Psicologia – tudo sobre a carreira e curso Psicologia – tudo sobre a carreira e curso

Psicologia – tudo sobre a carreira e curso

Quem pensa em ingressar no curso ou se identifica com a carreira voltada para a psicologia pode pensar que essa profissão só tem uma vertente de atuação, a de psicólogo de consultório. Mas saiba que a formação em Psicologia oferece um mundo de possibilidades voltados a análise e compreensão dos diferentes comportamentos humanos.

A dica para quem sonha em ser um psicólogo, mas não sabe em qual área atuar é conhecer a fundo todos os setores, assim, entende qual combina mais com o seu perfil profissional e qual sente o desejo de traçar a sua carreira. E se você tem o sonho de começar essa graduação, mas pintou aquela dúvida se é a profissão certa, vamos compartilhar por aqui todas as informações sobre o curso de Psicologia e as alternativas de atuação no mercado de trabalho. Continue com a gente!

O que é e como funciona a Psicologia?

A máquina mais complexa do mundo é a mente humana. Essa afirmação já foi comprovada por diversos estudiosos, ao observar que tudo o que fazemos ou sentimos faz parte de um processo do corpo humano em que quem determina todos os tipos de movimentos, raciocínios, vontades e comportamentos é a mente.

Foi através dessa compreensão que filósofos e pensadores da Grécia Antiga, como Sócrates, Platão e Aristóteles, deram origem a ciência da psicologia. A palavra é originada do vocabulário grego, onde psyque, significa “mente”, e logos, significa “conhecimento ou estudo”, e seu propósito desde os primórdios é a investigação e estudo do cérebro humano, a fim de interpretar e entender ações e causas para o comportamento dos indivíduos.

Com um intenso trabalho de observação e interpretação, os psicólogos buscam entender e explicar os diferentes tipos de reações humanas a partir de variados aspectos da formação da mente, como o social, cultural e familiar, por exemplo. A partir desse estudo, os profissionais podem atuar em reações negativas e até se antecipar em diagnósticos comportamentais.

Qual a função de um psicólogo?

O estudante que investir na graduação em Psicologia terá como atribuição principal a análise emocional e dos processos mentais de um único indivíduo ou de um grupo de pessoas. Na prática, o profissional estuda as atividades psíquicas do ser humano através de diferentes metodologias científicas, para diagnosticar, prevenir e tratar distúrbios emocionais de qualquer natureza.

Apesar de, no geral, a função do psicólogo ser de análise de comportamento, existem diversos subcampos no setor que possibilitam a atuação do profissional, como no esporte, em ambiente escolares e até mesmo no corporativo, em escritórios de diversos segmentos. Quem escolher pela faculdade de psicologia deve explorar todas essas possibilidades para encontrar o ramo que mais se identifica.

E para ter certeza de que fez a escolha certa, além de se aprofundar sobre a profissão – como estamos fazendo nesse artigo, também é importante fazer um teste vocacional, assim, o estudante encontra a profissão ideal de acordo com o seu perfil, gostos e habilidades.

Qual a diferença entre Psicologia e Psiquiatria?

Uma das maiores dúvidas entre os estudantes é entender a diferença entre psicologia e psiquiatria. De fato, as duas profissões são muito semelhantes e tem o mesmo propósito, que é cuidar da mente humana. No entanto, existem duas diferenças entre elas que fazem delas atuações distintas.

A primeira é o tipo de formação. Enquanto para se tornar um psicólogo ou psicóloga, o estudante precisa passar por cinco anos estudando no curso superior em Psicologia, o psiquiatra deve ingressar no curso de Medicina e, depois de concluir a formação, pode se especializar na Psiquiatria.

Além disso, as profissões se diferem na forma de tratamento do paciente. A psicologia analisa e trata distúrbios emocionais e mentais a partir de uma análise histórica do indivíduo, ou seja, estuda todo o contexto em que ele vive e pratica uma técnica conversacional – ou através de conversas sobre as emoções, sentimentos e histórias da vida do paciente. Todo o tratamento com um psicólogo é feito sem nenhuma intervenção com medicamentos, e é nessa etapa que ela se difere da Psiquiatria. O psiquiatra analisa os transtornos mentais a partir de fatores orgânicos, fisiológicos e químicos do corpo humano. Com uma perspectiva médica – e não social, como o psicólogo, o profissional em Psiquiatria tem a preocupação de reestabelecer o equilíbrio hormonal e reduzir os sintomas com a administração de medicamentos.

Confira abaixo as principais diferenças entre Psicologia e Psiquiatria:

Diferenca Carreira Psicologia Psiquiatria Mobile

Como é o mercado de trabalho para um psicólogo?

O mercado de trabalho da Psicologia é muito amplo e ultrapassa o consultório de atendimento – apesar de ser uma das alternativas. Um psicólogo pode exercer suas atividades na área da saúde, da educação e no setor empresarial, tanto em organizações públicas como privadas. Tudo vai depender do desejo profissional e das oportunidades.

