Curso de Fisioterapia – saiba tudo sobre o curso e como se tornar fisioterapeuta Curso de Fisioterapia – saiba tudo sobre o curso e como se tornar fisioterapeuta

Curso de Fisioterapia – saiba tudo sobre o curso e como se tornar fisioterapeuta

Focado na prevenção, recuperação e reabilitação da saúde de um paciente, o curso de fisioterapia é uma das graduações que oferece um leque de opções de atuação. O profissional dessa área trabalha tanto na prevenção quanto na recuperação de lesões, definindo técnicas que serão utilizadas nas sessões de fisioterapia, como: massagens, alongamentos, tratamento à base de calor e frio, entre outras.

Para desenvolver essas habilidades, o curso conta com disciplinas na área da saúde e ciências biológicas, além de diversas atividades práticas e estágio supervisionado. Ficou interessado? Então confira o conteúdo que preparamos pra você!

O que faz um fisioterapeuta?

Sabe quando sofremos alguma lesão ou estamos com algum problema muscular? Geralmente, o médico sugere o acompanhamento de um fisioterapeuta para complementar a ação dos medicamentos e acelerar a recuperação. É esse profissional que é o responsável pela recuperação de nossos movimentos, através de massagens e exercícios, atuando também na prevenção de doenças ocupacionais.

O fisioterapeuta pode realizar atendimentos em clínicas, hospitais, clubes ou em domicílio e é o responsável por analisar e interpretar exames e laudos médicos para ter uma visão ampla do estado de saúde do paciente e identificar alguma possível lesão. A partir do diagnóstico, prescreve o tratamento a ser realizado, que varia de acordo com a condição do paciente e a lesão a ser tratada.

Como é o curso de fisioterapeuta?

Com duração média entre 4 e 5 anos, a graduação em fisioterapia proporciona ao aluno uma qualificação voltada ao mercado de trabalho e a cada semestre oferece uma grade curricular formada principalmente por disciplinas ligadas às áreas de anatomia, biologia, saúde pública e fisiologia, exigindo do aluno um perfil crítico, reflexivo e, sobretudo, humano.

Na maior parte das universidades, as aulas são oferecidas na modalidade presencial e acontecem em meio período. A formação é generalista e abrange as mais diversas áreas em que o fisioterapeuta pode atuar: atendimento clínico, saúde coletiva, fisioterapia desportiva, ortopedia etc.

A carga horária é distribuída entre matérias teóricas e práticas nas quais o estudante tem a oportunidade de aplicar seus conhecimentos. Após a formação, o aluno recebe o diploma de bacharel e se torna um profissional capaz de exercer as funções aprendidas no mercado de trabalho.

Áreas de atuação:

Saúde Preventiva

A fisioterapia preventiva é voltada à prevenção da saúde e não simplesmente na reabilitação de problemas musculares. Para isso, o fisioterapeuta procura conhecer bem os hábitos do paciente, como por exemplo, se pratica algum esporte ou exercícios físicos (quais e com que frequência) ou como é o seu trabalho (se costuma ficar muito tempo sentado ou em pé).

Com estes dados, o profissional consegue propor o melhor procedimento a fim de prevenir qualquer tipo de lesão que essa pessoa possa ter. Neste tipo de trabalho, são utilizados exercícios de respiração, relaxamento muscular, orientações de postura e alongamentos corporais.

Cardiologia e Pneumologia

É a área responsável por prevenir e tratar doenças respiratórias e cardíacas, além de melhorar a qualidade de vida e bem-estar geral dessas pessoas. Neste caso, o tratamento proposto pelo fisioterapeuta conta com exercícios ligados aos aparelhos respiratórios e circulatórios. Geralmente, a fisioterapia cardiorrespiratória atua com pacientes em fases pré e pós-operatória.

Dermatologia

Aplicação de massagens em pacientes pós-cirurgia para amenizar desconfortos. Além disso, também aplicam aparelhos de raios infravermelhos, ultravioleta e laser para reduzir lesões e acelerar a cicatrização de queimaduras e cortes cirúrgicos.

Estética

Os tratamentos são feitos com aplicações externas no corpo do paciente em períodos pós-operatórios de cirurgias plásticas, além de tratamentos de celulites e flacidez. Também fazem parte dos procedimentos da fisioterapia estética tratamentos que utilizam massagens, drenagem linfática, bambuterapia e tratamentos faciais, como, por exemplo, limpeza de pele que visam a recuperação do tecido do rosto.

Fisioterapia do Trabalho

A fisioterapia do trabalho visa prevenir e manter a saúde do trabalhador. O fisioterapeuta deve conhecer as atividades exercidas por cada funcionário para que possa orientá-los em cada tarefa e, dentro da empresa, fica responsável por elaborar um planejamento de ginástica laboral e executar os exercícios junto com os trabalhadores.

Além disso, pode atuar com palestras e treinamentos sobre postura e prevenção de doenças e elabora laudos ergonômicos, propondo adaptações e melhorias para que o ambiente de trabalho siga as normas regulamentadoras e esteja o mais adequado possível para receber os colaboradores.

Fisioterapia Desportiva

O fisioterapeuta desportivo realiza avaliações funcionais periódicas para verificar o condicionamento físico de atletas e é quem prescreve um tratamento preventivo conforme o tipo de atividade física desempenhada pelo paciente. Nesta área, o profissional pode atuar em clubes esportivos, acompanhando atletas individuais ou equipes em competições.

Além do tratamento preventivo, o fisioterapeuta que optar por essa área, também será o responsável pelo tratamento de lesões ou traumas físicos dos atletas.

Indústria de Equipamentos

Em indústrias e fábricas de equipamentos, um fisioterapeuta pode atuar no desenvolvimento de novos equipamentos que serão utilizados na fisioterapia clínica, no tratamento e recuperação de pacientes. Também são capazes de atuar fazendo testes e avaliações de produtos já existentes.

Fisioterapia Neurológica

Também chamada de fisioterapia neurofuncional, atende pacientes com limitações de movimentos decorrentes de acidentes que afetam o sistema nervoso central ou de doenças degenerativas, tais como: derrame cerebral, paralisia cerebral, esclerose múltipla e doença de Parkinson. Muitas vezes esse processo exige que o paciente reaprenda movimentos corporais básicos, como andar ou levantar o braço.

Fisioterapia Oncológica

Tratamentos de câncer podem afetar nossos corpos de diversas maneiras e, por isso, a fisioterapia oncológica é tão necessária. Ela é responsável pela elaboração de exercícios específicos para promover o bem-estar do paciente durante e depois do tratamento.

O objetivo é manter, preservar, desenvolver e restaurar a integridade dos órgãos e dos sistemas do paciente após tratamentos fortes como radio e quimioterapia ou cirurgias. Outra função é prevenir os distúrbios causados pelo tratamento de diversos tipos de câncer.

Ortopedia e Traumatologia

Tem como objetivo acelerar a recuperação de movimentos e reduzir as dores de pacientes com fraturas, traumas ou luxações. Além disso, também pode servir para a prevenção e reabilitação de lesões da coluna vertebral e das articulações causadas por postura incorreta ou esforço repetitivo.

Quanto custa um curso de fisioterapeuta?

Dos cursos da área da saúde, o de fisioterapia pode ser considerado um dos mais baratos, porém apresenta variação nos preços das mensalidades, indo desde R$ 400,00 a R$ 4.000,00. Estes valores variam de acordo com a instituição de ensino, do período escolhido e da região.

Quanto ganha um fisioterapeuta?

O piso salarial dos fisioterapeutas é definido pelos sindicatos da categoria em cada estado brasileiro, variando entre R$ 1.100 e R$ 2.900, aproximadamente. Além disso, as diferentes áreas de atuação contam com diferentes salários, assim como também diferentes ambientes de trabalho e cargas horárias.

Tudo muda de um tipo de fisioterapeuta para outro. Por isso, é importante também levar em conta quanto cada tipo de especialização ganha. Veja alguns exemplos:

Fisioterapeuta do trabalho

Salário inicial: R$ 1.800,00

Média salarial: R$ 2.430,00

Maior salário: R$ 5.000,00

Fisioterapeuta home care

Salário inicial: R$ 1.750,00

Média salarial: R$ 2.400,00

Maior salário: R$ 4.200,00

Fisioterapeuta hospitalar

Salário inicial: R$ 1.66000

Média salarial: R$ 2.840,00

Maior salário: R$ 5.000,00

Os salários podem variar de acordo com o tamanho da empresa, as responsabilidades do profissional dentro do ambiente de trabalho e da região onde cada um irá trabalhar. Porém, com essas informações, já é possível ter uma boa noção do que se esperar.

Para fisioterapeutas que trabalham como autônomos, existe uma tabela de referência divulgada pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), estabelecendo os valores mínimos a serem praticados para diversos serviços de fisioterapia. Caso tenha interesse, é só conferir!

Onde estudar fisioterapia?

São muitas as instituições de ensino superior que oferecem o curso de fisioterapia. Para exercer a profissão, você vai precisar de um diploma reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Na verdade, o aval do MEC é obrigatório para comprovar o nível superior em qualquer curso.

Por isso, ao escolher uma faculdade, essa deve ser a primeira informação a verificar. O reconhecimento por parte do MEC significa que aquela instituição vai emitir um diploma com validade em todo o território nacional. E se for bem avaliada pelo Ministério, então, é certeza de alta qualidade de ensino.

Categoria: CursosPRASABER

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.