Universidade Puc Goias Universidade Puc Goias

Educação financeira: o segredo para uma vida economicamente tranquila

Como você planeja o seu orçamento? É comum faltar dinheiro quando chega o fim do mês? A maior parte dos jovens no Brasil sofre com a falta de educação financeira e o resultado é o aumento no número de pessoas endividadas. Se este é o seu caso, pode ser o momento de parar para analisar suas contas mensais e fazer um planejamento que garanta que o valor gasto é menor do que o recebido. Só assim, é possível ter uma vida financeira mais tranquila, realizar sonhos e se livrar das dívidas.

Falta de educação financeira eleva o número de jovens endividados no Brasil
Existem muitos jovens despreparados para lidar com o salário recebido no primeiro emprego, com as bolsas de ajuda financeira e com as inúmeras opções de crédito disponíveis no comércio. Um dos piores inimigos neste momento é o consumismo exagerado! Uma situação muito comum é a pessoa completar 18 anos, começar a trabalhar e abrir uma conta no banco. Logo, são disponibilizados um valor de cheque especial e um bom limite no cartão de crédito. Grande parte das pessoas usa estes valores para comprar itens de consumo supérfluos, sem pensar nas taxas e juros.

Pessoas que têm acesso à educação financeira têm outra visão destes valores disponibilizados pelo banco e contabilizam juros e taxas antes de pensar em gastá-los. Cheque especial e cartão de crédito devem ser vistos como recursos para serem usados em emergências e que devem ser pagos o quanto antes. Outro problema é o fácil acesso a crediários em lojas de roupas, eletrônicos e móveis. A falta de controle financeiro faz com que muitos jovens comprem sem fazer os devidos cálculos para garantir que as compras parceladas não pesarão no orçamento.

A regra dos 50%, 35% e 15%
Existe um segredo muito simples para evitar o endividamento desnecessário: planejamento financeiro. Uma ação básica, que todo jovem deve aprender a fazer, é anotar todas as entradas e saídas de dinheiro. Quem não faz isso não sabe no que gasta, portanto, não sabe para onde está indo seu dinheiro. Além disso, é muito importante estar preparado para emergências e ter uma poupança para realizar sonhos. Comprar a primeira casa, um carro ou fazer uma viagem no fim do ano, por exemplo! Para quem não se controla financeiramente, estes podem parecer sonhos distantes, mas não são – basta ter uma vida financeira bem planejada.

Para isso, uma boa dica é a regra dos 50%, 15% e 35%. É muito simples, basta separar seu salário em três partes: gastos essenciais (como aluguel, educação, alimentação e contas da casa), estilo de vida (baladas, cinema e academia) e prioridades financeiras (investimentos, quitação de dívidas e poupança). Aí, a dica é reservar 50% do salário para os gastos essenciais, 15% para as prioridades financeiras e 35% para o estilo de vida. Este é um segredo valioso para alcançar o equilíbrio financeiro e evitar gastar mais do que o necessário.

O controle financeiro é o caminho mais rápido para a realização dos sonhos
Jovens que têm acesso a estas informações têm uma vida muito mais tranquila! É preciso ter consciência de que é essencial ter uma poupança, pensar na aposentadoria, não contrair dívidas, controlar o consumismo, saber diferenciar o essencial do supérfluo e, principalmente, gastar menos do que se ganha. Outro ponto importante é definir metas, com prazos para cumpri-las. Por exemplo, meta: conhecer Cancun; prazo: outubro de 2016. A partir daí, devem ser definidas estratégias que ajudem a realizar os planos. O primeiro passo, nesse caso, é calcular o valor necessário para realizar a viagem. Com base neste valor, é fácil definir quanto é preciso economizar por mês!.

Você tem controle sobre sua vida financeira? Quais são suas metas e planos para 2015? Conte para a gente nos comentários!

Categoria: Economia