Curso técnico em Cafeicultura – saiba tudo sobre a profissão Curso técnico em Cafeicultura – saiba tudo sobre a profissão

Curso técnico em Cafeicultura – saiba tudo sobre a profissão

O interesse no curso técnico em cafeicultura tem crescido nos últimos anos, especialmente por conta da disseminação de novos negócios envolvendo o universo do café, desde a produção de cafés especiais até os estabelecimentos com essa especialidade. Quer saber tudo sobre essa promissora carreira? Então continue acompanhando este artigo!

O curso técnico em cafeicultura

O curso técnico em Cafeicultura tem o objetivo de formar profissionais que detenham o domínio de toda a cadeia do agronegócio do setor cafeeiro, com habilidade para conduzir os processos produtivos que envolvam o gerenciamento de qualidade no cultivo, pós-colheita e comercialização, na implantação de sistemas de produção sustentáveis, no conhecimento de sistemas de certificação de cafés especiais e em atividades de assistência técnica.

O mercado de trabalho para a profissão é bastante amplo, com um grande campo de atuação que envolve elaborar e executar projetos agrícolas desde o preparo dos recursos naturais, cultivo, passando pela produção, armazenamento, beneficiamento e a comercialização do café. Além disso, o profissional é capaz de dominar vários aspectos como espécies e variedades, manejo de mudas, exigências climáticas, infraestrutura para a condução da lavoura e da colheita, além de processos fitossanitários do cultivo do café.

O técnico em cafeicultura também está apto a elaborar relatórios sobre classificação, controle de qualidade e certificação de cafés.

Como funciona o curso técnico em Cafeicultura?

Durante o curso, o futuro técnico em cafeicultura desenvolve habilidades de comunicação e trabalho com equipes multidisciplinares que visam a segurança alimentar e a conservação do meio ambiente, além das competências voltadas para o desenvolvimento de soluções que poderão ser aplicadas aos sistemas de produção de café.

De forma geral, a grade curricular do curso técnico em cafeicultura está relacionada às atividades de assistência técnica, extensão rural e formas de organização social demandadas pelo mercado, como Irrigação e Drenagem para Cafeicultura, Sociologia e Extensão Rural, Saúde e Segurança no Trabalho, Defensivos Agrícolas.

Quem pode fazer um curso técnico em Cafeicultura?

Para iniciar o curso técnico em cafeicultura, o estudante deverá ter finalizado ou estar cursando o ensino médio regular ou EJA (Educação para Jovens e Adultos).

Áreas de atuação

O técnico em cafeicultura está apto para atuar em um vasto mercado de trabalho. Veja alguns postos de trabalho onde esses profissionais poderão atuar:

  • Empresas de produção e consultoria agrícola;
  • Extensão rural e pesquisa;
  • Comércio do agronegócio do café;
  • Indústrias de insumos agropecuários;
  • Associações e cooperativas;
  • Classificador e degustador de café;
  • Gerente técnico e administrador de propriedades cafeeiras;
  • Consultor e Inspetor de propriedades orgânicas de café;
  • Consultor de qualidade em propriedades cafeeiras;
  • Consultor e analista de vendas, marketing e carteiras de financiamento;
  • Empresário na área de cafeicultura de qualidade.

Tipos de cursos

O curso técnico em cafeicultura pode ser encontrado nos formatos a distância (EAD), semipresencial e presencial. Saiba agora como eles funcionam:

EAD

O ensino a distância, ou EAD, possibilita que o aluno realize o curso de forma 100% remota, via internet. Normalmente, as instituições disponibilizam uma plataforma para que os alunos acessem aulas e demais materiais para o curso. As provas, em alguns casos, também são realizadas de forma on-line.

Semipresencial

No formato semipresencial, o estudante cursa apenas parte da carga horária na instituição, enquanto a outra parte é cursada a distância. Nessa modalidade, para que o MEC considere que o curso se encaixe no formato semipresencial, apenas 20% da carga horária seja ocupada com atividades a distância.

Presencial

Na modalidade presencial, o aluno deverá cursar as disciplinas práticas e teóricas na local de ensino durante toda a duração do curso. É o formato tradicional, mais comumente encontrado nas instituições de ensino superior.

Qual o salário de um técnico em cafeicultura?

O salário médio de um técnico em cafeicultura varia entre R$ 1.890,27 a R$ 7.799,24, dependendo do tempo de carreira, porte da empresa e estado de atuação.

Onde fazer curso técnico em Cafeicultura?

Confira as instituições de ensino que oferecem o curso técnico em cafeicultura.

  • Centro Universitário do Cerrado (UNICERP) – Patrocínio/MG;
  • Instituto Federal do Sul de Minas Gerais – Muzambinho/MG;
  • Escola Técnica Federal – Franca/SP;
  • Instituto Federal do Espírito Santo – Aracruz/ES;
  • Escola Técnica Estadual – Espírito Santo do Pinhal/SP.

Duração média de um curso técnico em Cafeicultura? 

A duração média de um curso técnico em cafeicultura é de dois ou três anos, podendo variar de acordo com a instituição e a matriz curricular da formação.

Diploma e certificado

O aluno que realizar a formação técnica em cafeicultura obterá, ao final do curso, o diploma ou certificado de conclusão. Com ele, é possível complementar a formação com a graduação de nível superior.

Possibilidades de especialização técnica

O profissional com formação técnica em cafeicultura poderá realizar especializações na produção e classificação de cafés gourmet ou cafés especiais.

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação superior

O técnico em cafeicultura pode dar continuidade em sua formação na graduação superior nos seguintes cursos:

  • Curso superior de tecnologia em cafeicultura;
  • Licenciatura em ciências agrárias;
  • Licenciatura em ciências agrícolas;
  • Bacharelado em engenharia agronômica;
  • Bacharelado em ciências agrárias e meio ambiente.

O que achou deste curso? Continue acompanhando nosso blog e conheça outras profissões que estão em alta. Fique ligado!

Categoria: PRASABERTécnico

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.