Saiba tudo sobre o Curso de Medicina e como se tornar médico

Por useradmin

Saiba tudo sobre o Curso de Medicina e como se tornar médico

Curso de Medicina: o que é preciso saber sobre ele e quais são as possibilidades de financiamento existentes.

O curso de Medicina é um dos mais desejados por estudantes de todo o país. Não por acaso, a cada ano, a relação candidato por vaga fica mais elevada. Seja pelo ofício do médico, seja pelo reconhecimento social da profissão, o certo é que a carreira está há anos entre as mais valorizadas.

Isso traz uma série de perguntas à cabeça do estudante: como funciona o curso de medicina? Além disso, questões como possíveis áreas de atuação, valores salariais, custo da graduação, entre outras, precisam ser discutidas. Sendo assim, confira o que preparamos para você.

O curso de medicina

O objetivo do curso de medicina é formar profissionais aptos a trabalhar na manutenção e na recuperação da saúde das pessoas. Para tanto, o aluno aprende a tratar e a prevenir doenças, além de promover o bem-estar nos pacientes.

Assim, conhecer o corpo humano e seu funcionamento é fundamental. Isso exige conhecimentos em áreas como Anatomia, Bioquímica e Imunologia. Essas são matérias que geralmente aparecem com destaque nos primeiros anos da graduação, pois servirão como base para os procedimentos futuros.

Em seguida, surgem as matérias com maior ênfase no estudo das doenças e nas maneiras como elas podem se manifestar no corpo humano. Temas como Imunologia, Patologia e Fisiopatologia são alguns exemplos. O aluno passa a conhecer o histórico de problemas de saúde e procedimentos médicos que foram adotados anteriormente e que apresentam comprovação científica para serem novamente praticados.

Existem também as aulas práticas. Elas costumam ser realizadas em hospitais, onde o aluno passa a se especializar no atendimento dos pacientes com a orientação de médicos já formados.

Como se dá a formação

A graduação em Medicina é um tipo de Bacharelado da área de Ciências Biológicas, com duração média de 6 anos. Geralmente, os primeiros 4 anos servem para o aluno aprender de maneira mais ampla como funciona a profissão e os 2 anos finais são voltados para a residência médica, onde existe um direcionamento.

Trata-se de uma graduação que exige dedicação em período integral, ou seja, as aulas acontecem de manhã e de tarde. Geralmente, o curso se divide em 3 fases, a grade fundamental, a etapa pré-clínica e a etapa clínica.

Grade fundamental

O começo do curso de Medicina apresenta os fundamentos teóricos que sustentarão a atuação do médico enquanto profissional. Nessa fase, são estudadas disciplinas como Anatomia, Biologia, Fisiologia, Farmacologia e Imunologia.

Ao estudar Anatomia, por exemplo, o aluno se dedica a trabalhos teóricos e práticos. Assim, ele concilia a sala de aula e as leituras com laboratórios em que existe a manipulação de cadáveres humanos, tendo como praticar procedimentos que depois serão aplicados em seus pacientes.

Etapa pré-clínica

É nessa fase, que geralmente leva 2 anos, que se dá a maior atenção ao estudo das doenças e em como elas se manifestam no corpo humano.

Estudando Epidemiologia, por exemplo, o graduando analisa as famílias das doenças e epidemias, entende como elas se desenvolvem, conhece seus efeitos no corpo humano e é apresentado à literatura médica que permitirá a ele proceder futuramente.

Etapa clínica

Na etapa final da graduação, os 2 últimos anos, o aluno passa a conciliar os estudos dentro da faculdade com os plantões dentro de hospitais. Nesse momento, ele praticamente atua como um profissional formado, mas sempre com a devida supervisão de médicos já experientes.

Dessa orientação surge o contato constante com os pacientes, além de uma série de ações que tendem a direcionar o médico para uma etapa posterior à sua formação enquanto Bacharel, a especialização. É bom lembrar que ao obter seu diploma, o profissional sai do curso de Medicina como médico generalista.

