Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Alternativas ao Fies: conheça opções de bolsa e financiamento estudantil! Alternativas ao Fies: conheça opções de bolsa e financiamento estudantil!

Alternativas ao Fies: conheça opções de bolsa e financiamento estudantil!

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece o financiamento parcial ou total de cursos de graduação. É um programa do governo voltado para quem não tem condições de arcar com o valor total da mensalidade do curso superior pretendido. Porém, nem todos conseguem ser contemplados e é por isso que alternativas ao Fies são tão importantes. Se esse é o seu caso, confira abaixo algumas opções!

Requisitos para o Fies

Para ser elegível ao financiamento do governo, o estudante precisa atender a uma série de requisitos para conseguir o Fies. A princípio, é necessário realizar o exame do Enem e atingir a nota mínima de 450 pontos. Ah, e não pode zerar a redação! Para participar do processo seletivo do Fies, os estudantes contarão com dois períodos de inscrição durante o ano, e não serão mais aceitas solicitações a qualquer momento.

Além disso, no ano de 2018 o Ministério da Educação (MEC) reformulou o programa e agora o Novo Fies foi dividido em 3 modalidades:

Modalidade Fies 1

A primeira modalidade do Fies é exclusiva para estudantes com renda familiar per capita (por pessoa) de até 3 salários mínimos. Nessa modalidade, os alunos não pagam juros sobre as parcelas.

Modalidade Fies 2

Já a segunda modalidade é exclusiva para os estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil que possuem renda familiar per capita de até 5 salários mínimos. Nessa modalidade, os alunos pagam juros sobre as parcelas.

Modalidade Fies 3

O formato da terceira modalidade do Fies é muito semelhante à segunda modalidade. A grande diferença é ser aberto às demais regiões do país. Nessa modalidade, os alunos também pagam juros sobre as parcelas.

Com essas mudanças, aumentam as chances para os estudantes conseguirem o financiamento, ao mesmo tempo que torna o programa mais sustentável financeiramente, já que agora a iniciativa privada também faz parte do Fies. Se o aluno não for elegível para a primeira modalidade do Fies, que possui requisitos mais restritos, ele pode se beneficiar de uma das outras duas modalidades.

Alternativas ao Fies

Se resultado do Fies saiu e você não foi contemplado, fique tranquilo! Existem várias alternativas ao Fundo de Financiamento Estudantil para você considerar. Veja as opções abaixo.

Financiamento estudantil de bancos privados

Uma das maneiras de financiar seu curso superior como alternativa ao Fies é o financiamento estudantil oferecidos por bancos privados. O Itaú, por exemplo, é um dos que oferece crédito para alunos de universidades associadas. O banco financia as 12 mensalidades do ano em até 24 meses. Ideal para quem está no final do curso, não conseguiu Fies e precisa de ajuda para pagar as mensalidades.

O Banco BV é outra alternativa ao Fies. Os valores das parcelas do financiamento estudantil contratado dependerá do valor da mensalidade do curso e das condições disponíveis do crédito na instituição de ensino escolhida.

Bolsa de faculdades particulares

Em algumas faculdades particulares, o estudante pode solicitar uma bolsa de estudo, sendo ela parcial ou até integral, de acordo a situação de cada candidato.

Os critérios para conquistar a bolsa pela universidade varia de uma instituição para a outra, mas vai desde estudantes com renda familiar insuficiente e parentesco com outro aluno, até ao bom desempenho no vestibular, indicação de alunos e prestação de serviços ou estágios na própria instituição.

Para escolher essa modalidade, o estudante precisa ir até a faculdade de interesse e entender quais são as possibilidades para conquistar o benefício.

Prouni

Criado em 2004, o Prouni é um programa governamental que oferece bolsas de estudos parciais e integrais em instituições de ensino privada. O programa conta com um processo seletivo semelhante ao do Fies: como requisito para ganhar a bolsa do Prouni, há obrigatoriedade de comprovar ser de baixa renda e ter participado do Enem a partir de 2010.

Para participar do programa, é necessário que o estudante tenha uma renda máxima de um salário mínimo para solicitações de bolsa integral ou três salários mínimos para bolsas parciais – de até 50% do valor do curso.

Veja também: 5 situações que podem fazer você perder a bolsa do Prouni.

No entanto, diferente de outros programas de bolsas de estudos, o Prouni exige que o beneficiário tenha um alto desempenho durante toda a graduação. A diretriz do programa impõe que, se o estudante não for aprovado em, pelo menos, 75% das disciplinas cursadas por período, terá sua bolsa interrompida imediatamente.

Bolsa universidade

Pessoas do estado de São Paulo podem contar com mais uma alternativa ao Fies, o bolsa universidade. Trata-se de convênio que foi feito entre o Governo do Estado de São Paulo e as Instituições de Ensino Superior, por meio da Secretaria de Estado da Educação.

O contemplado recebe uma bolsa de estudos integral, sendo que uma metade é custeada pela instituição e a outra pela própria universidade parceira. A Secretaria de Estado da Educação arca com 50% do valor da mensalidade, com teto de R$ 500,00. Porém, há uma contrapartida: o escolhido terá que atuar como educador em uma escola participante do Programa Escola da Família aos sábados e domingos.

Podem se candidatar pessoas matriculadas em curso de graduação de Instituição Privada de Ensino Superior conveniada com a SEE/FDE que não tenham curso superior completo e que possam se dedicar às atividades do programa Escola da Família.

Financiamento estudantil do Pravaler

O Pravaler é um dos programas mais semelhantes ao Fies – Fundo de Financiamento Estudantil. O Pravaler financia até 100% das mensalidades da universidade e já atendeu mais de 250 mil alunos. O número de universidades parceiras, ou seja, que você pode contratar, está aumentando a cada dia. São mais de 500 universidades cadastradas.

Veja também: Diferenças entre bolsa de estudos e financiamento estudantil.

Para simular o financiamento estudantil, é feita uma análise de crédito e é exigido um fiador. A renda deve ser o dobro do valor da mensalidade, no mínimo. O programa não exige pontuação mínima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os juros, embora maiores do que os do Fies, são relativamente baixos, fazendo com que o Pravaler torne-se uma boa alternativa.

Está precisando de uma alternativa para o Fies? Conte conosco, podemos ajudar!

Botao Simule Financiamento 2

Texto escrito por: PRAVALER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter