Capital de Giro – guia completo de soluções financeiras para empresas Capital de Giro – guia completo de soluções financeiras para empresas

Capital de Giro – guia completo de soluções financeiras para empresas

Em algum momento da vida, você já ouviu que reservar uma quantia em dinheiro pode ser fundamental para ter um futuro confortável. E isso é verdade não só para a vida pessoal, mas também para manter qualquer negócio ativo no mercado.

Ter no planejamento um capital de giro pode garantir que uma empresa consiga fazer a manutenção necessária, quitar seus gastos mensais e ainda gerar movimentação com o investimento em seus produtos ou serviços, mesmo que ela ainda não esteja trazendo o faturamento desejado.

Neste artigo, vamos te explicar o que é o capital de giro e quais soluções financeiras podem contribuir para a saúde financeira de uma empresa! Continue por aqui e boa leitura 😊

O que é capital de giro?

Vamos começar pelo princípio! O que, de fato, é capital de giro? Para entender melhor sobre esse tema, pense na criação de uma empresa. Para que ela seja aberta e se mantenha em pleno funcionamento, mesmo que ainda não gere o lucro esperado, é necessário calcular e somar todas as despesas e ter recursos disponíveis para o pagamento de todas elas.

De maneira simplificada, o capital de giro é o valor disponível em caixa para manter uma empresa ativa no período em que trabalha para recuperar o investimento feito na sua criação. Pode-se dizer que é uma reserva para uso em manutenção e pagamentos de débitos enquanto a empresa não é totalmente rentável.

Como calcular capital de giro?

Para facilitar a sua visualização, o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) criou uma fórmula de cálculo de capital de giro, veja:

Infográfico: Como Calcular Capital de Giro

Calcular o capital de giro não é um bicho de sete cabeças, como muitos pensam, mas é preciso muito cuidado e atenção! O primeiro passo é somar todas as despesas mensais possíveis da empresa. Aqui vale contemplar aluguel de espaço, equipamentos de trabalho, funcionários, prestadores de serviços e fornecedores etc.

Lembre-se que para esse cálculo, devemos estimar custos fixos e variáveis. O fixo mensal são todos aqueles definitivos e conta com nenhuma ou pouca alteração de valor, como contas de energia, água, salário, impostos etc. Já as variáveis são os gastos que podem mudar a cada mês e geralmente são relacionados à produção e venda do produto ou serviço, já que matérias-primas e impostos sobre a venda podem oscilar bastante com o mercado, e até mesmo com a manutenção do espaço físico, caso seja necessário.

Assim que conseguir visualizar todos os gastos da empresa, já é possível ter uma noção do total que deverá estar disponível para garantir o pagamento das contas. Uma dica valiosa é dividir esse valor por 30, para observar a média diária de gastos que a empresa tem.

Depois de chegar no valor integral das despesas, é importante calcular o prazo médio de vencimento dos débitos versus o recebimento pelo seu produto ou serviço. É esse período que o capital de giro precisa cobrir para manter o funcionamento da empresa.

O terceiro e último fator para o cálculo do capital de giro é a soma do valor disponível no estoque em produtos. Aqui, é necessário ter uma média de uma quantidade mínima de itens para manter o negócio funcionando até a próxima reposição.

Depois de coletar todas essas informações de custos, pronto, você tem o valor indicado para o capital de giro da empresa.

Por que capital de giro é importante?


  • Se você ainda não está convencido da importância de ter um capital de giro, aqui vai alguns outros benefícios de contar com esse recurso:
  • Permite que a empresa ofereça alternativas de parcelamentos aos clientes;
  • Garante o estoque de produtos no período que não tiver reposição do fornecedor;
  • A empresa não fica negativada e nem com débitos em atraso no mercado;
  • Assegura o fornecimento de prestadores de serviços para o funcionamento da empresa;
  • Aumenta a possibilidade de negociação para conseguir preços mais competitivos com fornecedores.

Onde conseguir capital de giro para uma empresa?

O capital de giro é item essencial para a expansão de um negócio, mas nem sempre os donos de empresas contam com essa quantia disponível, principalmente os micros e pequenos empresários.

Mas isso não é desculpa para se arriscar no mercado sem capital de giro. Hoje existem algumas possibilidades para conseguir crédito em instituições financeiras, como bancos e até o Pravaler, que darão o respiro necessário para manter o negócio.

Dentre as centenas de soluções financeiras para este fim está a aquisição de cartão de crédito para parcelamento, o uso do cheque especial disponível na conta corrente e até mesmo uma linha de crédito em bancos especializados. O importante é estudar todas as alternativas para compreender qual é a que mais se encaixa no histórico orçamentário da empresa, contando o propósito, os valores de juros, mensalidades e até quantidade de parcelas.

O Pravaler, por exemplo, é uma ótima alternativa para instituições de ensino que precisam de altas quantias em um determinado período e não possui respiro financeiro para isso. Mais para frente, vamos te contar como funciona essa solução!

Quais são as soluções financeiras mais comuns para empresas?

Quando o capital de giro das empresas não consegue contemplar todas as despesas, elas podem – e devem – buscar parceiros que ofereçam soluções financeiras de acordo com cada necessidade. Vale solicitar empréstimo e até mesmo negociar parcelamentos.

No caso de faculdades e instituições de ensino, três ações podem fazer a diferença no momento de garantir o orçamento positivo no final do mês. São elas:

Antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis é uma boa alternativa como solução financeira. Isso porque ela é uma operação que adianta a quantia que a empresa já garantiu com seu cliente, só que o recebimento se dará a longo prazo.