Áreas de atuação

Como visto, da graduação o aluno sai como médico generalista. Isso significa que ele está apto a lidar com todos os tipos de doenças das mais diversas especialidades. Para atuar com mais precisão em relação a uma determinada área é preciso fazer uma especialização.

Existem inúmeras especializações para a área médica no país. Cada uma possui seu aprofundamento específico para a função.

A Oncologia, por exemplo, é a área de atuação do profissional que estuda e combate as células cancerígenas, além de tumores malignos. Já a Cardiologia tem foco nos cuidados com o coração, exigindo do profissional a ação voltada para o bom funcionamento do órgão e os tratamentos de doenças e ameaças.

Outro exemplo de especialização é a Pediatria, na qual o médico dedica-se a observar o desenvolvimento infantil e fazer o tratamento de doenças das crianças. Perceba que neste caso, pode ser interessante ter mais de uma especialização, o que exige mais de uma residência.

É comum que médicos formados tenham mais de uma especialização. Por exemplo, existem ortopedistas que também são médicos do esporte. Isso permite a eles melhor qualificação profissional e credibilidade na área em que atuam.

Valores salariais

Emprego não costuma ser um problema para o médico no Brasil. Um dos diferenciais do curso de medicina são os valores que os profissionais recebem por ser trabalho. Esse é certamente um dos motivos para o curso ser um dos que mais atrai alunos em busca de financiamento estudantil. Pouco após a graduação eles já podem começar a receber bons salários.

De acordo com o site vagas.com, o médico generalista, que é a formação mínima do profissional da área, tem uma média salarial de R$ 12.044,00, podendo ganhar entre R$ 7.053,00 e R$ 13.015,00.

Isso sem considerar as possibilidades das especializações. Entre elas as melhores médias salariais ficam entre os cirurgiões plásticos (R$ 18.564), os cirurgiões (R$ 15.975) e os ortopedistas (R$ 14.353).

De fato, os valores são bastante elevados. O que, de certa forma, justifica o investimento feito em um curso de medicina.

Custos do curso

O curso de Medicina costuma ser caro. Isso tem a ver com as despesas das instituições para adequar aquilo que oferecem às exigências tanto do Ministério da Educação quanto da saúde do país. Por se tratar de algo que envolve a vida humana, determinados gastos não podem ser negligenciados por economia, o que encarece o preço final.

De acordo com estudo do Semesp, a mensalidade média do curso de medicina é de R$ 6,2 mil, a maior do Brasil (a segunda maior é a de odontologia, de R$ 2,1 mil).

Lembrando que esse é valor médio. As mensalidades vão de R$ 3 mil até o máximo de R$ 9 mil.

Para o estudante, existe outro agravante: o curso é em tempo integral, o que não permite a ele conciliar estudo e trabalho durante a faculdade.

Como cursar medicina pagando menos

Vale lembrar que existem programas de incentivo voltados para estudantes de ensino superior no Brasil. Entre eles podemos citar o Programa Universidade Para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo para quem comprovar baixa renda (renda familiar bruta de no máximo 3 salários mínimos), além de apresentar um bom desempenho no Enem. São bolsas que podem ser parciais ou integrais.

Outra opção é o programa de Financiamento Estudantil (FIES), que apresenta juros baixos para que o aluno pague as despesas do curso somente um ano e meio depois de receber o diploma. Assim como o ProUni, o FIES é restrito a estudantes que se enquadram como de baixa renda e que tenham desempenho satisfatório no ENEM.

Além disso, existem opções independentes do governo, como o PRAVALER, no qual é possível ter acesso a crédito universitário de maneira facilitada, sem a exigência da nota do ENEM e com menor burocracia para obter o benefício.

Se o seu sonho é estudar medicina, não deixe de considerar a possibilidade de financiar a sua graduação. Isso certamente trará benefícios futuros não somente em termos financeiros, mas também de satisfação pessoal, uma vez que se trata de uma das mais nobres profissões.

Gostou do artigo? Então aprenda também como montar um currículo para entrar no mercado de trabalho.

Compartilhar
Categoria: Cursos

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.