Passo a passo: entenda como funciona o vestibular


Passo a passo: entenda como funciona o vestibular

O vestibular é sempre muito temido por estudantes que desejam ingressar no ensino superior. Seja pela concorrência ou por sua complexidade, o exame às vezes parece um obstáculo difícil de transpor.

Mas a verdade é que, com um bom preparo e dedicação, é possível conquistar a tão sonhada vaga na universidade. Além disso, nem todos os vestibulares são iguais, portanto, os níveis de dificuldade e concorrência variam bastante.

Preparamos este artigo para ajudar você a entender, passo a passo, o que é e como funciona o vestibular. Você também conhecerá as diferenças entre as provas para ingressar em universidades públicas e privadas. Confira!

O que é o vestibular?

Vestibular é o nome dado ao processo utilizado para selecionar os estudantes que entrarão na universidade. No Brasil, o exame é realizado para ingressar em instituições públicas e particulares.

A prova é composta por temas como Ciências Humanas, Linguagens, Ciências da Natureza, Matemática e Redação. Ou seja, disciplinas que compõem a grade curricular do ensino médio.

Em alguns casos, o vestibular é realizado em um único dia. Em outros, é dividido em dois ou mais dias e até em fases classificatórias e eliminatórias.

No Brasil, desde 2010, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é utilizado como uma forma de vestibular. Depois da prova, a seleção é feita pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Atualmente, 130 instituições públicas de ensino superior adotam o exame como processo seletivo.

O que preciso para prestar vestibular?

Para entrar na universidade, é importante que o candidato tenha concluído o ensino médio. Mas nada impede de prestar o vestibular antes de obter o certificado. Nesse caso, o estudante pode participar como treineiro, a fim de testar seus conhecimentos e se familiarizar com o exame.

Diferentemente de concursos públicos, não há muitas restrições para quem pretende prestar o vestibular. Antecedentes criminais, por exemplo, não impedem que o estudante realize o exame.

Para ingressar no ensino superior, o mais importante é que o candidato esteja com seus documentos em dia. Também precisa, obrigatoriamente, ter concluído o ensino médio para poder fazer a matrícula.

Mas o principal é chegar ao dia do vestibular bem preparado. Por isso, o ideal é estudar bastante e dominar os conhecimentos exigidos para garantir uma vaga na faculdade.

Existe diferença entre as provas?

Com exceção daquelas instituições que utilizam o Enem, o vestibular pode variar (e muito) de faculdade para faculdade. Por isso, é normal dizer que cada universidade tem seu estilo de prova.

No entanto, há estruturas que se repetem na maioria dos vestibulares espalhados pelo Brasil. Em geral, as instituições têm provas de múltipla escolha, dissertativas e de redação. Veja como funciona cada uma delas:

Múltipla escolha

As provas de múltipla escolha são as mais comuns na maioria dos vestibulares devido à sua praticidade. Elas são compostas por perguntas objetivas, que têm de 4 a 5 opções de resposta. O candidato deve escolher a alternativa correta e marcá-la em um cartão de respostas. Depois, a prova é corrigida eletronicamente, o que agiliza o andamento do vestibular.

Dissertativa

A prova dissertativa está presente em muitos vestibulares, normalmente como segunda fase. Assim, para chegar a essa etapa, o candidato já deve ter passado pelas provas de múltipla escolha e de redação. Nesse caso, a prova é composta por enunciados, que devem ser respondidos livremente pelo candidato, sem alternativas. Esse modelo testa, além dos conhecimentos, a capacidade de dissertar sobre diferentes temas, respeitando a norma padrão da língua portuguesa.

Redação

Na redação, o candidato deve dissertar sobre um tema específico, proposto pelo vestibular. Normalmente, o texto deve conter de 20 a 30 linhas. Nessa modalidade, é avaliada a capacidade de argumentação do estudante. Além disso, a prova avalia a utilização da norma padrão da língua e emprego de recursos como coesão e coerência.

O vestibular é igual em faculdades públicas e particulares?

Em alguns casos, o vestibular de faculdades particulares pode seguir o mesmo padrão de instituições públicas. Além disso, alguns deles são tão concorridos quanto os de universidades federais e estaduais.

No entanto, é mais comum que o processo seletivo para ingresso em instituições particulares seja simplificado. Normalmente, esses vestibulares contam com apenas uma fase, que pode ser de múltipla escolha ou simplesmente uma redação.

Além disso, é preciso compreender que o vestibular é apenas uma das formas de ingresso no ensino superior. Por terem maior liberdade, as instituições privadas podem adotar outros modelos de seleção.

Algumas faculdades particulares, por exemplo, utilizam a nota do Enem. Outras apenas avaliam o histórico escolar do ensino médio. E em outras é possível fazer uma prova agendada, que pode ser uma redação ou um teste de múltipla escolha.

Portanto, ao escolher o curso e a universidade, informe-se sobre o processo seletivo da instituição. Assim, você saberá exatamente como se preparar para a prova.

Compartilhar
Categoria: Vestibular
Tags: ENEM ENEM 2019

Pesquisar

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.