Quais áreas um psicólogo pode atuar

Dentre as possibilidades de atuação do psicólogo, estão:

Psicologia clínica

Psicólogos podem atender em clínicas particulares e populares. Nesses ambientes, costumam atuar com pacientes a fim de estudar e tratar possíveis problemas emocionais. É possível trabalhar em mais de uma clínica ao mesmo tempo, já que elas costumam ter mais de um psicólogo disponível e eles revezam os dias da semana em que trabalham lá. É uma ótima ideia para quem está começando na profissão, já que o índice de contratação é alto. Antes de ter uma clínica própria, é bom ter experiência em outras!

Psicologia corporativa

Psicólogos do trabalho costumam atender vários setores: ajudam a selecionar candidatos em entrevistas e dinâmicas de grupo, dão palestras para motivar a equipe, atendem funcionários que estão passando por problemas com colegas, resolvem conflitos e até mesmo ajudam futuros aposentados a lidar com a separação do mercado de trabalho. São muitas atribuições, mas pode ser um emprego bastante recompensador e estável!

Psicologia no terceiro setor

Do mesmo modo, alguns psicólogos trabalham em grandes instituições do governo, não-governamentais (ONGs) e relacionadas a uma causa, como o Instituto do Câncer Infantil. Nessas instituições, eles não apenas atendem pacientes que precisam de ajuda e acompanhamento, mas também auxiliam os voluntários e trabalhadores, já que trabalhar em uma instituição, mesmo que seja satisfatório, pode trazer muita pressão e estresse. É um jeito de se aproximar do trabalho voluntário e comunitário sem deixar de exercer sua profissão!

Psicologia escolar

Psicólogos infantis ou especializados em adolescência podem trabalhar em escolas e creches. Eles ajudam os professores a lidar com o comportamento de crianças e adolescentes, auxiliam com ideias de atividades em sala de aula, resolvem conflitos entre alunos e professores – ou entre alunos – e conversam com crianças que estejam passando por momentos difíceis. Muitas vezes, o psicólogo da escola é a única pessoa com quem um adolescente pode conversar sobre seus problemas e frustrações. Exige muita responsabilidade!

Psicologia hospitalar

Como qualquer outro profissional da área da saúde, psicólogos podem trabalhar também em hospitais! A rotina pode ser pesada e o contrato costuma ser exclusivo. Por isso, o sistema de administração é bem diferente dos das clínicas, empresas ou instituições. Mas o profissional tem a oportunidade de conhecer casos variados e enfrentar novos desafios todos os dias em um ambiente de muita pressão. É um desafio e tanto!

Esses são apenas alguns dos muitos lugares em que o psicólogo pode trabalhar. Eles ainda podem atuar em equipes esportivas – já imaginou como é ser psicólogo de um time olímpico? – na polícia, no exército, em agências de viagem etc. Onde tiver um grupo de pessoas que pode precisar de orientação ou enfrentam problemas psicológicos, um psicólogo será necessário.

A Neuropsicologia é uma das áreas mais novas e que está em intenso crescimento na profissão. Nela, são estudadas as funções do cérebro diante do comportamento humano e processos psicológicos. Com a metodologia da Neuropsicologia é possível identificar lesões cerebrais que promovem algum tipo de ação do paciente, assim, o tratamento é mais efetivo e os danos cognitivos são reduzidos.

Quanto ganha um profissional formado em Psicologia?


Assim como em qualquer profissão, o salário do psicólogo pode variar de acordo com o setor, o nível profissional e a região em que atua. O piso salarial da área varia por Estado, mas a média nacional de acordo com o Banco Nacional de Empregos (BNE) fica em torno de R$3.193. Confira abaixo uma tabela com algumas remunerações para um profissional formado em Psicologia:

Média salarial de psicólogo por tempo de carreira

Recém-formado

Entre R$ 1.572 e R$ 2.657

De dois a quatro anos de experiência

Entre R$ 1.965 a R$ 3.321

De quatro a seis anos de experiência

Entre R$ 2.456 a R$ 4.151

De seis a oito anos de experiência

Entre R$ 3.070 a R$ 5.189

Mais de oito anos de experiência

Entre R$ 3.838 a R$ 6.487

Por que aprender Psicologia?

A Psicologia é uma área que aproxima o profissional do entendimento total sobre o funcionamento da mente humana. Ao se aprofundar nessa profissão, além de conhecer uma outra vertente da ciência, é possível compreender de forma muito mais ampla todos os comportamentos humanos, suas causas e efeitos.

Com a Psicologia, o pensamento crítico é aflorado, já que é preciso mergulhar em muito conteúdo informativo, com teorias e abordagens científicas sobre a mente e suas reações. Além disso, a área permite uma assimilação melhor das doenças mentais, destruindo mitos e absorvendo a complexidade de cada uma delas.

