Entenda como financiar os estudos pode ser um bom investimento

Por PRAVALER

Entenda como financiar os estudos pode ser um bom investimento

Após terminar o ensino médio, muitos estudantes podem se perguntar se ingressar em uma faculdade vale mesmo a pena. Embalados pelos exemplos de Steve Jobs, Bill Gates e Silvio Santos, entre outros, muitos jovens acreditam que é possível vencer na vida, ter um bom emprego ou mesmo criar a própria empresa sem investir nos estudos.

Diferenças entre o empreendedorismo e a educação formal

Mas esse pensamento, embora à primeira vista pareça inspirador, é um pouco equivocado se considerarmos a realidade brasileira. Embora uma pessoa com talento para o empreendedorismo possa realmente dispensar a educação formal e alcançar o sucesso em seus negócios, a realidade não é tão glamourosa assim. Segundo estudo do SEBRAE/SP, em média, 27% das empresas paulistas fecham as portas antes de completarem um ano de atividade.

Por outro lado, uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas revela que, a cada ano de estudo completado, o trabalhador brasileiro alcança um incremento de aproximadamente 15% em seu salário. Ou seja, quem tem mais tempo de estudos pode esperar conseguir salários melhores que as pessoas que não têm formação semelhante.

Estudo é um investimento?

Pode não ser um retorno a curto prazo, mas é investimento com retorno garantido. Além da empregabilidade maior e da perspectiva de salários mais elevados, estudar aumenta a visão de mundo, tornando o estudante uma pessoa mais culta e mais preparada para a vida. Porém, para que o estudo traga a realização pessoal e profissional desejada, deve-se ter bastante cuidado ao escolher a carreira. Não basta que ela seja interessante financeiramente – deve trazer significado e sentido de realização pessoal para aquele que escolhe segui-la.

Escolhi um curso, mas não tenho dinheiro para pagar as mensalidades. Como fazer?

Muitas faculdades privadas concedem descontos nas mensalidades. Porém, a forma mais utilizada pelos estudantes sem recursos para o pagamento do curso superior é o financiamento estudantil.

O financiamento estudantil

Basicamente, há dois tipos de financiamento estudantil disponíveis para os estudantes: o financiamento público, que é concedido pelo Ministério da Educação (ME), o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), destinado a estudantes de instituições privadas de ensino superior.

Além dessa opção, há os financiamentos privados, como o PRAVALER, que é um programa de crédito estudantil com juros baixos, chegando ao máximo de 2,19% ao mês. O programa PRAVALER ainda é compatível com outros programas e descontos, bolsas de estudos e até mesmo com o FIES, se o financiamento conseguido pelo mesmo não for integral.

Como financiar os estudos com o FIES

Para conseguir o financiar os estudos pelo FIES, o estudante deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), estar regularmente matriculado em uma faculdade e fazer a inscrição no site do programa. Depois, será feita uma avaliação das condições sócio-econômicas do estudante, que irá determinar o valor do financiamento concedido e que pode chegar a 100% da mensalidade.

Então, o estudante deverá dirigir-se a uma instituição financeira (Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil) para finalizar o contrato de financiamento. A partir disso, é pago pelo estudante uma taxa de 50 reais a cada três meses, a título de taxas, e o restante do financiamento é pago após o estudante terminar seu curso, com juros calculados pela Tabela Price.

Como financiar os estudos com o PRAVALER

Financiar os estudos através do PRAVALER é todo feito online, através do site do programa. Cada mensalidade do curso é dividida em duas parcelas, pagas mensalmente. Assim, cada semestre do curso é pago em 12 parcelas, ao invés de 6. E somente após acabar de pagar um semestre é que se começa a pagar o próximo.

Esse financiamento é feito a cada semestre de curso, com a vantagem de ter juros bastante baixos (dependendo da instituição parceira, pode até ser isento de juros). Com todas essas vantagens, mais de 40 mil alunos já financiaram seus cursos pelo PRAVALER.

E você, gostaria de começar a estudar e não sabe como? Qual é a profissão que você gostaria de seguir? Comente!

Compartilhar
Categoria: Economia

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.