Financiamento Estudantil e outros programas para estudar

Financiamento Estudantil Universidade Publica Nao E A Unica Opcao

Por PRASABER

Financiamento Estudantil e outros programas para estudar

Vestibulares chegando e com eles aquele momento em que você pensa: “E se eu não passar na faculdade pública?” O Descomplica e o PRAVALER se uniram pra explicar pra você quais são as suas opções para fazer uma faculdade privada sem ficar no sufoco para pagar as mensalidades.

Se você quiser saber mais sobre o financiamento estudantil e sobre o PRAVALER, dá uma olhada neste vídeo em que a Mafê Borsatto, do Descomplica, explica tudo sobre essa alternativa pra ajudar a sua vida de estudante universitário. Confere aqui! 🧡💚

Como conseguir bolsa de estudo na faculdade?

O programa de bolsa de estudos é um auxílio financeiro que o aluno tem acesso para conseguir custear as despesas com a mensalidade. Ela pode ser parcial, com descontos variáveis, e integral, em que o estudante fica livre de 100% dos encargos da universidade.

Esse benefício pode ser conseguido dentro da própria universidade, que faz a seleção de alunos de acordo com seus próprios critérios, ou por meio de incentivos do Governo Federal, como o Prouni, em que o estudante passa por uma seleção nacional que leva em conta o contexto socioeconômico e a nota final do Enem.

Como o Prouni funciona?

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) concede bolsas parciais (50%) e integrais (100%) para estudantes brasileiros (ou naturalizados) que não possuem condições financeiras para arcar com os custos da universidade.

A seleção do Prouni acontece suas vezes por ano, no início de cada semestre, e tem uma série de exigências para a participação. Saiba agora quais são elas!

Quem pode participar do Prouni?

Para estar apto para participar do programa, é necessário que o candidato se enquadre em pelo menos um dos critérios abaixo:

  • ter cursado o ensino médio em escolas públicas ou escolas particulares como bolsista;
  • ser pessoa com deficiência;
  • ser professor efetivo na rede pública de ensino e se candidatar a uma vaga para licenciatura;
  • ter renda familiar de até três salários mínimos para concorrer a bolsas parciais ou de um salário mínimo e meio para bolsas integrais;
  • ter realizado a prova na última edição do ENEM e alcançado no mínimo 450 pontos no exame, além de nota maior do que zero na redação.

Financiamento estudantil: FIES e PRAVALER

O financiamento estudantil também pode ser uma saída interessante para quem precisa de uma forcinha para pagar os estudos e não se encaixa nas exigências do Prouni. Nesse caso, o estudante pode optar pelo FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) ou financiamentos privados como o PRAVALER.

Continue acompanhando e veja qual dessas duas alternativas mais se encaixa ao seu perfil!

FIES e Pravaler. Qual é a diferença?

O FIES é um dos programas do Governo Federal e permite que o estudante faça uma faculdade particular e inicie o pagamento das parcelas somente após a sua formação. O programa seleciona os candidatos duas vezes no ano, no início de cada semestre.

Dessa forma, os estudantes podem pagar valores menores nas parcelas e acomodar essa dívida dentro da sua realidade financeira. Em alguns casos, dependendo da renda do aluno, o FIES financia 100% do valor do curso.

No entanto, por ser uma iniciativa pública, a concorrência é muito grande e os critérios de seleção bastante exigentes, o que faz com que muitos estudantes fiquem de fora do benefício. Confira abaixo quais são os critérios de seleção para o FIES:

– ter participado de alguma edição do Enem a partir de 2010 e atingido nota mínima de 450 pontos, além de nota maior do que zero na redação;

– ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa para a modalidade de financiamento do FIES ou até cinco salários mínimos na modalidade P-Fies.

Já o PRAVALER, outra opção de crédito universitário disponível para facilitar o acesso à universidade, funciona de maneira parecida, mas com algumas diferenças importantes. A primeira delas é que você não precisa ter feito o Enem para conseguir o benefício. Além disso, as taxas de juros são baixas – ou zero dependendo da faculdade – e não há restrição em relação a renda familiar. E tem mais: você pode contratar o financiamento, além da graduação, para cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e MBA) ou nível técnico.

Outra vantagem do PRAVALER é que, diferentemente de outros programas estudantis, ele pode ser solicitado em qualquer época do ano e em qualquer etapa da graduação. Além disso, você não precisa ter feito o ensino médio em escolas públicas, o que torna o acesso a esse benefício muito mais inclusivo.

Como funciona o PRAVALER?

Todo o processo para conseguir o crédito estudantil privado do PRAVALER é online e sem burocracia. Olha só:

1. Faça seu cadastro no site com número do seu CPF. Você já fica sabendo na hora se o seu crédito foi aprovado ou não, de acordo com as políticas do PRAVALER. Essa análise fica ativa por até 90 dias.
2. Nessa etapa, você já deverá estar matriculado na faculdade que você escolheu. A instituição de ensino deverá analisar seus dados e dar uma resposta em até 90 dias. Nessa análise, a sua faculdade irá confirmar seus dados acadêmicos, valor das mensalidades e se o seu status de pagamento está em dia.
3. Com a aprovação da instituição, baixe o contrato e confira seus dados e os do seu garantidor dentro do Portal do PRAVALER. Se estiver tudo certo, você deverá imprimir duas cópias, assinadas por você, seu garantidor e o cônjuge do garantidor (se houver) e entregar os documentos na faculdade dentro dos prazos estabelecidos. Se você tiver menos de 18 anos, o contrato também deverá ser assinado pelo seu responsável.
4. A partir daí, é só acessar o Portal do Aluno e seguir o passo a passo indicado para envio dos documentos e fechar o contrato. Segue abaixo a lista para você já adiantar o que vai precisar:

  • Documento com foto (RG, CNH, documentos profissionais, Registro Nacional de Estrangeiro – RNE e Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  • Comprovante de matrícula no curso que será financiado pelo PRAVALER;
  • Comprovante de renda do aluno e do garantidor;
  • Comprovante de endereço (contas de luz, água, gás, telefone fixo, contrato de locação, conta de TV a cabo ou de internet, IPTU).
Compartilhar
Categoria: PRASABERNA MÍDIA

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.