Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Mercado de trabalho em Jornalismo: saiba onde o jornalista pode trabalhar Mercado de trabalho em Jornalismo: saiba onde o jornalista pode trabalhar

Mercado de trabalho em Jornalismo: saiba onde o jornalista pode trabalhar

Quem gosta da área da Comunicação Social, tem interesse em acompanhar notícias e eventos do Brasil e apresenta boa habilidade com a escrita precisa ficar por dentro do mercado de trabalho de Jornalismo. A carreira é muito promissora, já que os profissionais que trabalham no ramo contam com várias possibilidades de atuação.

Fique conosco e entenda como funciona o mercado de trabalho em Jornalismo e saiba onde o jornalista pode trabalhar. Confira!

Perfil profissional do jornalista

Se você está inclinado a cursar Jornalismo, saiba que é essencial gostar de ler e escrever muito e estar antenado a tudo que acontece na comunidade, no país e no mundo. O jornalista tem de saber um pouco de tudo. Entretanto, quanto mais ele se especializar em algum assunto com o qual sinta afinidade, mais respeitado e mais procurado ele será.

Durante o curso de Jornalismo, o estudante desenvolve habilidades relacionadas a estruturas de textos, domínio da língua portuguesa e capacidade de expressão. São ministradas também disciplinas como Filosofia, Sociologia e Artes Visuais, importantes para o desenvolvimento humanista do aluno.

O curso de Jornalismo tem a duração média de quatro anos e é oferecido na modalidade de bacharelado. O ideal é que o estudante comece a fazer estágios no terceiro semestre do curso, quando ele terá mais condições de acompanhar o trabalho de um profissional efetivo.

Mercado de trabalho em Jornalismo

Geralmente, o jornalista inicia a carreira como repórter. Conforme ganha experiência, passa a ser editor, redator-chefe e diretor de redação. Há vários meios de comunicação para trabalhar, como TV, rádio e sites, além dos jornais e revistas impressos, que seguem basicamente essa organização.

O jornalista também pode trabalhar nas assessorias de imprensa, que cuidam do relacionamento das empresas com a mídia em geral. Sem falar na fotografia jornalística, excelente área para quem gosta de capturar imagens interessantes, e com Comunicação Interna e Marketing em grandes empresas.

Existem inúmeras oportunidades para quem se forma em Jornalismo. Algumas áreas voltadas para quem prefere a escrita, outras para quem domina a linguagem da web e outras para quem tem talento tanto na frente quanto atrás das câmeras.

Veja abaixo as principais oportunidades no mercado de trabalho em Jornalismo.

Áreas de atuação do jornalista

Depois de formado, o bacharel em Jornalismo encontra uma ampla área de atuação no mercado de trabalho. Quem gosta de falar sobre futebol, por exemplo, pode seguir carreira no jornalismo esportivo. Falar sobre os últimos jogos e comentar o desempenho dos times da região em rádios, programas de televisão ou jornais impressos.

Quem se interessa pelo universo fashion pode apostar no jornalismo de moda. Nesse caso, vale se especializar em editoria de moda e tentar uma vaga em uma das revistas voltadas para o assunto. Estar atento ao calendário das semanas fashion espalhadas pelo mundo é uma das atividades de quem opta por este ramo da profissão.

Para quem curte a sétima arte, fazer críticas de cinema pode ser uma boa opção. Existem algumas revistas com espaço para um colunista que escreva sobre o assunto. Você também pode criar o seu próprio blog com resenhas de filmes e comentários sobre diretores e atores. Muita gente já ganha dinheiro com seu próprio site na web.

Assessor de imprensa

O jornalista pode trabalhar com assessoria de imprensa. Nesse caso, existem algumas opções: atuar em campanhas políticas, trabalhar com pessoas famosas ou ser porta voz de empresas e instituições. A área de Comunicação Corporativa e Assessoria de Imprensa cresce ano a ano.

Analista de mídias sociais

Uma profissão relativamente nova e em constante crescimento que também pode ser desempenhada pelo jornalista é a de analista de mídias sociais. Com o uso da internet, as redações de mídias digitais são as que mais oferecem vagas hoje em dia.

Redator e analista de conteúdo

Com o desenvolvimento dos blogs e de redes sociais, abriu-se uma grande janela para exploração dos comunicadores. Alguns profissionais conseguem viver muito bem com a publicação de artigos em blogs dos mais variados assuntos.

Existe uma grande demanda por redatores para alimentar sites corporativos e atualizar páginas no Facebook, por exemplo. O jornalista que mergulhar nesse mercado pode se dar muito bem.

Redator freelancer

O formato do Jornalismo mudou. Afinal, nunca se produziu e circulou tanta informação como nos últimos anos. O caso é que essas informações se diluíram pelos incontáveis veículos e páginas da internet, o que provocou um esvaziamento nas redações dos tradicionais veículos de mídia.

Com essa realidade, cada vez mais os profissionais da área estão trabalhando como redator freelancer. Nessa modalidade, o jornalista trabalha de forma autônoma para a veículos e agências de comunicação ou para blogs e portais em geral.

Enquanto o jornalista de redação tem um salário fixo por mês e tem de escrever matérias cotidianas todos os dias, o freelancer “decide” que matéria quer escrever e apresenta a ideia, ou seja, a pauta, para o veículo de comunicação. Se a ideia é aceita, o jornalista freelancer parte para a produção do material e vai ganhar um valor determinado pelo trabalho. Ou seja, quanto mais conseguir emplacar pautas, mais ele vai receber.

É difícil arrumar emprego na área de Jornalismo?

O Jornalismo é uma das profissões mais tradicionais do mundo. No Brasil, encontrar emprego nesta área pode ser desafiador devido à concorrência e às mudanças na indústria da mídia. No entanto, existem muitas oportunidades em diversas áreas, como televisão, rádio, jornais, revistas, sites de notícias, mídias sociais e empresas corporativas.

É importante ter uma boa formação acadêmica, experiência profissional e habilidades para se destacar entre os candidatos. Além disso, é importante estar sempre atualizado e se adaptar às mudanças na indústria.

Qual o valor de um salário de um jornalista?

A média salarial de um jornalista é de R$ 3.510,06. O salário varia entre R$ 2.787,42 e R$ 8.122,78 de acordo com o tempo de experiência do profissional, cidade de atuação, jornada de trabalho e porte da empresa em que trabalha.

Qual área do Jornalismo dá mais dinheiro?

Não há uma área específica do Jornalismo que geralmente dê mais dinheiro do que outras. O salário de um jornalista pode variar dependendo de fatores como o tipo de mídia (impressa, televisada, online, etc.), a localização geográfica, a experiência e as habilidades do profissional.

Alguns jornalistas podem ganhar mais trabalhando em grandes veículos de comunicação ou em posições de liderança, enquanto outros podem ganhar menos trabalhando em veículos menores ou em posições de entrada.

Confira a remuneração média do jornalista em diferentes áreas de atuação:

  • Jornalismo Esportivo: R$ 5.428,70
  • Fotojornalismo: R$ 3.372,91
  • Reportagem: R$ 2.882,17
  • Assessoria de Imprensa: R$ 3.674,34
Texto escrito por: PRASABER
x

Estude Jornalismo com mensalidade reduzida.

Simule seu financiamento estudantil e veja como pagar menos por mês na faculdade de Jornalismo.

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter