6 fatos interessantes sobre a carreira de Direito 6 fatos interessantes sobre a carreira de Direito

6 fatos interessantes sobre a carreira de Direito

Desde 1827, ano em que a primeira Faculdade de Direito do Brasil foi fundada, a carreira jurídica tem chamado cada vez mais a atenção dos estudantes que sonham em tirar a certificação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e se tornar profissionais da área. E com tantas profissões a serem seguidas, até mesmo os bacharéis em direito têm dúvida em relação a que cargo devem ocupar.

Mas assim como qualquer outra carreira, o direito também é cercado por alguns fatos envolvendo a formação e a atuação do profissional. E estes fatos vão muito além de lidar com as pessoas e solucionar conflitos quase que diariamente. Neste post, listamos alguns fatos sobre a carreira na área de Direito que são interessantes, principalmente para quem está pensando em seguir essa profissão. Não deixe de conferi-los:

6 fatos sobre a carreira jurídica

1 – Tanto a formação quanto a atuação exigem muita leitura

Tanto A Formacao Quanto A Atuacao Exigem Muita Leitura
A carreira jurídica não é a mais adequada para pessoas que não gostam de ler. Isso porque o estudante de direto passará muitos anos lendo livros da área e estudando leis e temas propostos pelos grandes pensadores da antiguidade que formaram a base da justiça. Mas a leitura não é obrigatória apenas na formação. O profissional, depois de formado, também terá que ler pilhas de processos diariamente. Por isso, gostar de ler é fundamental.

2 – O estudante precisa adquirir muitas habilidades

O Estudante Precisa Adquirir Muitas Habilidades
Todo mundo já sabe que quem atua na área do direito lida constantemente com processos jurídicos e conflitos dos mais diversos tipos. Por isso, o profissional precisa adquirir e aperfeiçoar, ao longo de sua formação, as suas habilidades de raciocínio, observação e perseverança. Ele também deve ter uma boa capacidade de ouvir e de falar, pois lidará com muitos clientes, outros profissionais do ramo e o público em geral.

3 – O profissional geralmente trabalha em vários lugares

Os profissionais da área de direito passam a maior parte do seu tempo em tribunais e escritórios de advocacia. No caso dos advogados, além de atenderem seus clientes em seu escritório, eles também os visitam em residências, penitenciárias, hospitais, empresas e muitos outros lugares. Alguns processos jurídicos também podem exigir que eles façam viagens a outras cidades ou países.

4 – Existem inúmeras especialidades jurídicas

Apenas cursar uma faculdade de direito e se tornar um bacharel pode não ser suficiente para muitos recém-formados. Aqueles que desejam se destacar no mercado e ter uma carreira de sucesso optam por se especializar em alguma área. Hoje, existem muitas especialidades, como direito da família, direito imobiliário, direito trabalhista, direito ambiental, direito de sucessões, direito tributário e fiscal, entre outras.

5 – A maioria das disciplinas do curso de direito são teóricas

Para quem prefere aulas práticas, a faculdade de direito não é a mais ideal. Isso porque a maioria das disciplinas abordam assuntos teóricos diretamente ligados à área jurídica e matérias das ciências humanas, como filosofia e sociologia. As únicas aulas práticas talvez sejam as de oratória. Os estudantes participam de muitos seminários, onde apresentam temas jurídicos e exercitam tanto a fala quanto o poder de argumentação.

6 – O recém-formado precisa fazer provas para poder atuar

O Recem Formado Precisa Fazer Provas Para Poder Atuar
Um indivíduo recém-formado em direito não consegue exercer quaisquer profissões da área sem passar por exames ou concursos públicos. No Brasil, os recém-formados devem realizar o exame da OAB, que é composto por uma prova objetiva e uma prova prático-profissional, para se tornarem advogados. Já para atuarem como delegados, juízes e promotores, entre outros, eles devem fazer concursos públicos.

Gosta da área de direito e pretende fazer a graduação, então saiba tudo sobre o curso de direito e como se tornar um Advogado!

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.