Afinal, o que é melhor: PRAVALER ou FIES?

Pravaler Ou Fies

Por PRASABER

Afinal, o que é melhor: PRAVALER ou FIES?

Se você está em busca de opções para financiar seus estudos em ensino superior, nada melhor do que saber o que o mercado oferece. Acredite: a análise criteriosa das soluções disponíveis é essencial para você ter como fazer a sua melhor escolha.

Muitas pessoas associam o financiamento estudantil ao FIES, programa do governo federal controlado pelo Ministério da Educação. Porém, existem outros programas privados, como o PRAVALER, que costumam ter um processo menos rígido de aprovação dos alunos.

Sendo assim, saiba mais sobre o PRAVALER ou FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) na sequência e compare os programas. Nossa ideia aqui é ajudar você a conhecer melhor as soluções para escolher a mais adequada para o seu caso.

Por que financiar?

O financiamento é o melhor caminho para estudantes que não têm condições de arcar com os custos de um curso superior particular. Nessa modalidade, o estudante tem suas mensalidades pagas por uma entidade que posteriormente recebe o dinheiro emprestado sob juros mais baixos do que normalmente é praticado no mercado.

A importância desse tipo de solução é dar ao aluno condições para que ele ingresse no mercado de trabalho para ter recursos e assim não somente pagar sua dívida, mas também começar a prosperar profissionalmente e financeiramente.

Vale lembrar que o ensino superior é tido como um diferencial de profissionais que conquistam os melhores empregos, entretanto, o acesso a ele não costuma ser tão fácil, seja em faculdades públicas em função da alta concorrência, seja em faculdades particulares por conta dos custos.

O FIES

Programa público, o FIES é aberto a qualquer estudante que tenha feito a prova do Enem e que tenha interesse em concorrer a vagas de cursos de graduação presenciais. Funciona da seguinte maneira: primeiro você faz o Enem, depois usa a nota obtida para concorrer com outros candidatos pelas vagas disponíveis em função de curso, faculdade, unidade e turno. Assim, o acesso se dá via competição pelas maiores notas. Se você for bem no exame, terá como concorrer às melhores vagas e assim ingressar em uma faculdade melhor. Além disso, é preciso comprovar renda dentro dos limites do programa.

Fique atento não somente às datas do FIES, mas também do Enem. O programa de financiamento abre inscrições a cada semestre, sempre considerando os resultados de qualquer edição do Enem desde 2010. As exigências mínimas são 450 pontos na média das provas e não zerar a redação. Além disso, é preciso comprovar renda familiar bruta mensal de até 3 salários-mínimos por pessoa.

O novo FIES

O FIES se desdobra em diferentes segmentos. Na versão atual, é possível até ter acesso a taxas de juros zero no financiamento. Essa solução é restrita a estudantes com comprovada baixa renda. Além disso, com o Novo Fies, o MEC trouxe melhorias na gestão do fundo, de maneira a torná-lo sustentável financeiramente e simplificar o acesso ao ensino superior por parte de quem mais precisa.

Basicamente, são duas modalidades: o novo FIES, como vagas sob juros zero para estudantes com renda per capta mensal inferior ou igual a 3 salários-mínimos, e a modalidade P-FIES, destinada a estudantes que apresentam renda per capta de até 5 salários-mínimos. Apesar de não oferecer juros zero, o P-FIES oferece juros mais baixos do que os praticados no mercado, uma vez que conta com recursos de fundos constitucionais e de desenvolvimento, além dos recursos de instituições financeiras parceiras.

O PRAVALER

O PRAVALER é o maior programa de crédito estudantil privado do país. Com ele é possível financiar cursos nas maiores instituições de ensino particulares como Mackenzie, PUC e Anhembi Morumbi. Embora também se destine a praticar taxas baixas de juros, o PRAVALER se diferencia do FIES em relação ao acesso, que neste caso é bastante simplificado.

Para participar do PRAVALER, o estudante precisa apenas estar matriculado em uma instituição de ensino parceira e se enquadrar nos critérios de renda mínima e requisitos legais. Além disso, a solução contempla não só estudantes de ensino presencial, mas também de cursos a distância e semipresenciais, além de pós-graduação.

Outra vantagem: o PRAVALER não exige a participação no Enem, o que significa que, mesmo que você tenha ido mal na prova ou que tenha perdido o exame por qualquer motivo, ainda é possível financiar seus estudos sob condições muito vantajosas.

O PRAVALER durante o curso

Um benefício do crédito universitário PRAVALER é se tratar de um programa de financiamento bastante simples de ser acionado pelo interessado.

