a conscientização sobre a saúde mental

Setembro Amarelo: promovendo a conscientização sobre a saúde mental

Entenda a história por trás do Setembro Amarelo e as reflexões que esta campanha traz.

O mês de setembro é marcado por uma campanha global de extrema importância: o Setembro Amarelo. Esta iniciativa tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a saúde mental e a prevenção do suicídio, temas que frequentemente são estigmatizados e negligenciados.

História do Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo teve início no Brasil em 2015, quando o Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) uniram esforços para combater o tabu em torno da saúde mental e prevenir o suicídio.

A escolha do mês de setembro se deu em razão do dia 10 de setembro ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, uma data estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para chamar a atenção global para esse grave problema de saúde pública.

A cor amarela foi escolhida para representar a campanha devido à sua associação com a luz, a alegria e a positividade, contrapondo-se ao estigma que frequentemente envolve as questões de saúde mental.

Reflexões do Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo nos convida a refletir sobre diversos aspectos relacionados à saúde mental e ao suicídio:

  1. Quebrando o estigma: a campanha nos desafia a superar o estigma que envolve as doenças mentais, encorajando as pessoas a falar abertamente sobre seus sentimentos e buscar ajuda quando necessário.
  2. Conversas importantes: promove a importância de conversas honestas sobre saúde mental com amigos, familiares e colegas, criando um ambiente de apoio onde as pessoas se sintam à vontade para compartilhar suas preocupações.
  3. Prevenção e atenção: destaca a necessidade de investir em prevenção do suicídio e de oferecer apoio profissional para aqueles que estão em situações de crise.
  4. Compreensão empática: encoraja a compreensão e a empatia em relação às pessoas que enfrentam problemas de saúde mental, lembrando-nos de que a empatia é uma ferramenta poderosa para ajudar aqueles que estão sofrendo.
  5. Valorização da vida: reforça o valor da vida e a importância de cuidar de nossa própria saúde mental, bem como daqueles ao nosso redor.

Neste Setembro Amarelo, é crucial lembrar que a saúde mental é uma parte essencial de nossa jornada.

Juntos, podemos criar um ambiente onde o estigma é substituído pela compreensão, a solidão é combatida pela empatia e o desespero é substituído pela esperança. Cada ação conta na promoção da conscientização sobre a saúde mental e na prevenção do suicídio. Vamos continuar apoiando uns aos outros e trabalhando para construir um mundo onde cada vida seja valorizada e cada voz seja ouvida.

Fonte: Pravaler
x

Estude o que sempre sonhou com o financiamento estudantil.

Faça faculdade pagando menos por mês com o Pravaler.

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter