Curso Técnico em Segurança do Trabalho – saiba tudo sobre a profissão Curso Técnico em Segurança do Trabalho – saiba tudo sobre a profissão

Curso Técnico em Segurança do Trabalho – saiba tudo sobre a profissão

O técnico em segurança do trabalho tem como responsabilidade preservar a integridade física dos colaboradores da empresa. As atividades do técnico são de inspecionar as condições de trabalho, equipamentos e instalações, garantindo a eliminação de riscos à saúde dos trabalhadores, fazendo com que as normas do ambiente de trabalho sejam cumpridas.

O profissional precisa disseminar e seguir as regras internas e externas de segurança, mapear as condições inseguras, definindo planos de ação e acompanhando a implementação das ações, orientando os funcionários do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) dentro do ambiente de trabalho.

Se identificou com a profissão de técnico em segurança de trabalho? Continue lendo nosso artigo para descobrir como se profissionalizar com o curso técnico, chega aí!

Como funciona o curso técnico em segurança do trabalho?

O curso técnico em segurança do trabalho tem a duração de um ano e meio e oferece uma entrada rápida ao mercado de trabalho, oferecendo aos técnicos formados a oportunidade de ganhar bons salários.

O estudante precisará ter uma dedicação maior aos estudos, pois além das 36 normas existentes, as companhias também costumam ter suas próprias políticas de segurança. Durante o curso os estudos serão sobre a legislação aplicada, gestão ambiental, primeiros socorros, fundamentos de segurança, higiene no trabalho, gerência de risco, entre outras matérias que serão fundamentais para a formação do aluno.

Lembrando que depois de formado, o profissional precisa fazer o pedido do cartão de registro profissional do técnico em segurança do trabalho, emitido pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) pela internet.

Quem pode fazer um curso técnico em segurança do trabalho?

Para realizar a inscrição no curso técnico em logística é necessário cumprir alguns requisitos, como: o estudante deve estar cursando ou ter concluído o ensino médio e a idade mínima pode variar de curso para curso.

A dica é, antes de realizar a sua inscrição no curso, conferir as informações na instituição de ensino desejada e avaliar se você atende a todos os requisitos de acesso ao curso.

Áreas de atuação

A missão do profissional em segurança do trabalho é de inspecionar as instalações físicas e equipamentos de trabalho da empresa, certificando que está tudo conforme as normas e leis brasileiras de segurança.

O profissional, além de promover ações com o foco de evitar a acidentes e problemas de saúde, atua nos maiores lugares de risco, como: laboratórios, hospitais, obras, fábricas, entre outros. Algumas das atividades do técnico em segurança do trabalho são:

  • Criar e propor políticas de segurança no ambiente de trabalho;
  • Acompanhar vistorias, perícias e auditorias;
  • Planejar e implementar modelos de segurança do trabalho;
  • Desenvolver testes e pesquisas no ambiente de trabalho;
  • Gestão de equipes.

O Brasil conta com ais de 350 mil profissionais na área, mas ainda há uma procura muito grande por esse profissional nas empresas, com a expansão industrial e comercial do país. As áreas de atuação são tanto em empresas, como indústrias, confira:

  • Varejo;
  • Fábricas;
  • Empresas públicas ou privadas da construção civil, aviação, petrolíferas, mineradoras;
  • Consultorias;
  • Portos e Aeroportos;
  • Instituições de ensino.

Tipos de cursos

Há 3 tipos de cursos para a escolha do aluno. Confira o detalhe de cada um deles:

EAD

As aulas EAD são desenvolvidas em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), com encontros presenciais apenas para as avaliações, que ocorrem de 1 a 2 vezes por semestre.

O estudante pode escolher os melhores dias e horários para os seus estudos, acompanhando aulas ao vivo previamente marcadas e realizando atividades no seu tempo livre.

É importante ter um planejamento para cumprir o cronograma de estudos do curso a distância, uma vez que o aluno não tem a necessidade de comparecer diariamente à instituição de ensino ou ao polo de educação a distância.

Semipresencial

Conhecidos como cursos híbridos, os cursos semipresenciais são a mistura do ensino EAD com o ensino presencial. Para um curso ser considerado semipresencial, é necessário que ao menos 20% da carga horária seja destinada para aulas a distância.

Os cursos semipresenciais possuem encontros presenciais em sua maior parte da carga horária, que ocorrem de 1 a 2 vezes por semana, dependendo da instituição de ensino. Quando o aluno não tem aula presencial, ele pode se dedicar ao ambiente virtual de aprendizagem para realizar as suas tarefas.

Presencial

O estudante na modalidade presencial tem aulas frequentes que, dependendo da grade do curso, podem ser em dias diferentes da semana. A carga horária costuma ser mais alta, já que é necessário a presença do aluno na instituição de ensino.

As atividades e provas são realizadas na instituição de ensino e, para conseguir aprovação nas matérias, é necessário ter 70% de frequência mínima nas aulas, além das notas mínimas de acordo com cada instituição de ensino.

Qual o salário de um técnico em segurança do trabalho?

O salário base 2020 para um técnico em logística é de R$2.080,00, com carteira assinada em regime CLT em todo Brasil.

Onde fazer curso técnico em segurança do trabalho?

Existem diversas instituições de ensino públicas ou privadas que oferecem o curso técnico em segurança do trabalho. Confira as principais:

Curso técnico EAD e semipresencial

  • Faculdade Método de São Paulo (Famesp);
  • Universidade Cruzeiro do Sul;

Curso técnico presencial

  • Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac);
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Qual a duração média de um curso técnico em segurança do trabalho?

De acordo com as informações cedidas pelo Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), o curso técnico em segurança do trabalho deve ter duração de 1.200 horas no total. As instituições de ensino oferecem o curso com tempo médio que varia entre 1 ano e meio a 2 anos.

Diploma e certificado

O diploma do ensino técnico em química é de nível médio, voltado para a capacitação profissional. Não existe diferença entre certificados de cursos a distância, semipresencial ou presencial, todos têm a mesma validade em território nacional.

Possibilidades de certificação intermediária

O curso de Agente de Observação de Segurança é uma possibilidade de certificação intermediárias para o curso.

Possibilidades de especialização técnica.

Com sua formação no curso técnico em vista, o estudante que investiu os estudos no setor da segurança do trabalho tem a possibilidade novas formações com alguns cursos de especialização, que são:

  • Especialização técnica em higiene ocupacional;
  • Especialização técnica em ergonomia;
  • Especialização técnica em prevenção e combate a incêndio;
  • Especialização técnica em meio ambiente;
  • Especialização técnica em segurança do trabalho na construção civil;
  • Especialização técnica em segurança do trabalho em petróleo e gás.

Verticalização para cursos de graduação superior

Já para quem faz o curso técnico com objetivo de começar um curso superior em seguida, pode seguir as seguintes graduações:

Esse foi nosso conteúdo sobre o curso de técnico em segurança do trabalho. Curtiu? Sabia que o governo federal conta com um programa de bolsas para cursos técnicos? Confira nosso conteúdo Pronatec: guia completo do programa.

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.