Medicina veterinária: como se tornar um veterinário - PRAVALER Medicina veterinária: como se tornar um veterinário - PRAVALER

Medicina veterinária – como se tornar um veterinário

Se você gosta de lidar com animais e, mais importante, se você realmente se preocupa com eles, então talvez seja interessante pensar na medicina veterinária como uma possível carreira.

É por isso que preparamos um pequeno guia sobre ela e sobre as formas que você tem para realizar esse sonho. Ficou interessado? Então confira este conteúdo para saber o que faz o médico veterinário, quanto ganha, quais são seus espaços de atuação, entre outras informações significativas sobre o tema.

O que faz o médico veterinário?

A medicina veterinária é uma das profissões mais compensadoras no mercado, mas cuidar de animais é uma definição um tanto genérica para uma atuação que pode se diversificar em função de diferentes ramificações da carreira.

Na prática, o médico veterinário é aquele que tem aptidão para intervir em diferentes setores relacionados à saúde animal. Assim, ele pode trabalhar com o atendimento de bichos de estimação, mas também com inspeção de produtos de origem animal e em atividades de ensino e pesquisa sobre animais.

É por isso que a formação visa qualificar esse profissional de maneira ampla, dando a ele condições de atuar nas mais diversas possibilidades que o mercado oferece.

Onde o médico veterinário pode atuar?

O mais comum é esse profissional trabalhar dentro de clínicas no atendimento a diferentes tipos de animais, aplicando tratamentos e fazendo cirurgias. Além disso, ele tem espaço em setores como a Vigilância Sanitária, onde analisa produtos de origem animal, fazendo inspeções e ajudando a estabelecer padrões para procedimentos. Também é possível atuar em centros de pesquisa de saúde desenvolvendo vacinas e medicamentos voltados para os animais.

De maneira geral, o médico veterinário tem espaço no mercado de trabalho mesmo em tempos de crise, pois sempre existe a demanda por atendimento especializado a bichos de estimação. Nesse sentido, quanto mais qualificado é o serviço do profissional, considerando não somente questões técnicas, mas também de relacionamento com clientes e o trato com os animais, maiores tendem a ser os seus rendimentos.

Qual a média salarial de um veterinário?

De acordo com os dados do site vagas.com, a média salarial de um veterinário é de R$ 3.212,00 no Brasil. Esse valor pode chegar a R$ 4.765,00, sendo que o médico veterinário iniciante recebe em média R$ 2.348,00.

Esses valores variam de acordo com uma série de fatores, como o nível de experiência e o centro em que o profissional atua. Com a graduação em medicina veterinária, já é possível conseguir espaço em clínicas de atendimento a animais e também prestar concursos públicos. Entre as vagas mais cobiçadas nesse setor estão as que preenchem cargos em prefeituras e universidades.

Vale lembrar que na maioria dos casos o médico veterinário atua em clínicas, seja sozinho ou com sócios, formalizando o negócio próprio.

Motivos para fazer medicina veterinária

De uma maneira geral, trata-se de uma profissão desafiadora. Isso acontece desde a faculdade, que apresenta exigências consideradas altas em matérias como anatomia, por exemplo, e chega à prática no dia a dia, que envolve o contato direto como os animais nas mais diferentes circunstâncias.

Além disso, a medicina veterinária é uma área vasta, que permite a você se aprofundar no tema que julgar mais interessante para fazer disso um diferencial na sua vida e na dos animais. Ao sair da faculdade, você tem uma formação bastante ampla e que permite acesso ao mercado de trabalho, mas o ideal é que você se especialize com cursos posteriores para que assim você atue de maneira concentrada em determinado segmento.

Também é um aspecto a ser considerado a possibilidade de trabalhar com pesquisa, indo além da abordagem direta, procurando encontrar novidades na área e desenvolver tratamentos para diversas doenças.

Já para quem tem o interesse em dar aulas, é possível atuar em universidades, se especializando em ensinar as pessoas a atuar no setor. Muitos estudantes começam o curso com o foco em clínicas, mas acabam se especializando para a docência. Para casos assim, saiba que existe espaço nas mais diversas universidades brasileiras e, além de estabilidade, esse tipo de direcionamento profissional costuma oferecer também excelentes ganhos.

Conheça algumas especializações para quem faz medicina veterinária

A especialização é a melhor maneira para conseguir empregos melhores e salários mais altos na medicina veterinária. Por isso, confira agora as principais especializações da área.

