Curso de Design Gráfico: saiba tudo sobre o curso e o mercado Curso de Design Gráfico: saiba tudo sobre o curso e o mercado

Curso de Design Gráfico: saiba tudo sobre o curso e o mercado

O Design Gráfico é uma das ferramentas mais poderosas de comunicação. Ainda que não seja uma profissão nova, sem dúvida é uma área que cada vez mais encontra espaço no mercado de trabalho, com demanda sempre crescente para os novos profissionais.

Quer conhecer mais sobre a carreira de um designer gráfico? Então continue acompanhando o artigo!😊

O que faz um designer gráfico?

A atuação do designer gráfico é bastante ampla e engloba desde a estética até a funcionalidade de um produto ou marca, desenvolvendo projetos de comunicação visual ou na concepção de objetos de diversas naturezas, incluindo mobiliário, equipamentos, joias, roupas, jornais, revistas, livros, panfletos, anúncios, outdoors, além de vinhetas e anúncios para TV e internet. O designer gráfico também é responsável pela identidade visual de marcas, criando logotipos e outras peças com essa finalidade.

Está entre as atribuições do profissional escolher as fontes que serão utilizadas em textos, padronização de cores e grafismos, estrutura de páginas impressas, entre outras atividades para tornar os materiais de comunicação mais eficientes, claros e esteticamente agradáveis.

Em mídias digitais, o profissional está apto para elaborar templates para sites e elaborar peças publicitárias para a internet. Além disso, pode desenvolver ilustrações e vídeos em motion graphics ou videografismo, em que é possível utilizar movimento de ícones, formas geométricas, textos e imagens para animação, tanto em vídeos como em produções cinematográficas.

É importante ressaltar que o perfil profissional do designer gráfico exige algumas habilidades específicas que serão úteis para que ele possa se desenvolver plenamente na carreira. Nesse caso, é necessário ter certa afinidade com a tecnologia, o que inclui conhecimentos em relação a softwares e programas que serão ferramentas diárias de trabalho – muitos conhecimentos são passados durante a graduação, porém, é fundamental que o designer se identifique com essas exigências técnicas.

Além disso, durante e após a formação, o profissional precisa estar sempre atento às novidades da área, tanto em referências e tendências quanto no desenvolvimento de novas ferramentas técnicas, o que demanda uma boa dose de espírito inovador e grande criatividade para buscar as melhores formas de se comunicar.

Como é o curso de Design Gráfico?

A graduação em Design Gráfico é apresentada tanto no formato bacharelado, com quatro anos de curso, quanto no formato tecnológico, com menor duração (cerca de dois anos). O bacharelado tem foco maior na perspectiva teórica, conceitual e metodológica, oferecendo um conhecimento mais aprofundado dos conceitos estéticos. Já o tecnológico aborda as questões mais práticas da profissão e das exigências do mercado de trabalho, habilitando o profissional para atuar na área de forma mais rápida e objetiva.

No curso, o estudante terá contato com disciplinas como história da arte, desenho, técnicas de representação, design, estética e design de embalagens, entre outras, trazendo embasamento teórico para a formação do profissional, disciplinas técnicas, como desenho e ilustração, além de matérias com foco em gestão e planejamento para o desenvolvimento de projetos e elementos de psicologia, marketing, economia, entre outros.

Ao final do curso, o aluno deverá desenvolver o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e estará apto a idealizar soluções para que um produto ou uma marca tenha a identidade visual esteticamente agradável e funcional.

Áreas de atuação

A área de atuação para os designers gráficos é bastante ampla e crescente no mercado de trabalho. O profissional pode atuar em editoras, empresas de comunicação, escritórios e estúdios de design, gráficas, emissoras de TV, produtoras, empresas cinematográficas ou em qualquer outra empresa que seja necessária a criação de peças de divulgação e identidade visual.

O designer gráfico também pode atuar de maneira autônoma, prestando os seus serviços para o mercado, ou, ainda, ingressar na carreira acadêmica como docente. Entenda como será a atuação em cada um desses segmentos.

Agências de publicidade

O profissional de Design Gráfico é peça fundamental em agências de publicidade, já que idealiza toda a comunicação de uma marca e das campanhas institucionais por meio de criação de conceitos criativos. Talvez esse seja um dos mercados mais amplos para a atuação nessa profissão.

Editoras

O designer gráfico que atuar em editoras será responsável pelo fechamento de arquivos digitais para impressão na gráfica. Também atuará na diagramação de livros e no projeto gráfico de capa e outros materiais de divulgação sobre as obras.

Departamentos de arte em empresas de comunicação

Nessa área, o profissional pode trabalhar na criação de peças de divulgação e identidade visual de diversas marcas, podendo, inclusive, diversificar o seu portfólio na criação dos kv’s (key visual) de empresas de diferentes segmentos, tanto em mídias online (design digital) como em peças impressas.

Emissoras de TV

Em emissoras de TV, o designer gráfico é peça-chave no desenvolvimento de peças de publicidade para veiculação na televisão, vinhetas e outros conceitos desenvolvidos especialmente para os programas da emissora.

Empresas de embalagens

O design de embalagens é peça fundamental para que um produto tenha bom desempenho em vendas e avaliação dos consumidores. Nesse sentido, o designer gráfico atua para tornar a peça visualmente atrativa e funcional, sempre respeitando as particularidades e a identidade da marca.

Gráficas

Nesse segmento, o designer gráfico é o profissional responsável pela criação e preparação de peças gráficas impressas, harmonizando identidade visual, tipografia, ilustrações e imagens em materiais como panfletos, cartazes, banners, entre outros.

Produtoras de vídeos

Em produções audiovisuais, o designer gráfico com especialidade em motion design é o responsável por criar e desenvolver ilustrações, ícones e formas e dar movimento a esses elementos gráficos por meio de animações. Atualmente, é uma área em franca ascensão e essa habilidade certamente traz diferenciais importantes ao currículo do profissional.

Empresas cinematográficas

Nesse setor, o designer gráfico atua na elaboração de animações 3D, ilustrações em stop motion, criação de storyboard, criação de elementos gráficos em efeitos especiais, entre outras atribuições.

Quanto custa um curso de Design Gráfico?

O valor do curso de Design Gráfico pode variar bastante, dependendo de faculdade escolhida e do tipo de graduação. De forma geral, os cursos de tecnólogo costumam ter o valor mais baixo, variando entre R$800 e R$ 1.000. Já entre os cursos na modalidade bacharelado, os preços podem ser mais altos, chegando a ultrapassar R$2.000 – ainda que a média seja em torno de R$1.200 para cursos presenciais.

Quanto ganha um Designer Gráfico?

O salário de um designer gráfico pode variar bastante de acordo com o estado de atuação, o tipo de empresa e a categoria do trabalho a ser executado, além da etapa da carreira em que se encontra o profissional. O Guia de Profissões e Salários da Catho, por exemplo, indicam média nacional de R$1.650, enquanto o Site Nacional de Empregos categoriza as faixas salariais de acordo com o tempo de experiência:

  • Trainee (até 2 anos): R$1.700 a R$2.500
  • Júnior (2 a 4 anos): R$1.900 a R$2.800
  • Pleno (4 a 6 anos): R$2.300 a R$3.300
  • Sênior (6 a 8 anos): R$2.500 a R$3.700
  • Master (mais de 8 anos): R$3.000 a R$4.300

É importante ressaltar, novamente, que esses valores englobam uma média da profissão e que designers gráficos com carreiras mais longas podem receber um valor bem acima dos que foram apresentados. Além disso, no mercado freelancer, tão comum nesse segmento, os valores praticados podem divergir um pouco em relação às vagas em contratação via CLT.

Diferenciais da profissão

A carreira de designer gráfico, além de se beneficiar em um mercado bastante receptivo para esses profissionais, conta com algumas particularidades em relação ao formato de trabalho. Afinal, além de permitir a atuação em qualquer modalidade de empresa que esteja disposta a realizar o posicionamento de sua marca por meio de recursos visuais, ainda é uma das profissões mais abertas ao trabalho freelancer e remoto, no sistema de home office – o que tende ser uma forte tendência para os próximos anos.

Onde estudar Design Gráfico?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre essa profissão, chegou a hora de escolher uma faculdade que ofereça um curso alinhado com as demandas do mercado e que tenha boa reputação na área. Conheça algumas graduações na lista que preparamos para você:

O Design Gráfico é uma excelente aposta para quem tem a intenção de trabalhar em um mercado extremamente aquecido e cheio de oportunidades. Para saber mais informações sobre outras carreiras que também estão em alta, fica ligado nos conteúdos que publicamos por aqui. Até a próxima!

Categoria: CursosPRASABER

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.