De modo geral, para se dar bem na Psicologia, é preciso gostar de leitura e, principalmente, de interpretação de dados e textos científicos. Também é importante ter um forte traço observador, a fim de identificar possíveis disfunções mentais em uma conversa. Ser movido em ajudar pessoas também é uma forte característica desse profissional.

Onde estudar Psicologia?

Existem centenas de universidades que oferecem o curso de Psicologia. A dica é sempre buscar por instituições que são reconhecidas e possuem boas pontuações na avaliação do Ministério da Educação (MEC). Veja a lista com algumas das principais faculdades que possuem a graduação de Psicologia:

O que se estuda em uma faculdade de Psicologia?

O estudante de Psicologia perceberá que na grade, boa parte – para não dizer todas – das matérias serão teóricas e dedicadas ao estudo das Ciências Humanas.

Durante o curso, será necessário a leitura de muitas obras e artigos científicos da área, para compreender as metodologias utilizadas e ainda todas as vertentes que a profissão alcança.

Dentre as matérias da grade curricular de Psicologia, estão contempladas desde Neurologia e Anatomia até estudos de Antropologia, Teoria Psicanalítica, Psicologia Comportamental e ainda Metodologia de Análise de Dados.

Grade curricular para cursos de Psicologia


A grade curricular varia de acordo com cada universidade, no entanto, algumas matérias são frequentes em todas elas, como:

  • Antropologia e sociedade;
  • Avaliação Psicológica;
  • Filosofia e Ética;
  • História da Psicologia;
  • Metodologia de Pesquisa;
  • Neuropsicologia;
  • Orientação profissional;
  • Psicanálise;
  • Psicologia Behaviorista;
  • Psicologia e Educação;
  • Psicologia e Práticas Institucionais;
  • Psicologia e Saúde;
  • Psicologia e Trabalho;
  • Psicologia Sócio-Histórica;
  • Psicopatologia;
  • Técnicas de observação e avaliação psicológica.

No curso, ainda, pode ser exigido um período de estágio obrigatório como fator de aprovação. Geralmente, os estágios são realizados sob supervisão de um professor e profissional da área e acontecem em hospitais gerais, hospitais psiquiátricos, escolas, empresas e até em clínicas das próprias da universidade.

Quanto tempo dura o curso de Psicologia

O MEC determina que o curso de Psicologia tenha carga horária mínima de 4 mil horas, que devem ser distribuídas em até cinco anos. Algumas universidades oferecem a graduação de maneira integral, reduzindo, assim, o período para formação.

Curiosidades sobre a Psicologia

Agora que já contamos tudo sobre o curso de Psicologia e você conseguiu tirar as suas principais dúvidas, separamos algumas curiosidades que podem te interessar antes de optar pela área.

Quais são os objetivos da Psicologia Social

É um setor relativamente novo na Psicologia e surgiu com a necessidade de unir essa área com a Sociologia, a fim de estudar e compreender as reações humanas diante de diferentes interações e reações entre grupos de pessoas. Ou seja, é a análise comportamental de um indivíduo a partir da presença de uma ou mais pessoas – seja real ou imaginada.

Qual a necessidade da Psicologia

Estudar o corpo humano sempre foi muito importante para identificar e tratar diferentes problemas, ou até mesmo compreender como essas enfermidades se comportam. E isso não é diferente quando o assunto é mente humana.

A Psicologia é fundamental para entendermos como o cérebro funciona diante de situações adversas, além de como ele se estrutura a partir da situação social e cultural de um indivíduo.

Com o estudo da Psicologia, conseguimos compreender reações do nosso corpo que nem imaginávamos que poderiam ser por conta de algo vivido ou que até mesmo que estavam guardados em nosso subconsciente. Através de metodologias utilizadas pela área, entendemos, prevenimos e tratamos possíveis distúrbios emocionais que podem desencadear outras séries de problemas mentais e físicos.

Qual a nota de corte do Enem para o curso de Psicologia


A nota de corte do Enem pode variar com cada universidade. Algumas exigem uma nota alta no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como as públicas, outras pedem uma pontuação mínima, principalmente as particulares. A média das edições recentes ficou entre 650 e 800 pontos.

Confira abaixo as notas de corte em Psicologia de algumas das principais universidades públicas do País:

Nota de corte do Enem para o curso de Psicologia

Universidade Federal Do Sul E Sudeste Do Pará (UNIFESSPA)

834.77

Universidade Federal Do Rio De Janeiro (UFRJ)

777.07

Universidade Federal De Santa Catarina (UFSC)

766.31

Universidade Federal De São Paulo (Unifesp)

762.57

Universidade Federal De Minas Gerais (UFMG)

756.62

Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul (UFRGS)

749.66

Universidade Federal Do Triângulo Mineiro (UFTM)

749.37

Universidade Federal Do Rio Grande Do Norte (UFRN)

729.46

Universidade Federal De Goiás (UFG)

721.75

Universidade Federal De Roraima (UFRR)

678.14

Categoria: Cursos

Quero receber notícias do Pravaler

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o Pravaler em primeira mão.