Medicina Veterinária Clínica

Neste segmento, o profissional se especializa no atendimento a animais domésticos. Ele pode atuar tanto em clínicas quanto em hospitais veterinários. Entre as maiores demandas na área estão a ortopedia e a nutrição animal.

Veterinária Industrial

É o ramo em que o especialista atua no acompanhamento da fabricação de produtos criados a partir de animais, bem como de produtos desenvolvidos para animais. Entre as soluções que são objeto desse trabalho estão as rações e outros alimentos para cães e gatos.

Medicina Veterinária Ambiental

É o segmento em que o profissional estuda animais silvestres de acordo com o espaço em que vivem. Assim ele pode identificar doenças e ajudar na preservação dessas espécies. Também cabe a ele atuar na reintrodução de animais ao seu meio.

Controle e Tecnologia para Populações Animais

Mais voltado para o agronegócio, esse profissional desenvolve técnicas para criação e nutrição de rebanhos, além de participar de estudos visando a melhoria genética e reprodução das espécies.

Faculdades de medicina veterinária

Existem boas faculdades públicas como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e a Universidade Estadual de Londrina (UEL). Entre as particulares, destacamos as seguintes.

Universidade Paulista (UNIP)

A UNIP é uma das faculdades mais conhecidas do país, tendo diversos campus espalhados pelo território brasileiro. Assim, medicina veterinária está entre os cursos mais procurados nas suas diferentes unidades, sendo responsável por colocar no mercado boa parte dos especialistas na área.

Estácio de Sá

Com origem no Rio de Janeiro, mas com unidades em todo o Brasil, principalmente por conta da expansão do modelo EAD, a Estácio já se tornou uma referência em termos de educação privada. Assim como a UNIP, também tem no curso de medicina veterinária um dos seus diferenciais no mercado de trabalho.

Cruzeiro do Sul

O grupo Cruzeiro Do Sul oferece uma das estruturas físicas e pedagógicas mais avançadas do país e isso está à disposição do aluno de medicina veterinária. No campus São Miguel, o bacharelado é uma formação que dura em média 10 semestres, podendo ser realizado nos períodos matutino, noturno e vespertino.

Fametro

O Centro Universitário Fametro também se apresenta como uma boa possibilidade para quem pretende atuar na medicina veterinária. Com um programa que compreende atividades teóricas e práticas visando o aprimoramento do conteúdo, a instituição se destaca entre as ofertas de faculdades particulares que o mercado apresenta.

Grade básica do curso de Medicina Veterinária

Com duração média de 5 anos, o curso geralmente acontece em período integral, havendo aulas teóricas em sala de aula e práticas em laboratórios. Também é possível que alguns procedimentos sejam feitos em hospitais e fazendas.

Assim, a ideia é que o estudante se forme como um profissional generalista, podendo prestar atendimento clínico a animais de diferentes portes, atuar na fabricação e controle de alimentos e produtos de origem animal e no combate a doenças relacionadas às espécies.

É por isso que o início do curso compreende matérias mais básicas dessa formação. A partir do terceiro ano é que o estudante passa a ter contato com atividades mais práticas e entrar em contato com disciplinas específicas. Em geral, o último ano serve para que o aluno desenvolva e apresente o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O que o Ministério da Educação (MEC) estabelece é que os cursos sejam montados em função das áreas de Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Humanas e Sociais e Ciências da Medicina Veterinária, cabendo às instituições definirem como será a sua grade de acordo com suas propostas.

Como fazer o curso

Existem alguns caminhos conhecidos para fazer a sua graduação. Com a nota do exame do Enem, você pode tentar acesso a faculdades públicas pelo Sisu ou privadas pelo ProUni e pelo Fies. Também é possível fazer o vestibular específico criado por essas instituições sob suas próprias regras, independentemente do Enem.

Neste caso, você ainda pode financiar os seus estudos recorrendo a programas de crédito universitário como o PRAVALER, que funciona de maneira muito simples e oferece vantagens em relação ao FIES. Com o PRAVALER você consegue financiar cursos como o de medicina veterinária sem precisar da nota do Enem. Basta acessar a página do programa e fazer a sua simulação, não importa de que forma você entrou na faculdade ou o curso que realiza.

Enfim, o curso de medicina veterinária é para quem realmente gosta de animais. Nele, você pode trabalhar com o contato direto com eles e também em pesquisa, desenvolvendo soluções dos mais variados tipos.

Entendeu agora como funciona a medicina veterinária e de que formas você pode se tornar um veterinário? Fique atento também aos cursos mais procurados do mercado. Saiba quais são eles.

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.