De maneira mais prática, imagine que a faculdade faça a captação de alunos e contratualmente já conquistou um período de mensalidades pagas por eles. No entanto, apesar de saber que receberá em um prazo maior, a universidade precisa do valor total nesse momento, para pagar débitos abertos, cobrir algum imprevisto ou até considerar para seu planejamento de curto prazo.

É nesse momento que a antecipação de recebíveis pode ajudar! Com a comprovação de que a faculdade já vendeu a longo prazo seus cursos, a instituição financeira – como o Pravaler – faz o adiantamento desse valor de maneira imediata.

A ideia principal da antecipação de recebíveis é ser um recurso para otimizar a administração das finanças e acelerar a evolução do negócio, seja no setor educacional ou não. Além disso, é uma alternativa sem muita burocracia, com juros mais baixos do que empréstimos convencionais e ainda possui o senso de imediatismo.

Veja abaixo um infográfico sobre como funciona a antecipação de recebíveis no setor educacional:

Infográfico: Antecipação de Recebíveis para Faculdades

Compra de carteira

Aqui, além de receber antecipadamente o valor de aquisição de uma compra, a empresa transfere as obrigações que tinha com uma determinada lista de clientes.

A compra de carteira é uma modalidade utilizada entre empresas como forma de manter o serviço adquirido pelo cliente e atribuir o serviço para especialistas no assunto.

No setor educacional, essa alternativa pode ser utilizada em casos de financiamentos estudantis. Muitas universidades oferecem esse tipo de crédito para os estudantes, mas não conseguem, querem ou podem se comprometer completamente a esse produto.

É nesse momento que uma instituição financeira especializada sugere a compra de carteira de alunos da faculdade que optaram pelo financiamento para estudar.

Gestão de carteira

É uma etapa atrelada à compra de carteira, uma vez que após a compra é necessário fazer a administração dela. A gestão de carteira é quando a instituição financeira que adquiriu a lista de clientes vai trabalhar o relacionamento com eles.

O que isso quer dizer? Que a empresa que comprou a carteira fará a análise de crédito, a geração de contratos e emissão de boletos para pagamento, além de se responsabilizar pela gestão, a fim da redução ou extinção, da inadimplência.

No caso de um financiamento estudantil, exemplo citado na compra de carteira, os estudantes que contrataram esse serviço da faculdade que ingressará a graduação passam a se relacionar, inclusive no momento do pagamento e renovação contratual, com a instituição financeira que fez a aquisição da carteira de financiados.

A vantagem para esse tipo de solução é que a faculdade, ou qualquer negócio que optar pela alternativa, se isentará de qualquer relação ou responsabilidade no que diz respeito aos serviços adquiridos pelos clientes da carteira vendida. Isso não quer dizer que a empresa perderá clientes, e sim que ela será administrada por parceiros que entendem mais de determinado assunto.

O Pravaler ajuda o crédito do pequeno e médio empreendedor?

A resposta para a pergunta é sim! O Pravaler é uma das instituições financeiras que oferecem soluções não só para alunos, mas também para as instituições de ensino.

O principal objetivo é que as faculdades e centros de ensino garantam sua saúde financeira e mantenha um bom relacionamento com a carteira de alunos financiados, mesmo não sendo especialistas no assunto.

Soluções financeiras para empresas

O Pravaler quer ser solução para o mercado educacional no Brasil, e isso quer dizer oferecer recursos financeiros não só para pessoas que querem ingressar no ensino superior, mas também contribuir para a evolução daquelas que garantem mais educação e proporcionam essa experiência para esses estudantes: a faculdade.

Por esse motivo, agora, além do financiamento estudantil, também quer que as empresas façam a antecipação de recebíveis através da venda de carteira e sua gestão.

Impulsionamento de instituições de ensino

Mas, afinal, como o Pravaler faz isso e quais são as vantagens?

Com as soluções do Pravaler, a instituição vai ter a possibilidade de garantir de maneira imediata um valor que, inicialmente, receberia em um período maior. E isso pode ser o ponta pé para o investimento no negócio, como na aquisição de novos equipamentos, aplicação em recursos humanos e até a produção de eventos ou ações para captação de mais alunos. A escolha é livre!

O propósito é fazer com que a instituição tenha em mãos o valor que teria a longo prazo, para atender às necessidades do presente e buscar a evolução para o futuro.

Vantagens das soluções do Pravaler

Além da oportunidade de contar com um valor não esperado para investir no planejamento de curto prazo, a instituição transfere a responsabilidade para quem entende do assunto financiamento. E isso quer dizer que o Pravaler vai ser a instituição encarregada de gerar contratos de crédito, emitir boletos do parcelamento da graduação, fazer cobranças e renegociar débitos pendentes. Ou seja, a operacionalização do financiamento estudantil da universidade passa a ser do Pravaler!

Além disso, a possibilidade de inadimplência de pagamento se torna extremamente baixa, uma vez que com a gestão de especialistas será possível fazer a previsão desse déficit e aproveitar ainda mais as oportunidades da carteira de financiados.

Quanto custa a contratação do Pravaler

A instituição só paga o quanto recebe como antecipação, com o menor juros do mercado, e uma porcentagem que garante a administração completa da carteira pelo Pravaler! Sem burocracia e com o olho na saúde financeira das empresas 😉

Gostou do conteúdo e se interessou pela solução do Pravaler? Então converse com um especialista e saiba como ela pode ajudar o seu negócio!

SIMULE AQUI

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando, você está ciente dos nossos Termos e Políticas.

CONTINUAR