A cada semestre o estudante pode renovar o seu financiamento privado. Assim, caso ele consiga uma oportunidade no mercado de trabalho que permita quitar as mensalidades por conta própria, ele pode simplesmente não renovar com o programa no semestre seguinte.

Esse é um diferencial importante, pois em casos de cursos com alta taxa de empregabilidade, o PRAVALER pode ser apenas o pontapé inicial para que o aluno comece a construir a própria trajetória. Dessa forma, não é necessário assumir um compromisso até o final do curso, ao contrário do que normalmente acontece com outros programas.

Vale lembrar que muitas universidades têm convênios com empresas, o que pode viabilizar o acesso a vagas de estágio para os estudantes já a partir do segundo semestre do curso.

A importância de financiar a pós-graduação

Ainda que o ingresso no ensino superior esteja relacionado ao surgimento das primeiras oportunidades, somente ele não garante ao estudante a qualificação necessária para ter acesso às vagas mais disputadas do mercado.

Para ter condições de conquistar essas vagas, o mais importante é ter diferenciais, algo que costuma estar associado à experiência, networking e, principalmente, habilidades e competências específicas. Para tanto, é indispensável fazer uma especialização, na qual o aluno tem como se aprofundar em temas relevantes da profissão que decidiu fazer para então poder se apresentar como um especialista em sua atividade.

É nesse sentido que o financiamento estudantil pelo PRAVALER aparece como uma vantagem a mais para quem já concluiu a graduação. Com ele, você consegue financiar também a sua pós e dar continuidade ao seu projeto de qualificação profissional, podendo almejar as vagas mais desejadas do mercado de trabalho.

E não precisa ser um curso presencial. Também para a pós-graduação, o PRAVALER contempla estudantes de cursos a distância e semipresenciais, algo que não é permitido dentro do FIES.

A taxa de juros

Tanto o FIES quanto o PRAVALER apresentam diferenciais em relação à taxa de juros, o que faz com que essas sejam as principais opções de financiamento estudantil presentes no mercado. Enquanto o FIES trabalha com diferentes tipos de contratos, que variam de acordo com a renda familiar, no caso do PRAVALER, tudo depende do perfil de cada aluno. Assim, é essencial que você faça a sua simulação para saber como se dará a cobrança, sendo possível até que você consiga a tarifa zero.

É interessante conferir todas as possibilidades que ambos os programas de financiamento oferecem para garantir a melhor escolha. Em termos práticos, os dois podem ser interessantes. A dica é conferir a tabela atual do FIES e fazer a sua simulação no site do PRAVALER.

Diferença em relação a bolsas de estudo

O estudante tem diferentes possibilidades para ingressar no ensino superior. Entre elas está a bolsa de estudo, que é uma alternativa diferente do financiamento estudantil. Bolsas de estudo não exigem contrapartida por parte do aluno, como acontece nos financiamentos, entretanto, apresentam uma série de critérios para quem deseja tentar uma vaga.

Existem programas de bolsas de estudo que funcionam como parcerias entre instituições. Assim, os descontos podem ser de diferentes tipos, mas em geral, eles as bolsas parciais correspondem a 50% do valor da mensalidade, enquanto as bolsas de estudo integrais, naturalmente, se destinam à totalidade do valor do curso.

Em alguns casos, as bolsas podem ser automáticas, desde que o aluno consiga a maior nota no vestibular que prestou. Além disso, existem as bolsas de auxílio, que são destinadas a estudantes com baixa renda comprovada.

Afinal, o que é melhor: PRAVALER ou FIES?

Tudo depende do seu perfil. Tanto o FIES quanto o PRAVALER oferecem benefícios que vão desde a taxa de juros, consideravelmente inferior às taxas tradicionalmente praticadas no mercado, quanto em relação à questão da praticidade. Dependendo de qual for o seu interesse e também da sua estratégia, você pode usar o financiamento apenas para se inserir numa universidade de qualidade e assim conseguir o seu espaço no mercado de trabalho rapidamente, podendo assim cuidar das suas despesas por conta própria.

Além disso, é possível recorrer ao financiamento caso você tenha o interesse em se aprofundar em alguma área do conhecimento por meio da especialização, mas ainda não tenha recursos para tanto.

Enfim, o FIES e o PRAVALER são soluções que podem simplificar o seu acesso ao ensino superior e, no caso do PRAVALER, até alavancar seu crescimento profissional na pós-graduação. A dica final é conferir as possibilidades de cada um deles de acordo com o seu perfil pessoal antes de tomar a sua decisão.

Agora que sabe como escolher o que é melhor: PRAVALER ou FIES, confira também um pouco mais sobre financiamento estudantil.

Compartilhar
Categoria: Fies

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.